segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Você se conhece ou precisa de GPS?



Certa vez, meu marido, eu e as crianças viajamos de carro para Santa Catarina. Na época, a mais velha tinha 11 anos e o do meio tinha 02 anos, e o caçula ainda não havia sido encomendado... Rs.

Eram mais ou menos 2.000 km de viagem. As crianças viajaram atrás, fazendo brincadeiras, vendo DVD, e às vezes reclamando. E eu fui no banco do carona, ao lado do meu esposo que conduzia o carro.

Eu sou muito medrosa, por natureza. Então fiquei ali, desperta, atenta a tudo o que acontecia no trânsito. Chegava a ser engraçado, quando ele se aproximava do carro da frente, eu apertava os pés, como se coubesse a mim o papel de frear.

O resultado foi que cheguei na casa dos meus sogros exausta.

Após muitos dias de praia e diversão, chegou a hora da volta. Eu estava com tanto sono. As crianças logo dormiram. Mas, eu me mantinha ali, “de guarda”.

Daí, comecei a pensar: o fato de eu estar acordada, impedirá que algo de ruim aconteça, se tiver que acontecer? Não! De onde estou, posso frear? Não! Posso acelerar? Não! Posso conduzir o carro?  Não! Então o máximo que conseguirei é ficar cansada, estressada... um bagaço! E amanhã terei que estar inteira para cuidar das crianças e organizar as coisas da viagem.

“Senhor, livra-nos de todo o mal, e me ajude a confiar em Ti. E me ajude a dormir...”

Acho que nem falei o “amém” dessa oração, e já havia pegado no sono. Dormi que babei... hahaha

Chegamos bem! E eu descansadíssima!

O que quero dizer com isso?

Em relação à adicção do meu esposo, tento aplicar esse mesmo princípio.

Se ele quiser recair, vou poder impedir? Não! Alguma coisa que eu faça ou diga, vai fazê-lo parar? Não!

E para quem está com o familiar na ativa: Se ele não voltou para casa, há algo que você possa fazer? Não! Adianta ficar sem dormir? Não! Ajuda em alguma coisa ficar sem comer? Não! O máximo que vamos conseguir é adoecer, e sentir coisas negativas, como o ódio, por exemplo, quando ele voltar.

Durma, se alimente, cuide-se. Pois, assim, quando ele te pedir ajuda, você conseguirá raciocinar e tomar decisões assertivas, levando-o a caminhos que poderão ajudá-lo a se recuperar. Mas, descabelada, com olheiras, fraca, insana, será difícil convencer alguém de que a vida sem drogas é maravilhosa!

Só por hoje, meu esposo está limpo há 4 meses e 10 dias! Mas, isso é graças a Deus e a ele mesmo.

Quem está na direção da vida do meu esposo é ele. Quem escolhe o caminho, a hora de frear, ou de acelerar, é ele. Não adianta eu tentar ficar “de guarda”, já fiz isso, e sei que não dá certo.

O adicto só para de usar quando ele quer! E ele só recai, quando o querer usar é maior do que o querer parar. E isso não diz respeito a mim.

Mas, diz respeito a mim a direção da minha própria vida. Para onde quero ir. Que caminho tomar. O que fazer. No que acreditar.

Muitas vezes estamos tão acostumados a ficar direcionando a vida do outro, que quando pegamos o volante da nossa própria vida, ficamos perdidos, sem saber para onde ir. Muitas vezes precisamos de um GPS, pois somos um caminho totalmente desconhecido a nós...

Vamos nos conhecer, nos amar, e viver a nossa própria vida, pois ela passa muito depressa. Quanto ao outro, podemos somente orar por ele, desejar o melhor a ele, e ajudar na medida do possível.

Boa semana, amores!

Serenidade, felicidade e confiança em Deus!

6 comentários:

  1. nosso GPS...Poder Superior e GRUPO...e acredite só funcionamos com GPS, a diferença é que conforme vamos conhecendo o caminho consultamos menos o GPS, mas sempre SEMPRE precisaremos ter humildade pra reconhecer que caramba não sei aonde estou ou não conheço essa situação, hora de ligar o GPS..kkkk se tem uma coisa que aprendi, quanto mais sei, mais vejo que nada sei...kkkk SÓ POR HOJE...peço ajuda sem recuar...afinal melhor ligar o GPS antes de cair no precipício..kkk bjuuu

    ResponderExcluir
  2. Obrigada! mais uma vez vocês está me ajudando...
    Essa foi a resposta que eu precisava...
    Bjaum!!

    ResponderExcluir
  3. Meu que garota iluminada. Valeu Polyanna!!!!!!!!!!!!!
    SPH SPH SPH

    ResponderExcluir
  4. Poly esses seus últimos posts parecem que foram feitos pra mim! rs
    Estou feliz por estar conseguindo me desligar e aos pouquinhos me olhar novamente e ver quem sou eu!
    Sph eu sei que funciona...um dia de cada vez!!!!

    ResponderExcluir
  5. Valeu, companheira!
    Bons momentos e felicidades, mil.
    Abração e TAMUJUNTU.

    ResponderExcluir
  6. Vc tem me ajudado muito Deus te abençõe!!!Sou mãe de um dependente químico em recuperação.

    ResponderExcluir