quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Esperança... É Natal!



Bom dia, queridas(os)!

Tudo bem com vocês?

Tenho recebido muitos e-mails perguntando sobre o tratamento realizado pelo meu esposo.

Fiz um diário nos dias do tratamento, e em breve postarei, e darei todos os detalhes de informações que necessitarem.

Entretanto, prefiro aguardar mais alguns dias, até que ele se recupere totalmente.

O que posso dizer agora é que estamos sim com muita esperança!!

Em breve voltarei com notícias!

Desejo a todos vocês e familiares um FELIZ NATAL!!!

Que Jesus abençoe a todos!


Beijos.



5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Esperança do verbo esperançar, né??
    Tamujuntas...
    Beijos e beijos.
    Paz e luz.

    ResponderExcluir
  3. Poly assim como Vc venho lidando com esta situação e acompanho seu blog assim como da Kel e da flor... Queria pf Q me indicsse a clínica da ibogaina...

    ResponderExcluir
  4. Ando tãoo cansadaaa, vc sabe exatamente o que é isso né Polly, também tenho um esposo nessa mesma situação, a 159 dias estava limpo e teve a primeira recaída, não voltou pra casa depois do trabalho, são tantas emoçoes misturadas, nem consigo explicar, mas de uma coisa tenho certeza, hoje cuido mais de mim e não me desgasto mais como antes, isso não signifique q eu aceite isso, claro que não, jamais, é claro que minha vontade era de fazer como antes coloca-lo pra fora de casa, mas não o fiz. Deus está no comando de nossas vidas, o que não podemos fazer Ele faz! Só peço paz e serenidade para os nossos corações, que passam exatamente o que estou passando e que buscam ajuda de todas as formas para nossos amados dependentes. Mas repito, estou muitoooo cansada, não sei até quando aguentarei isso, passou ´já uma semana e ele começou a alterar o humor e isso me deixa pessima!!!! Que Deus abençoe a vc Polly e a cada uma das leitoras. Vivi Dias

    ResponderExcluir
  5. Aii Poly,tô tão ansiosa pra saber de todos os detalhes!
    Torcendo muito por vcs!!
    Espero que um dia nós também tenhamos condições de fazer esse tratamento.
    Fica com Deus.
    Gabriela

    ResponderExcluir