terça-feira, 14 de julho de 2015

O Clube das Separadas Bem-Amadas!!



Bom dia, meus amores!

Tudo bem com vocês?

Hoje vou fazer uma postagem de fofoca... Pode ser? Tipo aquelas revistas que a mulherada adora!! Risos.

Acordei pensando em mim e em minhas amigas blogueiras que, por tanto tempo nos dedicamos a escrever sobre nossas vidas, nossos amores, nossas dores, nossas esperanças... 

Que rumo tomou cada uma?

Um dia fiquei pesquisando para saber o que aconteceu com cada uma das paquitas da Xuxa, que eu amava!! Vem me dizer que você que curtiu os anos 80/90 nunca fez isso?!! Rs.

E hoje fui olhar o que aconteceu com “as minhas paquitas”... hahaha... Digo “minhas” porque antes do Blog Amando um Dependente Químico, só havia o blog da Cicie e da Giulli (dinossauras!!), mas as duas já haviam rompido o relacionamento com seus ex-adictos.

Então, depois, por meio do Blog ADQ, muitas esposas e namoradas foram motivadas a escrever, em forma de diários, também suas histórias. Então me sinto meio que responsável por todas!! Tipo uma “tia”, sabe?!!

Até hoje tem amigas chegando para essa rede virtual, podemos dizer que são as “paquitas segunda (ou terceira) geração”!! E isso é muito importante porque, infelizmente, a cada dia aumenta o número de pessoas envolvidas nesse meio de adicção e codependência, e a troca de experiências e informação é fundamental para o crescimento e superação do grupo.

Gente, só pra vocês terem uma ideia, quando começamos os blogs, na era “pré-facebook” e “pré-whatsapp”, batíamos papo via comentários nos blogs e até tentamos baixar uns programinhas (horríveis) para que essa interação fosse possível por aqui... Depois migramos para o Facebook (Ufa!!).

E hoje tenho até instagram!! Quem quiser seguir é @simplesmente_gipuglisi . 

Como podem ver, a modernidade chegou por aqui!

Hoje as meninas participam de grupos no facebook. Eu não participo por uma questão de tempo curto... Daí, opto por alimentar apenas a página www.facebook.com.br/amandoumdependentequimico . (Curte lá!!)

Mas, então, vamos ver o que houve com as “paquitas da primeira geração”?




A Gaby terminou o relacionamento com seu namorado adicto. Encontrou uma nova pessoa com quem se casou há dois anos. Vive uma vida feliz, passou por uma grande dor que foi a perda da sua bebezinha antes da gestação terminar, mas teve o apoio do esposo, e segue sua vida longe da problemática das drogas.




Após tantos relatos de agressões psicológicas e físicas, ela separou-se do esposo no final de 2012. Quatro meses depois (março de 2013), ela relatou os seus progressos e superação após a separação. Não houve mais postagens.




A Flor terminou o relacionamento em junho de 2014. Hoje ela segue realizando lindos trabalhos na área da Educação em seu estado. Tive o prazer de conhecê-la pessoalmente e de constatar que realmente ela é uma flor!!




A Kel passou por vários estágios. Separou-se. Ficaram separados um tempo, e depois optaram por manter o relacionamento, mas em casas separadas. Ela está cursando sua faculdade, buscando seus objetivos, e além do Blog acima, ela escreve também no Blog Você Acha que Sabe, onde expõe suas ideias sobre assuntos não focados na dependência química.




A Maria terminou o namoro complicado mais ou menos em junho de 2013. Retomou sua vida, e segue sonhando sonhos “normais” de uma garota de vinte e poucos anos: intercâmbio, namoros saudáveis, viagens, etc.




A Emily se separou há alguns meses do esposo por não tolerar mais os seus comportamentos abusivos, mesmo ele estando limpo. Depois descobriu coisas tristes dele, como a traição, e isso tudo só reforçou a sua sede de superação... Vinte quilos mais magra, hoje ela ajuda outras pessoas com o tema Reeducação Alimentar (clique aqui, e curta a página dela), e segue cuidando dos filhos adolescentes.




A Lu se separou em fevereiro deste ano. Ela segue, cada dia mais linda, ajudando adictos e codependentes pelas redes sociais, além de ser uma mãe e vovó super coruja.


E é isso...

Alguns outros Blogs não consegui localizar... :(

Parabéns, meninas! Observei que nenhum desses Blogs recebeu menos de 15.000 visitas, e juntos os Blogs receberam mais de um milhão de acessos... Ou seja, juntas ajudamos muita gente... Já pensaram nisso?! Formamos uma verdadeira "rede do bem"!  \o/\o/\o/

A ideia não é falar sobre os rapazes, mas sobre nós... Mas como a curiosidade é normal, digo que, pelo que sei, os únicos que seguem limpos são o marido da Kel (após um tratamento com ibogaína) e o ex da Emily (que trabalha dentro de uma comunidade terapêutica).

Poly do céu!! Quer dizer que não tem recuperação? Quer dizer que todos os casamentos com adictos vão chegar ao fim?

Não. Quer dizer que existe recuperação para quem quer!! E esse querer deve ser um querer intenso, acima de qualquer outro, pois estamos falando de uma doença complexa.

Dá uma olhadinha no que falei sobre isso, no vídeo abaixo... "Tem que querer!!"


Quanto ao relacionamento, quando vejo todas nós, me encho de felicidade... Sim, de felicidade!! Leiam nossos relatos há quatro, três anos atrás. Éramos “cacos”... Muitas de nós não tínhamos autoestima, vivíamos em função do outro... E conseguimos nos resgatar!!

Queridas, continuemos nos cuidando. Aprendendo o amor próprio. 

Quando nos amamos e nos cuidamos não nos permitimos aproximar de pessoas que não estejam dispostas a nos dar esse mesmo amor e cuidado...

Nossos ex são pessoas más? Não, claro que não. O meu, por exemplo, é um ser humano incrível! Ele me deu meus filhos que são meu maior presente, e também me proporcionou viver muitos momentos lindos e especiais. Mas eu decidi que não quero mais viver ao lado de um usuário de drogas. Não quero isso pra mim e ponto. Não quero mais aquele medo, aquela ansiedade, aquela insegurança. Tenho sonhos a alcançar. Filhos para criar. Uma vida para viver! E infelizmente, ele escolheu não se tratar...

Então, meninas, um conselho que dou: não sintam raiva. A raiva faz mais mal a quem sente.

Nem raiva. Nem culpa. Nem pena.

Que possamos encher o nosso coração de amor!

Eu desejo do fundo do meu coração que todos eles se recuperem dessa vida do vício, que conquistem coisas boas, e que encontrem novas mulheres e as façam felizes, e sejam felizes...

E claro que desejo que as "minhas paquitas" sejam muito felizes com elas mesmas, se valorizando, e que em um futuro não muito distante, se permitam conhecer seus príncipes, aqueles disponíveis emocionalmente, e que tenham condições de cuidar bem delas!

E a Poly?! Bom, está tudo muito recente... Por enquanto, a sensação que tenho é que serei realmente a “tia Poly”... kkkk

Falando sério, ainda tem muita coisa pra sarar aqui dentro, pra organizar... Recebi muitas mensagens de pessoas ansiosas para que eu encontre alguém que me faça feliz, mas primeiro preciso aprender a ser feliz comigo mesma...

Calma, minhas queridas, tudo tem seu tempo!

Me desculpem as brincadeiras... E espero que tenham gostado desse post feito com tanto carinho!!


Beijos da tia Poly!
Fiquem com Deus!

32 comentários:

  1. Amei esse post. Mas, o que percebo, infelizmente, é que um relacionamento com um dependente químico não dá certo. Eu já tive um relacionamento com um e me arrependo muito. Foi um sofrimento desnecessário. Com um dependente químico, a pessoa só dá e não recebe nada em troca. E relacionamento é troca. Que todas as ex de dependentes químicos possam superar essa dor, seguir em frente. E que as meninas não caiam nessa verdadeira cilada, que é se relacionar com um dependente químico!!! Nenhum ser humano merece viver em meio a mentiras e manipulações. Nenhum ser humano merece ficar sozinha porque o seu companheiro está se drogando sabe se lá com quem. Nenhum ser humano merece egoísmo, descaso e falta de consideração de dependente químico. Poly, quanto à recuperação, ela existe, mas são raros os que querem.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo post Poly! Pois é, passamos pelo processo de libertação agora é a cura, fez um mês e meio que me separei, estou lutando pelo divórcio, mas penso que um dia quero sim me permitir conhecer um príncipe, tudo a seu tempo, mas se isso não acontecer, sem problemas, pois aprendi a não colocar a minha felicidade na mao do próximo! A felicidade está dentro da gente, acompanhada de um príncipe ou não! Poly tamujunto! Agora ao clube das separadas bem amadas! Rs

    ResponderExcluir
  3. Lindo Polly, os blogs foram as forças que precisávamos em tempos difíceis e nos ajudaram muito. Adorei a postagem. Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Eu não tenho blog então nem todas sabem o andamento da minha história, meu filho depois de quase dois anos em recuperação teve uma recaida e foi embora de casa, ficou quase um ano longe, morando no Peru, trabalhando como piloto, e raras vezes dava noticias. Nos primeiros meses eu nem sabia se estava vivo ou morto, imaginem que dureza. Mas acabou voltando para casa e até que estava em boas condições, a vida não foi moleza longe de casa e ele deu uma boa amadurecida. Estava limpo e eu aproveitei para oferecer o tratamento com ibogaina como garantia, ele aceitou e foi muito bom. Mesmo assim algum tempo depois o lindo resolveu desafiar as probabilidades e mesmo sem ter vontade alguma (como ele mesmo disse), foi comprar drogas, e de acordo com uma testemunha vomitou nos pés do traficante só de olhar a droga, isso ainda por efeito da iboga que causa essa repulsa. Mas o danado forçou e usou, mesmo vomitando. Graças a Deus a coisa não vingou, porém a minha revolta foi bem grande porque uma coisa é usar por compulsão e outra é forçar e usar mesmo sem vontade. aí pra mim é falta de caráter mesmo. Enfim mais uma vez mostrei o caminho da rua o que foi uma boa decisão para todos nós, ele tem uma chácara afastada da cidade e foi para lá, não tinha energia elétrica nem agua encanada (a primeira vez que eu fui lá meu coração quase parou de pena que deu pela pobreza que ele vivia, quase sem nada, mas fiquei firme), e passou a viver e construir sua vida ali, como não tem carro vem poucas vezes à cidade, e foi fazendo toda a estrutura da chácara, plantando, criando alguns animais, fez a casa, cercas, ponte, iluminou tudo com energia solar, fez poço, encanamento, isso tudo mantendo o emprego de piloto de vants ainda, e quando ele tem que viajar a serviço o patrão vem buscar. Enfim, virou um novo homem, acorda cedo e trabalha muito, está limpo ha muitos meses, frequenta minha casa quando pode vir, tem um sócio que tem moto e as vezes traz ele pra cá, almoça com a gente alguns domingos e até me deu flores no dia das mães, coisa que nunca tinha acontecido. Só por hoje e por ter permitido que ele viva da forma que escolheu acredito que possa estar se tornando um homem de verdade, amadurecido.

    Janete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai, sua decisao ajudoum O que muitas maes bao entenden que se desligar é necessario para que eles crescam.

      Excluir
    2. Oi..a pouco tempo que acompanho o blog,nunca escrevi nada,e nem sei muito bem como me expressar,meu companheiro é adicto,desde que está comigo é a segunda internação dele,li seu relato e investiguei um pouco sobre a iboagaina,você poderia me explicar como você encontrou o tratamento, e onde foi,pq as vezes algumas coisas que encontramos na Internet não são tão confiáveis...se puder me responder eu agradeço.

      Excluir
    3. Oi, eu leio o blog a pouco tempo, tenho um companheiro adicto,e me interessei muito pelo tratamento com a iboagaina, mas não sei se o que encontrei na Internet é confiável,como você encontrou esse tratamento? Você poderia me explicar por favor!

      Excluir
  5. Polly, tu esqueceu de mim...

    http://recuperacaoepossivel.blogspot.com.br

    Mesmo não tendo muito tempo ultimamente pra atualizar o meu, nunca deixo de visitar o seu. Você sabe que amo suas postagens e seu livro fizeram maravilhas, me ajudaram muito mesmo. Me deram mais forças para largar de mão o querido, o que fez com que ele buscasse por própria conta um novo tratamento. Hoje ele está internado, mas não tem casa, não pode ficar na minha, nem nos pais dele, então ele vai ficando lá. Estamos juntos, eu vou visita-lo de 15 em 15 dias, acompanho o tratamento, mas deixei bem claro que não mexo um dedo pra tirar ele de lá. Ele parece estar mais maduro e crescidinho, sei lá. Só sei que Deus tem feito maravilhas na nossa vida, mas principalmente na minha. Hoje faço minhas coisas, vivo minha vida, estudo, trabalho, faço academia, vejo meus amigos, e sei que fico bem sem ele. Se for pra somar, ele pode ficar, se não, pode ir andando. Hoje sei que mereço mais, muito mais do que as migalhas que ele me dava. Mas o amor, a gente sabe, não perde a esperança.
    Poly, te desejo tudo de bom, e força na peruca. Você vai ficar bem, tenho certeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Polyyyyy

    Que lindo e perfumado post! Pude sentir daqui o cheiro de amor!

    Juntas somos uma, minha flor...
    Nos ajudamos, somos ajudadas e conseguimos ajudar!
    Gratidão por seu carinho!
    Gratidão por tudo que vivi. Não me arrependo por um segundo sequer, pois foi o tsunami que me trouxe a calmaria do mar...
    Aprendi meu valor e a me amar!

    Aprendi a importância do outono e a ver essa estação com outros olhos...
    O outono prepara a primavera, com suas cores e perfumes...

    Um gigantesco beijo, minha amiga!

    ResponderExcluir
  7. Nossa...fui até minha infância agora com essa foto das paquitas...kkkk tinhamos um grupo no bairro e nos apresentávamos como cover das paquitas nas quermesses....hahah...cértissima em se dar um tempo....nossa felicidade não está no outro...então pra que ficar trocando de "principe" pra ser feliz...apenas seja...rs..exatamente como tem feito...os blogs foram a porta aberta pra minha recuperação, foram neles que aprendi sobre esse universo paralelo que viviamos...e hoje graças a Deus...a vocês e a minha insistência em não aceitar o sofrimento pra minha vida...me libertei de verdade...hoje realmente minha vida é a mais importante pra mim....minha paz...minha liberdade e digo isso sem culpa alguma....sem me sentir egoísta...pois como vc mesma já citou várias vezes o exemplo da aeromoça no avião, que nos ensina que antes de colocar a mascará no outro precisamos colocar em nós primeiro...senão ninguém ajuda ninguém....assim e somente assim eu sou capaz de estar inteira para realmente ajudar quando for necessário...agradeço infinitamente minha madrinha Janete que foi um anjo de porrete que me fez acordar..kkk...no meu blog agora tem mais uma companheira que escreve a E. que também se separou recentemente do namorado, porque infelizmente depois dela ter tentado tudo a escolha dele ainda foi continuar caminhando nas trevas da adicção...mesmo após ibogaína...e ela ta bem...cresceu muito...está buscando a si mesmo e se libertando das amarras que conhecemos muito bem....o homi...está me surpreendendo...hahaha ele está me emprestando dinheiro creia...kkkkk....está caminhando...eu tb cheguei em um ponto que larguei de mão...no ínicio usei a raiva pra me manter afastada...sei que não é o ideal..mais era como eu conseguia...e me lembro que em uma palestra no Naranon...o palestrante disse que o desligamento as vezes começa na raiva...o que é normal...faz parte...porque somos humanos e sentimos raiva de sermos prejudicados e tal...mas que devemos ir equalizando essa raiva até se transformar em amor...foi o que fiz..kkkk e funcionou...pra me manter afastada pensava aquele fdp não presta..kkk e aos poucos ia aprendendo a entender o lado dele...ia esperando as feridas cicatrizarem e ai sim eu fui conseguindo amar incondicionalmente...então se sentirem raiva não se culpem...só tentem transforma-la...alimentar raiva não é bom...mais sentimos raiva somos humanos...aprendam a usa-la a seu favor... voltando a falar do homi..o que de fato motivou ele a ficar limpo...a sua vontate de nunca mais voltar pro buraco...ai vieram as muletas que também foram fundamentais pra esse processo...ele tomou ibogaína...tem tomado o composto e ayahuasca de forma terapêutica, que seria quando não está muito "zen" ele toma ou o composto ou a ayahuasca...e tem buscado a espiritualidade que ele acredita...vai a igreja...ele é evangélico...ele vai sozinho, porque eu não sou evangélica...na verdade nem sei definir o que sigo...sigo tudo e nada..kkk...acho que talvez espiritualista...universalista...rs...aprendo com todas as formas de espiritualidade o que devo e o que não devo fazer...rs e é isso Poly...é isso galera...muito obrigada por essa linda homenagem...e a mensagem que deixo a todos é NÃO DESISTAM DE VOCÊS...um grande abraço e fiquem com Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKK Tiamu Kelllll
      Ass Capitão Nascimento, ops, Véia do Porrete, ops, Janete

      Excluir
  8. Há...deixo uma postagem pra vcs...rs..http://voceachaquesabe.blogspot.com.br/2015/07/emocoes.html#comment-form

    ResponderExcluir
  9. Pollizinha que amor sua postagem! Sempre faço visitas silenciosas pelos Blogs, mas dessa vez tive que comentar! Sou paquita 1ª geração que tudo kkkk
    Amiga, minha vida não vem sendo fácil não, ainda não realizei meu grande sonho de ser mãe e recentemente tive minha 3ªperda :( Sim, três anjos no céu, mas não desisti do meu sonho, não. Um dia Deus me concederá essa graça!
    Meu ex continua no crack.
    E meu "Caio" continua lindo e maravilhoso.
    Obrigada por me fazer relembrar de tantos momento vividos e meu Deus como o tempo voou, parece que foi ontem, que iniciei as postagens no Blog.
    Desejo á você força nesse momento delicado, dói mas vale a pena querida, você vai ver, depois você nos conta! Obrigada por ter me ajudado tanto, por ser tão linda e carinhosa, por ser exemplo, você é uma mulher incrível e terá um relacionamento incrível, à sua altura! Parabéns pela mulher que você é! Beijos da Gaby

    ResponderExcluir
  10. Adorei... E pra quem acha que meu relacionamento não deu certo... Tenho uma péssima notícia.... Deu tão certo que hoje somos amigos... País de uma princesa linda... E continuamos na luta que é a saga de viver....
    http://modificaramimmesma.blogspot.com.br/2011/03/casamentos.html?m=1

    Acho as vezes que devemos parar em rotular as coisas em deram certo....deram errado....
    Entre o branco e o preto...quantos tons existem???
    Kkkkk beijos....

    ResponderExcluir
  11. Querida Polly,Hoje estou completando 8 dias de separação,íamos completar 3 anos juntos tenho tres bebes um menino de 5 anos e duas meninas de 2 e 1 ano,ele estava em altos e baixos após duas internações, na ultima ele se manteve limpo por 6 meses tomando medicações e indo nas reuniões diariamente, mas no final ele ja estava demostrando a vontade de usar novamente, ficando frustrado, brigando por tudo e parou de tomar a medicação e de ir as reuniões e na primeira oportunidade teve a RECAIDA, usou em casa enquanto eu trabalhava, vendeu tudo que tinha adquirido quando estava limpo, notebook,celular, hd tudo.fui cruel pra mim recomeçar tudo denovo.isso tem uns 4 meses, depois foi todas as semanas uma nova FUGA algo de casa sumindo, ele esqueceu de buscar as crianças na creche, e vendeu o nebulizador das meninas enquanto elas ainda usavam pois estavam febril e doente,até mesmo o bujão de gás ele vendeu,uma sandalia de festa que tinha usado apenas uma vez,meu conjunto de lençol novo na caixa que eu nunca tinha usado.comemoramos o aniversario de 2 anos da minha menina, e dois dias depois ele me disse que ia na reuniao do NA estava frio,eu estava em casa doente, ia pedir pra ele não ir,estava frio e ele estava tão aconchegado me abraçando,mas pensei não posso impedi-lo de recomeçar o tratamento.pra minha surpresa ele apareceu somente 29 horas depois,sumiu,foi no banco sacou a ultima parcela do INSS 1500,00 usou todo e só reapareceu quando não tinha mais nada nem o abrigo que o aquecia do frio,ligou a cobrar da rua dizendo se podia voltar eu estava preocupada pensando que ele tinha sido morto ou coisa do tipo, deixei quando chegou, tomou banho vestiu pijama, comeu tudo da geladeira, tomou toda a agua e refrigerante, e deitou no sofa, eu pedi que fosse embora ele disse: VOU DORMIR AMANHA EU VOU. e ficou. Pela manha coloquei os pequenos na van escolar e perguntei agora voce vai embora? ele me disse nao vou sair sem ter onde ficar essa é minha casa daqui tres dias eu saio. isso foi no dia 04/06/2015 ele foi ficando, não teve recaidas,mas nao iniciou tratamento nem foi as reunioes, fiquei tão magoada com suas atitudes que eu não falava mais com ele, não olhava mais pra ele, com o tempo em que ficou limpo ele comçou a pegar no pé do meu menino, tudo nele o irritava, o choro, a manha, ele o xingava o ameaçava e brigava comigo por protege-lo demais, meu filho nesse ultimo mes pegou um panico do meu companheiro tão grande que não ficava mais sozinho na casa com ele sem chorar gritar e fazer uma cena.tudo isso foi pesando me consumindo envelheci 5 anos em 20 dias.

    ResponderExcluir
  12. No domingo dia 12/07/2015 após ele ter dormido todo sabado e boa parte do domingo acordou com toda sua petulancia, pegou seu café as 14:50 e foi pra sala com minha meninas começaram a comer o pão esfarelar todo ele na casa que eu havia limpado,e quando minha menina de 2 anos pra chamar a atenção comecou a se jogar nas minhas pernas chorando pedindo colo,eu a coloquei do lado e xinguei dizendo para ja com isso!ele furioso socou o sofa com toda força com nossa menina de 1 ano no colo e começou a me xingar dizendo:viu sua desnaturada,coração negro, seu filho aquele mangolão,chorou voce faz de tudo, sua filha pedindo colo e voce faz isso com a inocente, a jogando de lado, negando um colo, mas se fosse aquele imprestável do seu filho querido voce fazia tudo (ele tem 4 anos completa 5 em outubro).Não aguentei e comecei a gritar, nao ta bom pega tuas coisas e vai embora, voce é um folgado, nao trabalha vive as minhas custas, dorme come caga, e nao ta nem ai quem voce pensa que é, vai embora, nunca mais fala do meu filho to cansada de voce vai embora. ele disse EU VOU SO TO DANDO UM TEMPO. eu disse vai dar um tempo longe daqui vai embora. e me sentei no sofa, nao sei como ele ainda com a bebe no colo me pegou pelo pescoço e me forçou contra o sofá.eu comecei a gritar e chamei os vizinhos dizendo que ele ia me matar.peguei o telefone e liguei pra brigada militar.ele chegaram, ele estava inda tomando o cafe e foi tomar banho.disse aos brigadianos que so tinha me empurrado pois eu estava dando um chilique e tava maltratando as crianças.dei parte e pedi uma ordem restritiva. Quando cheguei em casa fiquei com a mistura de alivio e dor.não queria que tivesse acontecido assim, sei que foi aos extremos ele estava limpo,eu estava muito magoada e tinha medo da sua próxima recaída. a noite seu pai me ligou pedindo as roupas dele eu coloquei em sacos para entregar e o pai dele pediu a tv dele (uma smart 49 polegadas) eu disse que não ia dar, ia vender e pagar uns 3 meses de aluguel, o pai dele disse por mim,me da essa tv,eu parei pensei e disse,não nao vou dar a Tv.(FIQUEI PENSANDO TODAS VEZES QUE LIGUEI PRO PAI DELE DIZENDO QUE ELE TINHA VENDIDO, ESPELHO, ROUPAS, PERFUME,CAFETEIRA,SECADOR,CHAPINHA, VENTILADOR,cobertor,tv do quarto da sala,videogame,bicicleta das criancas,tablet,sabe o que o pai dele dizia:vao se os aneis e ficam os dedos,depois voce trabalha e recupera tudo,nao se apega ao material cuida de voce e das criancas vai pro quarto leva as criancas e deixa ele vender tudo).Meninas,toda familia dele que batia nas minhas costas,dizia que eu era guerreira por estar do lado dele,sumiu,ficaram do lado dele,ele tava limpo lutando e eu em um surto mandei ele preso,coitado,eu era a Vilã e ele o mocinho. uns dias depois surtei me senti culpada,ele tava limpo, porque fui aos extremos,liguei mandei msg pedi uma segunda chance.sabe o que ele fez?me deu uma lista de exigências pra voltar pra casa: que eu me tratasse pois eu sou DOENTE, que eu tirasse o odio do meu coração, que eu coloca-se por escrito que eu nao iria nunca mais chamar a policia, que eu transasse com ele no minimo duas vezes por semana. e dai voces acham que isso é vida? voces acham que uma esposa que vive isso e deixa o marido é culpada pelo que?quando os familiares a culpam pelas recaidas do esposo ela é culpada?hoje ele ta limpo e dizendo a todos que eu sou a louca e que ele ta bem e eu sou culpada pelo que aconteceu,voces me acham culpada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vc não é culpada...mas precisa se cuidar...entender que o equilibrio emocional está ai dentro de vc...se cuida...se cuida...e se cuida...não ouça o mundo...os familiares ou ele..apenas se cuida e fique perto de quem te ama, procure grupos de ajuda....se de um tempo...fique em paz

      Excluir
  13. Oi Poly! Eu sou a E., que posta no blog da Kel... Seria uma paquita da 3ª geração rs... Adorei a postagem... Fico feliz pois todas estão bem melhores do que quando começaram... Estão libertas ou se libertando da codependência e se cuidando em todos os aspectos da vida... E de quebra ainda ajudando muitas outras pessoas que estão chegando agora, precisando de ajuda. Eu mesma fui uma dessas. O primeiro blog que conheci foi o seu, depois vieram alguns dos outros que você citou acima. Alguns já nem eram atualizados mais, outros sim, mas todos que li me ajudaram de alguma forma. A Kel me acolheu e acabou entrando na minha vida de vez: depois de meses conversando pela internet resolvemos levar a amizade pra fora das telas e hoje posso dizer que além de madrinha ela é também uma das minhas melhores amigas na "vida real"! rsrs
    Como ela disse, me separei do homi pois percebi que apesar de todos os meus esforços ele escolheu continuar no uso, e pior, no engano... Hoje nem procuro mais ter notícias, mas quando aparece eu trato numa boa... Não tenho mais raiva, essa fase passou... Mas também não tenho paciência pra ficar dando conselho. Pra que? Se ele já sabe tudo decór, não põe em prática porque não quer. O ciclo dele tô cansada de saber: uns meses bem e recai... Ele pode até se enganar, mas eu não caio mais.
    Estou muuuuuuito bem sem ele, me conhecendo, me descobrindo, me amando, me divertindo, fazendo amizades...
    Mas sou grata por tudo que passei, tudo mesmo, pois só assim pude aprender, crescer, me conhecer e começar a ser feliz... Eu descobri que não me tornei codependente por causa do adicto. Eu já colocava minha felicidade no outro, por isso era infeliz. Essa condição foi que atraiu o adicto e o fez permanecer na minha vida. Ele só serviu para eu poder enxergar o quanto estava errada essa minha visão de mundo. Serviu para a vida me provar que a felicidade só pode estar dentro, não fora.
    Só lamento por ele ainda não ter aprendido com as burradas que fez na vida... Continua desperdiçando sua vida... Mas paciência, cada um tem seu tempo... Só que a gente não pode desperdiçar a vida da gente esperando pelos outros.
    Eu fui viver a minha vida, ele escolheu continuar atrasando a dele...
    Hoje nem se ele me aparecesse limpo a 10 anos eu ia querer voltar... Pois descobri que 90% que sentia era apego, insegurança, expectativas falsas, cegueira, idealizações, ilusões, transferência de responsabilidade pela minha própria felicidade, etc... Eu nem posso culpá-lo por muita coisa pois várias vezes ele tentou sair da minha vida e eu que não deixava... Por acreditar que ia salvá-lo... O que sobrou? Amor incondicional. Esse que não julga, não espera nada em troca, não quer mudar nada... só observa, aceita a pessoa como ela é e no momento em que está. Eu o aceito, bem longe de mim, mas aceito rsrsrs... Pois ele tem direito de ser como quiser e fazer o que quiser, e eu tenho o direito de não querer conviver com uma pessoa assim... Escolhas, cada um tem as suas...
    =)

    ResponderExcluir
  14. Sobre o comentário da anônima acima... Você sabe que fez certo, finalmente fez certo... Mas é claro que a família dele se vira contra você, você não é a única... Todas nós, quando carregamos a cruz somos queridas, quando não aguentamos mais de tanto peso, somos as ruins...
    O fato dele estar limpo não quer dizer muita coisa... Pelo que vc falou ele não trabalha, tem comportamento inadequado e pior de tudo: acha que tava certo, ou seja, não vai mudar. Você ia tolerar isso até quando? Se explodiu foi porque não aguentava mais! Respeite seus limites mulher, do contrário vai cair dura aí e deixar seus 3 filhos sem mãe!
    Sabemos que o uso de drogas é só a ponta do iceberg... Se ele tá limpo hoje, amanhã pode não estar mais... E mesmo estando, os problemas de comportamento e caráter permanecem... A menos que ele reconheça que está errado e precisa mudar. O que não era o caso.
    A melhor coisa que você fez, tanto pra vc quanto pra ele, foi colocá-lo para fora de casa, pois se continuasse aceitando qual mensagem estaria passando pra ele? Me maltrata que eu gosto, até te sustento... Assim ele nunca ia mudar mesmo, pra que né? Se ele podia ser um bosta e continuava tendo tudo na mão... Ele só vai crescer quando começar a pagar pelas consequências dos seus atos. Do jeito que tava ele não sofria nada, você absorvia tudo por ele, o protegia de si mesmo... E você só se lascava, seus filhos... e ele lá no bem bom...
    Quanto a opinião da família dele, ignore! Afinal nunca te ajudaram, mandavam você se virar... Na verdade estavam aliviados por você ter levado o problema que era deles pra sua casa... Agora receberam a bucha de volta e lógico que não vão gostar... E outra: a super proteção da família tem uma parcela de culpa pela irresponsabilidade do adicto. Afinal, se ele apronta e sempre tem alguém pra limpar a cagada dele, ele não cresce nunca. Então, não é de se admirar que tenham ficado do lado dele e contra você... Esse tipo de atitude da família, de passar a mão na cabeça, só alimenta a folga do adicto... Talvez se ninguém tivesse acobertado, ele já teria tomado vergonha na cara e parado de agir como criança. É o mesmo caso do meu ex...
    Se você aceitá-lo de volta vai fazer o mesmo que a família: passar a mão na cabeça dele e dizer que ele pode ser um bosta, irresponsável, egoísta que você o aceita mesmo assim. Vc pode até falar o contrário, mas sua atitude está dizendo isso, e é isso que conta! Ele não perde tempo, já fez até a lista das exigências! Cabe a você decidir: vai tomar posse da sua vida, ser feliz e cuidar dos seus filhos ou vai continuar sendo capacho desse homem?
    A escolha é só sua...

    ResponderExcluir
  15. Anonimo ele não está tão errado....você está doente sim, de co-dependencia, esse seu pedido para ele voltar é a prova disso. Além de tudo você agiu contra a lei já que existe uma medida protetiva e isso funciona dos dois lados, ele não se aproxime de você e nem você dele. Muito juizo agora, cuide-se e cuide dessas crianças que assistiram essas lamentáveis cenas, nunca mais esquecerão, já está gravado nas mentes dos pequenos. Antes de qualquer coisa seja mãe, seja leoa, proteja suas crias. Já terminou, está terminado. Atitude tomada, não volte atrás, caminhe adiante, vc não quer que ele recaia e não recaia voce também, pois ele é sua droga. Fique limpa. Beijos,

    Janete

    ResponderExcluir
  16. Um dia essa dor passa? L

    ResponderExcluir
  17. Sim passa... e quanto antes você começar a caminhar para longe dela, antes ela passa. Quanto mais tempo você passar se expondo à dor com medo da dor de ficar longe (da dor), pior será. Complicado o ser humano né. Por medo da dor de ficar sem dor, permanece na dor. Quando cria coragem e sai fora dessa gaiola fica chocado ao ver que era só abrir a porta que na verdade estava aberta!

    Janete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Passa sim L, eu sou a prova disso... Eu era bem doente também, acredite! Pra ficar com ele me afastei de todos que diziam que eu devia deixá-lo, fiquei sem amigos... Enfrentei a minha família com 20 anos... Vi minha mãe chorar desesperada (ela é durona, nunca chora) numa rodoviária pedindo para eu pelo amor de Deus largar ele, e deixei ela ir embora (14h de viagem) assim... Já fui na cracolândia de São Paulo buscar ele... Já fui diversas vezes em várias biqueiras buscar ele... Já comprei droga pra ele usar em casa e não ir pra rua... Já tranquei ele dentro de casa... Já saí correndo atrás dele na rua de madrugada de pijama... Os vizinhos já chamaram a polícia mais de uma vez por causa de briga nossa (ele nunca me agrediu, era eu que batia e gritava)... Já dei um soco na cara dele... Já bati nele com cabo de vassoura... Já peguei faca pra ele... Já pensei em me matar... Eu falava que ele era o homem da minha vida, que eu não vivia sem ele, que EU ia vencer a droga... Mas quando pensava em ficar sem ele, preferia morrer.
      Tô falando tudo isso pra você ver como eu era doida rsrs... E hoje estou 100% bem, sem dor, sem tristeza, sem saudades, sem nada... E comecei igual você: cheguei num ponto que já não aguentava mais sofrer. Não é que eu não queria mais ficar com ele, é que eu não aguentava mais!
      Você tá no caminho certo, não volte atrás! Você não tá sozinha! Tamo junto! Passa lá no nosso blog, tem muitas postagens que podem ser úteis: http://dependenciaecodependencia.blogspot.com.br/
      Quando eu me separei também quase recaí... tem tudo lá =)

      Excluir
  18. Acredito que a dor passe com o tempo... Mas preciso sempre retornar aos blogs e relatos pra me lembrar pq nao posso voltar pra ele. Isso me deixa longe dele mas nao me permite esquecer de vez. L

    ResponderExcluir
  19. Sim querida L., continue voltando! Se tiver oportunidade de ir a um grupo do Naranon ou Amor Exigente, vá. Isso vai te fortalecer. O importante agora é se manter firme na decisão de não voltar atrás... Esquecer, é com o tempo... Quanto mais você aprender a se amar, menos irá sentir falta dele... Mas isso é aos poucos... Se cuide... Tamo Junto!

    ResponderExcluir
  20. Passa sim "L", embora hoje eu ainda esteja com ele....pq ele escolheu lutar e além disso está escolhendo se modificar...eu passei pela fase da separação...sair de casa e voltar pra casa dos meus pais, querer me separar e ter que ficar convivendo com a presença dele, pq temos dois filhos e ele nunca abriu mão de ir visita-los ... doia...demais...no ínicio a vida era um vazio...e era esse vazio pq na verdade eu não tinha vida...minha vida era a dele..os problemas dele..a compania dele...era estranho...e parecia ser fácil voltar pra ilusão qd ele aparecia com as promessas vazias...mais sabe qd chega um momento que não dá...vc sabe a verdade...não da mais pra pintar de cor de rosa aquela realidade hororrosa...então...ai foi quando decidi colorir a minha realidade...no começo vc pega algumas cores que não combinam muito..pinta aqui..pinta ali...o quadro ainda não é tão belo...mais dia a dia...vc descobre uma nova cor..não aquela rosa...rs..a azul..a verde...amarela..a marrom...a cinza...e vai preenchendo seu quadro...e se ele voltar ou qualquer outra pessoa que um dia possa vir dividir a vida contigo no futuro...quiser pintar junto contigo...vc não vai mais apagar as suas pinturas pra que ela pinte junto...vc vai convida-la a pendurar o quadro dela ao lado do seu...ela que pinte o dela e vc pinte o seu...não serão um único quadro...serão quadros individuais...formando uma linda combinação de cores..ou não...vc é e sempre será livre pra escolher quem pode ou não pendurar o quadro ao lado do teu...e se achar que não combina...tem todo o direito de pintar seu quadro sozinha e fazer dele uma linda paisagem...NÃO DESISTA DE COLORIR SUA VIDA... :)

    ResponderExcluir
  21. Ola queridas(os),normalmente eu não comento nada MAS me senti, como mãe, no mínimo obrigada a dizer a nossa companheira L. que essas três lindas crianças, num momento extremamente importante das suas infâncias, aonde princípios e valores estão sendo formados, infelizmente estão sendo afetadas de uma forma negativa e prejudicial por essa situação caótica e violenta. VOCÊ como mãe, sempre coloque o bem estar não só físico mais emocional dos seus filhos em primeiro lugar! Quando se sentir perdida, fraquejando,lembre-se que o seu companheiro, neste momento, esta colocado a infância saudável que seus filhos merecem, em jogo! E uma vez corrompida essa infância, as cicatrizes são para o resto da vida adulta deles... Procure os grupos de apóio (o Nar-Anon fez milagres por mim), levante do sofá e lute, se não for por você, pelas crianças!!!! Muita serenidade e sinta-se abraçada por nós!

    ResponderExcluir
  22. Oi Poli, hoje, não sei porque do nada surgiu uma vontade de vir conferir seu blog...
    Que honra ter meu blog citado no seu post.
    Por mais que o tempo namorando um DQ tenha me causado tanta dor, também foram momentos de aprendizado. E principalmente de ser acolhida por pessoas que se quer me conhecia pessoalmente, pessoas que me deram as mãos, cuidaram, que deram um abraço mesmo que virtual, pessoas que colaboram para amenizar minha dor.
    Hoje graças a ajuda de vocês e do meu poder superior, eu me encontro tão bem. Estou morando a um mês na Irlanda, estou estudando inglês e acabei de arrumar um trabalho... Estou realizando um sonho, estou feliz...
    Sobre o ex, eu passei 4 meses na minha cidade natal, 4 ultimos meses que passei no Brasil. Ele chegou a me mandar msg no facebook, eu nem abri... Li apenas pela notificação, na tela do celula (Falando q sentia gratidão por tudo que eu fiz e q esperava que eu add ele no face), não aceitei e nem abri a mensagem... Achei melhor deixar como está. As ultimas noticias que tive, é que ele está frequentando um grupo na igreja e que há alguns dias começou a namorar...
    Não sei se ele aguentará muito tempo sem usar... Tomara que a religião o salve..
    Mas isso não diz mais respeito a mim... Hoje o que procuro é bem diferente disso tudo, chego até achar "graça" do quanto eu o via como um homem perfeito, a doença da codependencia cega...
    O que importa é que me libertei, que hoje estou realizando um sonho, que estou feliz e realizada...

    Espero do fundo do meu coração que todas estejam bem...
    Fiquei sabendo agora, sobre sua separação Polly, que o P.S. ilumine seus passos, como você mesmo disse você é uma "Tia" de tantas pessoas, ajudou a fortalecer essa corrente do bem... É uma mulher forte e batalhadora, que já ajudou a muitos.. Merece toda felicidade desse mundo...

    Um grande beijo! Maria - Blog Mais uma Maria Amando Um Dependente Quimico

    ResponderExcluir
  23. PARTE 1
    Ola ,tenho 39 anos sou mãe de um D.Q adolescente de 16 anos em recuperação e limpo, ha mais de 35 dias,Minha vida iria virar um INFERNO e eu não sabia era totalmente leiga no assunto até porque eu tinha pavor, hoje tenho muito mais.
    Tudo começou mais ou menos ao final de 2013,um "AMIGUINHO"que inclusive era de infância e da mesma escolinha , eu conhecia os pais,convidou meu filho para ir dormir na casa dele 2 vezes ,ele foi,na ultima vez voltou muito nervoso porque eu implorei para ele vim embora imediatamente, pois eu havia deixado apenas um dia e ele ficou 2 dias além desligar o celular,e me deixou muito preocupada ,afinal nunca havia feito isso.Quando ele abriu a porta da sala "MEU DEUS ,EU VIA ÓDIO MUITO ÓDIO NO OLHAR DELE,começamos a discutir pelo que ele havia feito,e ele estava completamente transtornado e começou a quebrar as portas do guarda roupas com porrada e chutes,eu fiquei muito assustada,mas juro eu imaginei que ele estivesse tomado energético com vodka , ou alguma coisa assim ,não que o álcool deixasse de ser DROGA "acabou ficando acelerado ,nunca iria passar pela minha cabeça que ele estava fazendo o uso de LANÇA,COCAÍNA e foi a MACONHA a porta de abertura para que ele viesse usar as anteriores,2014, 2015 ,muitas brigas e discussões ,agressões verbais e por pouco não bateu em mim A PRÓPRIA MÃE,mas cuspiu na minha cara ,me chamou de vagabunda pra cima no meio da rua,tive receio dele me bater esse dia também,pois encostou o dedo na cara,eu recue que VERGONHA ,ameaçou o PAI chamamos até a policia pra ele , 2014 ele ficou 3 meses limpo ,caiu por conta dos zamiguinhos que deram a iniciação de drogas na vida dele,ele não praticou o evite amigos da ativa,enquanto isso eu frequentava o nar anon.só vim descobrir que ele estava fazendo o uso dessa MALDITA COCAÍNA,no final de 2014,porque o PAI colocou ele contra a parede,MEU MUNDO CAIU ,DESMORONOU,sempre fui uma mãe atenta ,descolada ,aberta , quando me perguntava sobre as drogas nunca tive receio de falar ,explicava tudo e sempre dizia...Filho se algum amiguinho te oferecer essas coisas não aceite nunca , não é teu amigo,mas não adiantou,Vivia e vivo em função dos meus filhos ,tenho um casal,o MIGUEL (nome fictício do meu filho )era um JUDOCA e dos bons ,eu tinha orgulho de ve-lo competir aos 12 e 13 anos,adora andar de bike e jogar bola,era um moleke sadio geração saúde mesmo.Enfim depois da recaída de 2014 ele não parou mais ,veio me pedir ajuda há um mês e 15 dias atras ,foi internado pediu para sair da clinica com 22 dias,eu retirei porque fizemos um acordo,a hora que ele quisesse sair eu pediria a alta,e acabei pedindo por outros motivos também,que não vem ao caso agora,hoje ele está tomando medicamentos fortíssimos para passar a vontade e mesmo assim bate abstinência e a fissura é desesperador,está fazendo acompanhamento no CAPS ,N.A e AMOR EXIGENTE E eu também vou,estou frequentando junto com ele uma igreja ,bem legal moderna e voltada para os adolescentes......

    ResponderExcluir
  24. PARTE 2
    Agora está fazendo os trabalhos de escola em casa,pois não tem condições de frequentar as aula dopado,Nunca repetiu de ano ,2°colegial,estava trabalhando e pediu as contas para se internar ,Mãezinhas fiquem atentas a qualquer comportamento diferente,nem toda rebeldia de adolescente é normal,cuidados que eu deveria ter ficado atenta ......Desliga o celular e deixa cx postal pra não ser incomodado sempre que sai,Quando fica muito tempo no banheiro e leva canetas ,verifiquem,as canetas de escola sempre fica um restinho de pó,fucem a mochila ,é natural vc é mãe,passe a língua em cartões magnéticos,aspiram em dinheiro enrolado também,se adormecer é COCAÍNA,Quando não cumprem as regras e horários estipulados para chegarem em casa com muita frequência,papel de seda guardam,nos bolsos,Halls preto, cheirem as roupas deles,,e o tal narguilé usam pra disfarçar ,o meu fez diversas vezes e eu achando que era essência ,mas não gostava disso também,entrem no Google verifiquem ,o que ele ou ela anda acessando,Que tipo de musica anda ouvindo ?Faz apologia ao que as musicas?as amizades sondem,pois o meu se perdeu com o filho de um casal conhecido de anos ,não deixem dormir fora se não conhecem de fato a conduta dos adultos que ficarão responsáveis,
    QUERIDAS (OS)É APENAS UM TOQUE E RELATO,EU ESTOU PADECENDO NUM INFERNO,E NÃO DESEJO ISSO PRA MÃE NENHUMA ,Ó MUNDÃO ESTÁ DOIDO PARA ENGOLIR NOSSOS FILHOS,EU AMO TANTO O MEU QUE DOÍ,ACREDITEM VOU LUTAR POR ELE,Estou participando das reuniões do Amor exigente ,é o que está me dando um pouco de força,mas estou decepcionada,arrasada,me sentindo traída por ele,não saio mais de casa, logo eu que gostava tanto de dançar ,das festas em família ,agora tenho que me resguardar, ,por causa dele,graças a Deus nunca roubou,mas minha confiança nele acabou.Preciso aprender a me desligar ,mas na condição de mãe de um adolescente sinto que é mais complicado ,ele voltou a fazer academia comigo ,mas na ida para a academia ele passou por uma boca e fez questão de cumprimentar os "ex amigos"que inclusive estavam de costas e nem viram ele ,ele conhece os evites ,como disse antes ele frequentas reuniões do N.A,por favor me ajudem com opiniões e dicas de como lidar com um adolescente em recuperação obrigada pela oportunidade ,amei esse blog.

    ResponderExcluir
  25. Bom dia queridas! Me deu vontade hj de escrever um pouco sobre minha história... como vi que as histórias acima caminharam para a separação, resolvi postar uma história real de renovação, de casamento restaurado. Também lutei contra a dependência química por muito tempo. Passamos por 7 internações, separação e tantas outras coisas que nós que vivenciamos a dependência química conhecemos muito bem. Mas graças à Deus e a boa vontade de meu marido as coisas tem funcionado por aqui. Tivemos nosso relacionamento restaurado e estamos firmados em uma espiritualidade e em um grupo de apoio, fundamentais para a recuperação do dependente e do codependente. Já são alguns anos de recuperação e temos melhorado a cada dia. Hoje vivemos em paz! Infelizmente a maioria das histórias realmente terminam em separação, e muitas vezes é o mais sábio a fazer, mas existem histórias de superação. E quando isso acontece, podem acreditar que não existe marido melhor que um dependente químico em recuperação. Vejam, recuperação não é apenas abstinência das drogas , mas uma mudança de vida. E essa transformação é maravilhosa e inimaginável!!! Só quem experimenta consegue entender....

    Voluntária do Amor-Exigente de Rio Claro/SP

    ResponderExcluir