sexta-feira, 25 de julho de 2014

Amar um adicto: uma questão de entrega ou de renúncia?



Bom dia!

Tudo bem com vocês?

Ontem eu estava pensando sobre amor, renúncia e entrega, e decidi escrever sobre isso, pois é um assunto que, muitas vezes, nos causa confusão.

Alguns me parabenizam pelo amor que tenho por minha família, e em especial, pelo meu esposo. E, em geral, as pessoas pensam que esse amor que sinto requer muita entrega.

E elas estão parcialmente certas.

Qualquer amor requer entrega. Mas, no caso específico do adicto, requer de nós uma entrega no sentido de nos esforçarmos para compreender o processo que o nosso familiar vive, sentirmos compaixão (e não pena) do outro, e assumirmos o papel que nos cabe para ajuda-lo (apenas ajuda-lo) em sua recuperação.

Requer entrega para que o amemos (e o aceitemos) do jeito que ele é, e para que consigamos enxergar que ele é um ser humano assim como nós, com qualidades e defeitos, ou seja, não somos melhores nem superiores a ele.

Sim, requer entrega.

Mas, em minha opinião, requer muito mais renúncia.

Por que renúncia?

Porque nós, familiares de adictos, temos uma tendência a querer fazer tudo por eles, e isso não ajuda no processo de recuperação, ao contrário, atrapalha.

Então precisamos renunciar o nosso posto de donos e controladores da vida alheia.

Precisamos renunciar o desejo de salvar o outro a qualquer custo, ainda que isso pareça ser algo bom, não é.

Precisamos renunciar a vontade de livrar o nosso familiar adicto das enrascadas em que ele se mete, ou seja, de agirmos como “escudo”, protegendo-o sempre.

Muitas vezes precisamos renunciar o “sim”.

Ou seja, são muitas renúncias...

Sim, amar um dependente químico é ter força e serenidade para dar um abraço e dizer: “não desista de você” no momento em que ele mais precisa.

Mas, também é ter força para se afastar ou silenciar, quando necessário.

Caramba, não é fácil, né? Devia existir um manual de como amar um adicto do jeito certo. Risos...

Mas, não existe. Na verdade, nem existe jeito certo ou jeito errado.

Entretanto, acredito que quando temos fé em Deus, e enchemos o nosso coração de amor, e buscamos ajuda com quem entende sobre a doença da dependência química e sobre a dor da família que convive com isso, temos muitas chances de aprender, no dia a dia, a diferenciar o que é amor e o que é codependência, e a hora de se entregar e a hora de renunciar.

Para que não amemos de uma forma cruel o nosso familiar dependente químico, precisamos descer do pedestal, e ver que somos iguais a ele, embora nossas dificuldades sejam outras, e não as drogas.

E para que o amemos de uma forma saudável, basta dosar o amor ao próximo com a mesma medida de amor próprio.

Força, fé e esperança, queridas(os)!

Fiquem com Deus!

Beijo no ♥!

29 comentários:

  1. Como em tudo na vida, quanto maior a "dificuldade" maior a "recompensa", aprender a manter o equilíbrio e viver em paz em meio as "tempestades" nos dará mais sabedoria para viver a vida quando vier uma chuvinha, não existe ninguém melhor do que ninguém, apenas experiências diferentes, nos completamos somos um todo.

    ResponderExcluir
  2. "...E para que o amemos de uma forma saudável, basta dosar o amor ao próximo com a mesma medida de amor próprio..."
    Aqui está a chave de tudo na minha opinião, porque é isso que tem sido a chave de tudo na minha experiência comigo mesma e com o meu amor... eu apenas não sabia que seria tão difícil... rsrsrs... mas como disse a Kel, quanto maior a dificuldade maior a recompensa né... vamo lá! Vale a pena!
    Tamo junto!
    SPH
    Bjs,
    Cris

    ResponderExcluir
  3. EU DECIDI RENUNCIAR A ELE JA FIZ DE TUDO PRA ELE QUANDO TA NO USO DAS DROGAS É UM COITADO TEM MEDO DE TUDO SE DAVA UM GRITO COM ELE FICAVA QUETINHO MAIS AI BEBIA UMA PINGA NOSSA AI DANOU-SE ME ESPANCAVA TENHO MARCAS EM MEU CORPO DE DUAS SURRAS QUE ELE ME DEU LARGUEI DEI PARTE DELE LEI MARIA DA PENHA COM MEDIDA PREVENTIVA E TUDO E MESMO ASSIM ELE CONTINUA ME PERTUBANDO AI AMIGAS O QUE EU FAÇO DE MINHA VIDA O AMOR QUE EU SENTIA POR ELE ACHO QUE ACABOU POIS SO CONSIGO LEMBRAR A TORTURA QUE PASSEI NAS MÃOS DELE ME AJUDEM POR FAVOR..OBRIGADA FIQUEM COM DEUS..ROSANA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha opinião, fez o certo cuidou de si mesma, amou a si mesma, não temos que nos submeter a insanidades, deve existir um limite...segue sua vida, seja feliz e perdoe, o perdão liberta

      Excluir
  4. Oi Poly. Justamente oq eu precisava ouvir hoje. Aconteceram coisas essa semana q reascenderam velhas magoas. Bom, nem tao velhas assim. Mas amanha e dia de visita. Suas palavras sempre deixam meu coraçao mais leve. Bjao! J.L.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Polly, queria mto um conselho seu!!!! Ontem, depois de prometer mais uma vez que nos veriamos, ele sumiu. O dia todo. Gostaria de saber o que vc fazia nesses momentos. Ignora, finge que nao aconteceu nada, que esta tudo bem. Fala que nao gostou, pq mais uma vez vc ficou o dia td esperando por aquela vizita, aquele passeio que nao aconteceu. Eu, reclamei, oq o deixou com raiva, me disse que odeia ser cobrado. Mas poxa, ok ele esta doente. Mas isso nao lhe da o direito de faltar com respeito com quem o ama, eu acho q nao posso passar a,mao na cabeca sempre e falar, ok amor ta td bem, vc pode continuar fazendo isso. Pq se,nao ele vai achar sim q esta td bem e q pode sumir por dias e depois voltar como se nd estivesse acontecido. To agindo errado? Sei que preciso de ajuda tb, mas ainda nao consegui! O q eu faço, to naquele momento sem saber oq fazer.
    Camila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, namoro um dependente químico também. Antes de conhecer esse blog eu me sentia completamente sozinha, como se só eu fosse maluca o suficiente para acreditar em um adicto. Pois bem, acredito veementemente. Meu namorado também dá umas sumidas, sabe. Normalmente no periodo noturno, quando nos vemos. É o seguinte, eu reclamo, mostro as opções que ele tem, mas nunca, em hipotese alguma, deixo de estar do lado dele. Já até disse a ele para me levar junto rs. Ele não fica com raiva, ele fica depressivo, o que corta o meu coração. Mas aí ele pede desculpas, algumas vezes chegou chorar, e fala que vai tentar mudar. E eu acredito, só depende dele. Acredito em um Deus justo também. Não se sinta sozinha, viu! Ele pode superar isso, mas com você! Sem você vai ser muito dificil porque, pelo que percebo, é que eles perdem um pouco da esperança de um futuro bom, e a gente, companheiras dele, temos que mostrá-lo a esperança de novo e o caminho certo de se seguir. Beijos. E fique com Deus. Desejo toda a sorte do mundo para vocês

      Excluir
  6. Estou sofrendo tanto, não tenho com quem dividir. Sei que deveria não me interiorizar, mas é muito difícil não se sentir a pior pessoa do mundo. Não entendo o que acontece. Fazemos planos, começamos a reconstruir e sempre vem a decepção. Ele está fora a três dias.Não faço ideia de onde possa estar. Sei que está submerso no mundo que só ele entende. Sinto que não tenho mais força pra superar tantas quedas. Sou bastante solitária, minha família não aceita meu relacionamento, eles estão certos sabem que sofro e olha que eles não sabem o que realmente se passa. Minha fé também está abalada me sinto distante de tudo. Vivo meus dias no trabalho tentando com todas as forças esconder o que estou vivendo. Escondendo a angústia, a incerteza, é muito cruel. Mas em casa sou só dúvida, tristeza e melancolia. Tenho saudades de algo que realmente nem vivi com ele. Tenho saudades da expectativa de uma vida melhor.

    ResponderExcluir
  7. Poly, eu queria muito o seu e-mail para conversarmos. Não achei aqui. Voce poderia me mandar? Agradeceria muito! Obrigada, beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá poly !! Comecei um namoro a pouco tempo, e ele me contou que ja usou a cocaina e q hj não precisa mas disso. Mas tenho minhas dúvidas, só que não entendo nada disso. Como vou perceber se ele está nessa ainda?

    ResponderExcluir
  9. Justamente oque eu precisava ouvir hoje.Obrigada

    ResponderExcluir
  10. Boa Noite, preciso aprender a renunciar.(dificil deixar de tentar controlar)

    ResponderExcluir
  11. Boa noite estou com um problema, alias um problema q eu mesma arrumei sabendo das consequencias.É o seguinte há um ano eu conheci um garoto na porta da minha casa pois ele vinha pedir coisas p ele comer pq ele estava morando na rua(ele é um dependente quimico) e desde a primeira vez q o vi eu gostei dele sabe ele mexeu comigo e desde entao ele vinha todos os dias ate q um dia eu perguntei o nome dele e depois disso eu fui me interessando mais por ele e ele por mim.Em setembro ele foi p uma clinica por vontade propria mas quando deu uma semana q ele estava la ele resolveu sair, e voltou aqui na minha casa dizendo q estava determinado a parar de usar e q ia voltar p casa dele que nao queria mais essa vida. Tanto que ele voltou p casa dele, ficou limpo por um mes, estava levando uma vida normal c a familia dele na casa dele, e sempre vinha me ver ate ganhou um celular da mae dele e ele gosta de mim e eu dele e sempre q ele vem aqui a gente fica juntos, mas acontece q eu namoro faz 3 anos com um rapaz q me ama que nao tem vicio que trabalha. Mas eu nao sei o que fazer pois estou confusa e agora uma semana atras eu liguei p ele e o celular dele só desligado e ontem ele apareceu aqui na minha casa dizendo q o celular estragou e ainda me pediu dinheiro emprestado. Entao eu nao sei o fazer que decisão tomar porque pelo q tudo indica ele deve ter recaído, eu pergunto e ele nega e eu gosto muito dele, e ele me deu ate dezembro para largar do meu namorado p ficar c ele p gente ter uma vida juntos, uma família mas como vou acreditar nele? estou confusa nao sei se devo trocar o certo pelo duvidoso, isso que minha família nao aceita nosso relacionamento justo por ele ser assim, estou sofrendo nao sei o que fazer.....se me entrego ou se renuncio....me ajudem....Desculpa o tamanho do testamento mas eu precisava desabafar pois aqui na minha casa eu nao posso nem tocar no nome dele...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se eu fosse vc nao trocava o seu namorado por ele, vai por mim, essa vida de codependencia é um abismo, um poço sem fundo. nao estraga a sua vida

      Excluir
    2. Não faça isso. Não só por ele ser um adicto, Mais isso tbm pesa muito. A oito meses namoro um adicto que está limpo a seis anos. Mais ele está colocando a minha vida em loucura. Desde então comecei a pesquisar sobre adictos e eles tende a ter os mesmo comportamentos todos eles. Infelizmente eles tem essa doença, não são culpados. Mais a minha vida está de ponta cabeça por conta de um. Eles são extremamente ciumentos, egocêntricos, exigem muito e fazem muito pouco. Eles tem a capacidade de te levar do céu ao inferno em questão de minutos. Eles são envolventes, manipuladores, Não por que eles querem e sim por causa da doença a terrível DOENÇA. Tudo o que eu mais tenho feito nessas últimas semanas é tentar me afastar dele. Mais é uma coisa difícil parece impossível. Eles são tão manipuladores que quando percebi deixei de ser eu. Sei que pessoas são diferentes. Mais tudo que tenho lido sobre adictos, dizem mais ou menos sempre o que estou te falando. O que estou passando. Eu não sei o faço. Então te falo. Não entre nesse barco se vc tem esse poder. Infelizmente eu paguei pra ver. Por falta de experiência. Vc o ama ele tbm te ama. Mais quando ele resolve que não te quer parece não ter sentimentos. Age na maior frieza. Nossa acho que foi mais um desabafo do que um Conselho, Mais espero que te ajude em algo. Eu estou com um problemão aqui.

      Excluir
    3. Você deve ter a resposta dentro de você, mas está querendo ouvir de outras pessoas...Talvez já tenha tomado sua decisão que na maioria das vezes é tentar o desconhecido e esquecer a razão.
      Por experiência própria não continue este romance, adicto são pessoas EXTREMAMENTE difíceis, eles viram sua vida do avesso e na maioria das vezes vem acompanhados de familiares tão difíceis quanto eles.
      Os piores pesadelos da minha vida passei com adicto, quando estamos na relação parece que caminhamos num labirinto ... Você nem imagina o sofrimento que é...Eles são egocêntricos, imaturos, individualista, imediatas, migram de compulsões, alteram o humor constantemente além de nunca termos paz por nunca saber se recairão ou não ...Não troque seu namorado este será o MAIOR arrependimento da sua vida !!!

      Excluir
  12. Encontrei seu blog por acaso, pesquisando sobre codependencia. Meu marido é adicto em maconha e cocaína. Mas há mais ou menos 2 meses, tem ido às reuniões do NA. Porém, ontem descobri indícios de que ele teve uma recaída, além de ele estar há uma semana sem ir às reuniões e arrumando desculpas incoerentes para não ir. Conversei com ele, carinhosamente, mas acho que ele está mentindo. Me disse que a embalagem que eu achei era antiga e que eu deveria confiar nele. O problema é que a convivência com suas mentiras me deixam desconfiada demais, além de ele não estar mais indo as reuniões. Não sei como agir diante disso, pois estou achando outros indícios de que ele está usando. Poderia me ajudar? Como fazê-lo confiar em mim e confessar?

    ResponderExcluir
  13. Meu marido está em recuperação vai completar 6 meses limpo, e estou no controle financeiro da casa, ele disse que vai retomar apartir de janeiro, vc acha que devo dar esse voto, sei da doença dele, preciso de uma palavra não tenho com quem conversar já que as pessoas não entende que é uma doença e acabam criticando o comportamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poder pode,mas, é uma vida toda com lutas e dificuldades.Deixe claro pra ele, grupo e continuação de tratamento com medicos, psicologos, etc.

      Excluir
  14. Boa noite meninas! O blog tem me ajudado bastante a cuidar um pouco de mim... bom resumindo, eu tenho um relacionamento de quatro anos com um dependente, dois anos de namoro e dois de casados... descobri que ele era dependente assim que nos casamos... e ja errei tanto! Nossa! enlouqueci sabe... fiquei controlando cada passo dele achando que assim ele não usaria... a situação so piorava, não tem dia no meu aniversário , natal, páscoa... enfim em todas as datas comemorativas eu tenho lembranças dolorosas, fui ao caps, tentar buscar ajuda pra ele , tomou os remédios por um período , mas não levou adiante, enfim muita dor, ele perdeu vários empregos, me deixando com as responsabilidades da casa, cheguei ao ponto de agredi-lo, o que me deixou muito mal... As vezes ele consegue ficar uns quinze dias sem a droga , mas logo recai... gostaria que ele buscasse ajuda por conta propria, enfim hoje é o primeiro dia que decidi voltar pra casa dos meus pais, to aqui desolada... um misto de saudade e preocupação,mas estou esgotada e penso que as vezes ele percebe que precisa se tratar ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou minha história.
      Só que eu tenho 1 ano a menos de casada.

      Excluir
  15. Namoro um adicto e desde do começo comecei a ler sobre assunto...o que me ajudou muito....pois tds relatos são iguais....e com isso aprendi a não deixar me manipular....não me faço de escudo para os perigos que ele se mete...e nunca passo a mão a na cabeça quando ele apronta....ta na ativa...é muito complicado...moramos em cidades diferentes....semana passada enquanto eu dormia...roubou meu carro e parou em um boca de fumo...onde apanhou chegando quase a morte...teve traumatismo craniano..nariz quebadro..mão luxada...facada no peito...fui acordada com policia me ligando....se eu fiquei com dó...não....fui fiz minha parte...fui p cidade vizinha p onde foi encaminhado p um hospital maior..onde se realizou tumografia...quando laudo saiu e disse q tava td bem....pedi p um amigo vir buscar...pq a familia nao queria ele casa...por estarem cansados...e pela primeira vez queria q ele sentisse como era viver sozinho com consequencias do seu ato....passar natal sozinho.....ele hoje ta surtado...me xingou...ofendeu...postou no face tua foto td machucado...inventou um roubo que nunca aconteceu...manipulando as pessoas e familiares....pois viu que as pessoas proximas não acreditaram....nosso futuro é incerto...é triste ..mas sei que esse episodio não fez diferença na vida dele...num breve momento ele disse q queria mudar...mas ai vejo estas atitudes e vejo q é mais uma mentira...convivio bem com alteraçoes de humor dele.. aprendi ignorar...toco minha vida numa boa...estou viajando...não me anulo por ele...apesar de ama lo...eu sei que sua recuperaçao nao depende de mim....nao me permito ser uma co dependente...parece egoismo da minha parte...mas foi a melhor forma que achei p me proteger e ajuda lo....

    ResponderExcluir
  16. Namoro um adicto e desde do começo comecei a ler sobre assunto...o que me ajudou muito....pois tds relatos são iguais....e com isso aprendi a não deixar me manipular....não me faço de escudo para os perigos que ele se mete...e nunca passo a mão a na cabeça quando ele apronta....ta na ativa...é muito complicado...moramos em cidades diferentes....semana passada enquanto eu dormia...roubou meu carro e parou em um boca de fumo...onde apanhou chegando quase a morte...teve traumatismo craniano..nariz quebadro..mão luxada...facada no peito...fui acordada com policia me ligando....se eu fiquei com dó...não....fui fiz minha parte...fui p cidade vizinha p onde foi encaminhado p um hospital maior..onde se realizou tumografia...quando laudo saiu e disse q tava td bem....pedi p um amigo vir buscar...pq a familia nao queria ele casa...por estarem cansados...e pela primeira vez queria q ele sentisse como era viver sozinho com consequencias do seu ato....passar natal sozinho.....ele hoje ta surtado...me xingou...ofendeu...postou no face tua foto td machucado...inventou um roubo que nunca aconteceu...manipulando as pessoas e familiares....pois viu que as pessoas proximas não acreditaram....nosso futuro é incerto...é triste ..mas sei que esse episodio não fez diferença na vida dele...num breve momento ele disse q queria mudar...mas ai vejo estas atitudes e vejo q é mais uma mentira...convivio bem com alteraçoes de humor dele.. aprendi ignorar...toco minha vida numa boa...estou viajando...não me anulo por ele...apesar de ama lo...eu sei que sua recuperaçao nao depende de mim....nao me permito ser uma co dependente...parece egoismo da minha parte...mas foi a melhor forma que achei p me proteger e ajuda lo....

    ResponderExcluir
  17. Namoro um adicto e desde do começo procurei ler sobre assunto...incrivel como tds sao iguais...meu esta na ativa...muitas mentiras e manipulaçoes...porem nunca me permitir ser uma co dependente....com muita informaçao descobri como me proteger de td isso...graças as pessoas como vcs ....descobri como ajudar meu namorado e a mim...simplesmente não querendo ser a salvadorA dele....eu nao fico sem dormir qdo ele some...não discuto qdo ele ofende..xinga...ignoro...nao me faço de escudo p protege lo...jamais passo a mão na cabeça dele qdo faz uma besteira...um dia antes do natal...ele roubou meu carro...parou em uma boca de fumo e quase foi morto de tanto apanhar...detalhe..moramos em cidades diferentes e ele conseguiu achar esse lugar...fiz minha parte..acompanhei no hospital..cuidei...fui p cidade vizinha p onde ele foi encaminhado p maiores exames...ja q teve traumatismo craniano...nariz quebrado...mao luxada....varios cortes e facada no peito...qdo a neuro disse q estava td bem...pedi p um amigo buscar e leva lo p cidade dele....pq eu estava viagem marcada com meus filhos e eu fui...sabe pq....ele tinha q sentir as consequencias do ato dele sozinho....a familia tb pensou da mesma forma e pela primeira vez ele se viu sozinho....sabe q fez...ligou p um amigo e foi beber...ai no outro dia se viu sozinho...surtou...foi parar no hospital p se fazer de vitima p familia...mentiu no face...postou foto ..inventou um assalto...td p chamar atençao....fez uma amiga ir limpar o apartamento...mentiu q nao conseguia nem andar e a noite tava viajando td arrumado p curitiba...5 horas da cidade dele....enfim ...parece egoismo da minha parte...mas esta foi a forma q encontrei de me proteger e ajuda lo...nunca ter dó...tenho compaixão amo ele....porém minha vida segue

    ResponderExcluir
  18. Namoro um adicto há 2 anos, todos os comentários são iguais e verdadeiros, eles parecem uma tribo com os mesmos costumes. São manipuladores, ENVOLVENTES, resumindo: É o satanás no corpo de um homem, querendo te levar a destruição. Eles conseguem tirar até os centavos de você é mesmo esgotado você ainda o ama. Vida cruel de quem vive e quem tá por perto. Encha seu coração de amor muita oração, porque só assim você encontrará a paz.

    ResponderExcluir
  19. Oi adictô todos iguais não importa que está limpo a 13 anos . Sempre vai ter sequelas sofro a 4 anos e não consIgor sAir dessa ...Então se está pensando em dar uma chance pense bem eles são manipuladores .e caímos e adoecemos juntos

    ResponderExcluir
  20. Eu e meu namorado terminamos uma semana, ele é adicto e estou me sentindo culpada pelo término. Ele está desempregado e eu sempre que banco nossos passeios. Eu percebi que ele teve recaída e fui mostrar e conversar com ele sobre o abismo que ele está, pois quero seu bem, mas ele terminou dizendo que eu estava criticando e cobrando ao invés de ajuda-lo, porém sei que são manipuladores e to me sentindo super culpada, ele conseguiu me deixar assim e sei também que eles tem um grande poder de sedução principalmente quando percebem que são amados e aproveitam dessa situação. Mas agora como ele terminou decidi não pedir pra voltar por mais que eu o ame, pois percebi que estou entrando num abismo, além de ficar sem dinheiro me sinto responsável por ele, além dele colocar a culpa em mim de tudo de ruím que acontece com ele, sinto falta dele mas vou deixa-lo seguir a vida dele.

    ResponderExcluir
  21. Amiga, melhor coisa que vc faz!!! Escolha vc...sempre vc!! Vivi quase 2 anos nesse inferno com meu Ex namorado..foram 2 anos de mentiras, traições, manipulações, ele sempre desempregado, pq todo trabalho que arrumava dava mancada, eu sempre bancando os passeios, inclusive várias vezes que fomos pra praia de ultima hora, eu no cheque especial, até hj com a vida financeira desorganizada...já sacou dinheiro da minha conta...ja roubou dinheiro do quarto da minha filha, ja sumiu 3 vezes com meu carro.... aí no dia seguinte eu acordava e o carro tava parado em frente de casa com a chave na caixa de luz e o carro imundo de droga..todo revirado de tomar enquadro da policia...ja largou meu carro na rua em bairro vizinho pq acabou a gasolina..ja fui resgatar a cnh dele em hotel de usuario ...o mais absurdo, emprestei o carro pra ele levar o pai dele pra fazer cirurgia, ele ficou aguardando..sumiu com os documentos do pai dele, o cartao dele e meu carro..sacou dinheiro do pai.. ficou o dia td usando droga so apareceu o dia seguinte..e o pior o coitado do pai de 73 anos recebeu alta e onde estava o maldito?! Usando droga!!! Fiquei desesperada ligando atrás do irmao dele pra buscar o pai dele na ubs q ia fechar!! Celular?!! Em 2 anos, perdi as contas, foram uns 8 na biqueira...sendo q dentre esses 1 eu que dei pra ele..e um segundo emprestei 500 reais pra completar e ate hoje nao me pagou e nunca vai pagar!! Ir na sala?!! Qtas vezes perdi aula na minha pós graduacao, deixei de cuidar de um interesse meu pra acompanhá-lo.. p q?! Pra ouvir aquele papo furado dele de auto piedade durante a partilha e no dia seguinte ele sair pra trabalhar com 20 reais pra conducao e o celular e ja era!! Qdo eu ligava e nao atendia..depois ligava mais trocentas vezes ele desligava o celular. Eu ja sabia!! Qtas vezes saí louca de madrugada dirigindo chorando pelo bairro à procura dele!! Pra que?!! Pra depois descobrir que ele tem mais um filho com a ex mulher que ele me escondeu, pois qdo nos conhecemos ele dizia q estava separado há 2 anos dela. E entao descobri q tres meses antes de nos conhecermos ele ainda dormia na casa dela .. (mas era só de vez em quando.... só qdo estava insano)... e agora por fim.... mal terminamos, que nao aguentei mais...eu escolhi a minha vida...descobri que ele voltou pra ex... a mesma maldita com quem ele tem 3 filhos...a mesma louca que me infernizava e que ele dizia que ela era grande responsavel por ele ter iniciado o uso de drogas.... a mesma mulher que nao se importa que ele usa drogas desde que ele esteja sob o dominio dela!!! A unica coisa que foi positiva nesse tudo e que, devido ao fato dele ter destruido a minha sanidade e autoestima..passei q buscar autoconhecimento..o que me ajudou muita foi a literatura do Nar Anon.. que diz que somos impotentes diante do adicto... temos que retomar o controle da nossa vida e nao podemos fazer pelo adicto o que somente ele pode fazer por ele!! E por final, serviu para aprender o que nao quero em minha vida. Adicto, nunca mais!! Amar um adicto é ser codependente sem uso de droga..vc enlouquece. Adoece.. perdi sua vida. Sua sanidade. Serenidade..passa a ser desconfiado de tudo... é tanta mentira. Que vc nao acredita mais em nada e isso nos deixa louca!!! Ainda estou em processo de recuperacao, buscando resgatar meu amor proprio, autoestima, estou recolhendo os pedacos do meu coracao que ele espedaçou, sei que ainda vou chegar onde quero com a ajuda do meu Poder Superior..entao amiga... olhe pra vc... pois o adicto só enxerga a droga e nada mais..e so ele pode buscar recuperacao!! E faça sempre a oracao da serenidade... aceitando aquilo que vc nao pode modificar... e com coragem transformar aquilo que vc pode..bjs Bete

    ResponderExcluir