segunda-feira, 18 de maio de 2015

Quatro Anos!!



Bom dia!!

Hoje é dia 18 de maio de 2015, segunda-feira. Agora são 06h15min da manhã.

Friozinho gostoso aqui em Brasília...

Quem acompanha este Blog desde o início deve se lembrar que as primeiras postagens sempre começavam assim... Lembram?!!

Hoje o Blog Amando um Dependente Químico está completando 04 (quatro!!) anos desde a sua criação!

E estou muito feliz por isso!!

Recebo inúmeros e-mails de pessoas que ainda hoje chegam por aqui, em busca de informações, perdidas em meio à dor de amar um dependente químico.

Era pra ser apenas um Blog. Apenas um desabafo. Uma troca. Um grito.

Mas hoje não tenho dúvidas de que tudo isso estava escrito em minha vida.

Hoje não posto mais como antes. A frequência não é a mesma. Não me sinto mais à vontade em expor minha vida, como fazia antes, em razão do número de pessoas que o acessam. Mas sempre que posso, passo por aqui para registrar o que tenho aprendido.

Era pra ser apenas um Blog. Mas tornou-se um livro, transformou-se em palestras, inspirou um projeto governamental, mudou a minha vida...

Quando olho para aquela Polyanna do dia 18/05/2011 e volto o olhar para essa Polyanna de hoje, vejo o quanto mudei e o quanto cresci com tudo isso.

Meus princípios, sentimentos e valores são os mesmos. Mas minha forma de enxergar a mim mesma, ao próximo e ao mundo, mudou muito.

O Blog vai continuar. Não sei quantas postagens farei nesse próximo ano, mas sei que quem chega por aqui consegue encontrar o “abraço”, o “aconchego”, o “acolhimento” e a “informação” registrados no decorrer desses quatro anos.

Por meio deste canal, conheci tantas pessoas. Fiz tantos amigos. Aprendi tanto com vocês! Que não importa o quanto eu caminhe, esse espacinho sempre será o nosso “cantinho”...

E quem é a Polyanna hoje?

Estou quase completando 37 anos (dia 22/05), e estou em uma fase de me cuidar bem. Estou malhando quase todos os dias, e buscando uma alimentação saudável. Saio quase todos os finais de semana com meus filhos. Me sinto mais livre, mais feliz. Toco violão. Voltei a cantar!

E no trabalho, nem sei explicar o quanto o faço com prazer! Sou Coordenadora de Apoio às Famílias. Cuido das famílias dando orientações de prevenção ao uso de drogas. E também cuido das famílias que convivem com usuários, e sofrem com isso. E é muito gostoso comemorar cada mínimo progresso obtido!

Eventualmente, as famílias levam o adicto para que possamos conversar com ele também. Há duas semanas, recebi um jovem de 16 anos que estava iniciando o uso de maconha. Dias depois, sua avó ligou informando que ele havia acatado todas as orientações e que todas as palavras ditas mexeram muito com ele. Agora ele está fazendo acompanhamento psicológico no CAPS, e iniciou um curso profissionalizante e um esporte.

Eu vibro a cada retorno positivo!! Estamos falando de VIDAS!!

Antes de cada palestra e de cada atendimento individual, assim como de cada postagem neste Blog, peço que Deus inspire em meu coração as palavras certas. Não é mérito meu! São presentes de Deus!

Recentemente iniciei palestras para crianças, de prevenção ao uso de drogas. Na maioria das vezes, são crianças de áreas de muito risco.

Na semana passada, estive em uma escola onde as crianças não tinham tênis. Quase todas de chinelinhos bem desgastados. E elas ouviram com tanta atenção, brincaram, sorriram e aprenderam a dizer “NÃO”. E ao final, vieram aqueles abraços e beijos que nem dá pra dizer o que representam. E muitas desabafaram: “tia, tem alguém lá em casa que usa drogas”.

Sabe, queridas(os), ao mesmo tempo que dói ver todo esse cenário, é muito gostosa a sensação de estar fazendo a minha parte!

Algumas pessoas ao meu redor não entendem porque trabalho com tanta paixão. Alguns que não me conhecem bem, chegam a pensar: “o que essa garota está querendo?”

Engana-se quem pensa que o fato de ter experiência sofrida com adictos ou fazer esse tipo de trabalho, me dá o direito de ser abraçada ou amada por todos. Não.

Muitas vezes essa paixão pela causa incomoda.

Mas tento não me importar com isso. Sou muito focada no meu papel. E com o tempo, se tiver que ser, os outros vão entendendo que faço tudo isso por prazer, e por isso dá tudo tão certo! Deus sempre abençoa quando fazemos as coisas de coração!

Foi bem gostoso ouvir da minha chefe a seguinte frase: “Polyanna, isso é missão!”


"Feliz aquele que transfere o que sabe, e aprende o que ensina..." 
(Cora Coralina) 


“Não sei se  a vida é curta ou longa demais pra nós, 
mas sei que nada do que vivemos tem sentido, 
se não tocamos o coração das pessoas”.
(Cora Coralina)


“Muitas vezes basta ser: colo que  acolhe, braço que envolve, palavra

que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima
que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.

E isso não é coisa  do outro mundo... É o que dá sentido à vida.”
(Cora Coralina)


Agora, deixarei, abaixo, o vídeo “A Fuga do Moinho” que mostra a realidade dos pais que se deparam com a realidade do uso de drogas dos filhos. Conheci esse filme na primeira aula do Curso para Pais do PROERD, e confesso que tive vontade de chorar. 

Aproveito para agradecer ao Sargento Antônio e ao Instrutor Neres que me forneceram o vídeo.



Queridos pais, lembrem-se: vocês não são culpados pelo uso de drogas do outro, vocês não podem controlar o outro e não podem curá-lo. Busquem ajuda!!

Quero voltar aqui o quanto antes para conversar com os pais de filhos pequenos, e principalmente em lares onde há adictos, pois temos uma responsabilidade muito grande com nossas crianças!!

Para concluir, informo que o meu familiar continua limpo. Não houve recaídas desde novembro do ano passado. Ele continua tendo muita dificuldade de relacionamento com ele mesmo, com as pessoas do trabalho, com a família... com o mundo! Mas tudo isso faz parte da vida dele, e são desafios dele, não meus.

E esse foi um dos meus maiores aprendizados nesses anos todos: aprender a separar a minha vida da dele!

Obrigada pelas 426.546 visitas!! Obrigada por todo o carinho que sempre recebi aqui!

Grande beijo no coração de todos vocês!!

"Você tem o pincel, tem suas tintas... Pinte o paraíso e depois entre nele." (Suzana Queiroga)



Agora é só esperar os 37!!
(Poly na aula de zumba para as mamães, na festa da família da escola do filhote!)



9 comentários:

  1. Tamujuntas!
    Gratidão por cada ensinamento que me ajudou a ser quem seu sou hoje!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Parabéns...pelos 4 anos de blog...pelas conquistas...eu tb dia 21..kk completo 3.4...uouuuuu.....muita luz..paz e amor a sua familia...ao seu projeto...a SUA VIDA :)

    ResponderExcluir
  3. Bom dia!!!.Preciso muito de ajuda e fui indicada por uma amiga q cresceu muito depois que conheceu esse blog.Tenho um relacionamento de 2 anos e meio com um depedente e nesse tempo,ele teve várias recaídas.Ele é uma pessoa muito dificil e manipuladora,acho que assim como todos depedentes.Só que eu não estou conseguindo mais lidar com essa situaçào,gosto muito dele e acabo caindo nas manipulações dele e to sofrendo muito com isso.Tudo é motivo de briga,e isso acaba cmg,fico desestruturada com as nossas brigas.Meu convivio familiar,profissional tudo muda.Meu mundo para,eu fico sem chão.Não to sabendo mais lidar com essa situaçào com a bipolaridade dele...Me ajudem por favor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como disse a Kel... é preciso escolher!
      Sua história não é diferente de nenhuma de nós, muito parecidas, quase iguais... sentimentos, sensações, conversas, situações...
      Eu fui obrigada a sair do caminho da dor... hoje dói sim, a separação dó muito, mas caminhar nas trevas estava sendo pior... eu estava me atolando e morrendo junto no mundo de ilusões das drogas.
      Não digo para se separar tbm... mas que vc foque em vc, na sua felicidade, na sua vida... seja apenas egoísta nesse momento, foco em vc.
      Busque aprender mais, busque paz, entendimento...
      Estou caminhando dia a dia... Recai feio, sexta, sábado e hoje... deixei que a dq do meu ex marido me afetasse, me pusesse em situação pânico, dor e tristeza novamente, mas agora já pelo menos sei buscar minha paz... sei que posso bloquear esses sentimentos e ficar bem
      TMJ
      Serenidade

      Excluir
  4. Bella...vou dar minha opinião..já que pediu ajuda...sei que não é tão fácil...mas acredite a resposta é simples...com droga não dá...se quiser usar que ele fique sozinho...se quiser se recuperar ok...nós tentamos de todas as formas buscar respostas pra ser feliz mesmo dividindo a vida com quem usa drogas...mas não da pra luz e trevas andar juntos entende?...Cada um precisa escolher um caminho...sei como dói e como é dificil...mas é isso..ou tu caminha na luz e ele contigo..ou ele nas trevas e vc com ele...É PRECISO ESCOLHER...e a escolha é dolorosa e individual...bem essa foi a conclusão que cheguei...espero ter ajudado..bjus

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Polly!
    Pelos 4 anos de blog e pelos 3.7 que estão chegando!!!
    Mudanças, momentos bons, outros nem tanto mas que te ajudaram a evoluir e ajudar tantas outras pessoas, como eu... Obrigada!!
    TMJ
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Parabéns e obrigada pelo blog Polly!
    4 anos de aconchego e auto conhecimento!
    Poucas pessoas falam de codependência como vc!
    Destas sementes, muitas vezes de dor, que foram suas postagens, vieram frutos de paz, amor, serenidade, paciência, alegria etc
    E muitos são e serão fartos desta colheita.
    "Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão. Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo seus feixes"

    Ah, minha mãe tbm faz aniversário no dia 22. É uma pessoa bem guerreira como vc aparenta ser!
    Te desejo paz e força todos os dias! E harmonia!
    Sucesso em teus projetos!
    Saúde para tua família!
    E muitos sorrisos!!


    ResponderExcluir
  7. Eita.... É aqui que ainda mora uma das dinossauras???? Kkkkkkkk quantos anos hein??? Na dor a gente acha que o.relógio parou.... Então começa a engatinhar, e anda, e corre, e cai, e aprende a caminhar com calma.... E como passa rápido não???? Sempre que venho aqui.... Me dá aquele sensação nostálgica de quando éramos apenas ecos solitários nessa blogosfera doida kkkkkkk te amo incondicionalmente!!!! A felicidade transborda em ver sua felicidade!

    ResponderExcluir
  8. Sei que já faz tempo que postou, mas agora que estou lendo... Engraçado, eu comecei minha relação com meu ex adicto no mesmo ano que você criou o blog...Quando conheci seu blog ele devia ter 1 ano ou um pouquinho mais... Foi a minha primeira ajuda, foi a primeira coisa que me fez não me sentir totalmente sozinha, pois era assim que eu me sentia... As vezes eu procurava na internet sobre DQ e não encontrava quase nada, até que um dia achei seu blog... Aí que fui descobrir que eu também estava doente... Foi o começo de um recomeço... Gratidão por tudo!

    ResponderExcluir