sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Nem sei o que dizer...


Não sei por onde começar a escrever, mas vamos lá...

Agora são 20h20min deste 05 de outubro de 2012. Sexta-feira. É, hoje ele não está limpo... Ele recaiu após um ano e quatro dias...

Perdoem-me por relatar isso, sei que muitas leitoras alimentavam suas esperanças vendo a nossa história.

Como sabem, voltei ao trabalho na terça-feira. Fui recebida com muito carinho por todos. E para mim foi uma delícia voltar a desempenhar minhas atividades profissionais. O lado ruim é apenas a saudade dos filhotes...

Na terça meu esposo também estava trabalhando. Após o trabalho, ele foi para o CAPS para o seu atendimento psicológico. Chegou em casa mais de 22 horas, não estava de muita conversa.

Na quarta, em sua folga, apenas o bebê foi para a creche, e o nosso filho de 3 anos ficou com o pai em casa. Estranhei o fato dele não ter me ligado nenhuma vez, mas liguei e falei com ele e com o pequeno e estava tudo bem. Quando cheguei, à noite, o achei muito irritado.

Ontem, nos falamos por telefone durante o dia, e ele disse que estava melhor, que era apenas resultado da terapia, que tinha mexido muito com ele, pois a Psicóloga havia dito que ele estava com muitas reservas e deveria tomar cuidado, senão iria usar. Fiquei preocupada com o que ele me disse, mas depois ele desconversou, afirmando que era brincadeira e que estava tudo bem.

Está tudo tão corrido pra mim, não dei tanta importância. Achei que estava tudo bem mesmo.

Hoje ele me pediu para deixar o carro em casa, pois queria ir ao instituto onde esteve internado. Achei esquisito. Falei que eu mesma poderia levá-lo, pois precisava do carro para deixar as crianças na creche e não queria chegar tarde do trabalho em casa. Ele se propôs a levar as crianças para a escola e disse que me buscaria no trabalho, e levaria os meninos para meus amigos os verem.

Quem ler a primeira postagem deste blog, em 18/05/2011, pode constatar a semelhança. Ele usou a mesma tática e eu caí de novo... Mas, daquela vez ele estava limpo há quatro dias e não há um ano, como hoje... Essa é a diferença. E também não dá pra viver desconfiando de quem está ao seu lado. Difícil, né?

Por volta de 11 horas da manhã, liguei, e nada de atender. Liguei na escola, e as crianças estavam lá, e estavam bem. Pouco depois, liguei no instituto e ouvi o que não queria, ele não passou por lá. Me deu uma super dor de barriga na hora, com direito a queda de pressão.

É, queridas, sofrer cansa e adoece...

Diante do seu sumiço, e como eu estava sem chaves de casa, saí um pouco mais cedo do trabalho, para ver como entraria em casa, se realmente fosse uma recaída. Sim, infelizmente era uma recaída.

Ao dobrar a esquina da nossa rua, o vi andando “daquele jeito”. Ele estava quase entrando em casa, quando o chamei.

Peguei a chave do carro, e o chamei para irmos juntos ao instituto. Ele estava muito alienado. Mas, disse que iria. Tomou água e refrigerante e sentou-se no sofá. “Vamos agora.” E ele nem se movia. Depois de insistir, ele entrou no carro. Meu Deus, os braços cheios de marcas! Abatido demais! Não deu pra segurar uma lágrima, mas tentei me manter firme e serena. Eu estava tentando parar um trem desgovernado. Mas, ao chegar na porta do instituto, ele disse que não queria ir. Acho que ainda tinha drogas com ele.

“Por favor, ao menos entre, converse, ou mesmo só descanse. Você não precisa sofrer tudo novamente para saber no que isso vai dar.”
“Não vou.”
“Pra casa não vou te levar.” Foi minha resposta.

Ele desceu do carro e saiu caminhando sem rumo. Entrei no instituto e relatei rapidamente o ocorrido ao Diretor. Ele me sugeriu encontrá-lo e ligar para que eles conversassem, mas não o encontrei.

Fui para casa, pois estava tudo na mais completa desordem. Marcas de sangue pelo chão e nas almofadas. Horrível isso! Limpei tudo mais ou menos. Senti falta do nosso DVD. Liguei para a minha sogra, afinal, decidi que não vou levar isso sozinha mais. E quando estava indo buscar os filhotes na escola, o vi na rua. Buzinei. Parei o carro. Ele veio.

“Entra aí. Estou indo buscar os meninos. Sai da rua. Ao menos tenta frear.”
“Tô indo pra casa, mas quero ir a pé pra pensar no que fiz.”
“Entra aí, sozinho você não vai parar.”
“Já parei, o dinheiro acabou, vou pra casa.”

Por um instante até acreditei. Mas, ele não voltou. Até agora não chegou...

Nosso bebê está dormindo agora, após ter mamado bastante. O filho do meio está brincando na sala com seus carrinhos. Já perguntou duas vezes pelo pai. E minha filha adolescente, graças a Deus, está na casa da avó.

E eu estou muito esquisita. Ainda não consegui colocar o choro pra fora. Na verdade, ainda não tive tempo pra isso. Mas, sei que vou precisar ter um tempo comigo mesma para me permitir extravasar essa dor.

Afinal, tá doendo muito sim!

Mas, quem me arrancou lágrimas mesmo foram vocês. Obrigada, Kel e Emily, por segurarem na minha mão a tarde, via gmail. E muito obrigada pela demonstração de carinho de todas vocês no facebook! Realmente hoje não me sinto sozinha. Alaís, Natália, Giulliana, Eloisa, Sheila, Bella, Jéssica, me desculpem se me esqueci de alguém... Muito obrigada a todas, de coração. Sei que se estou em paz agora, é porque Deus está comigo, e vocês também.

Sabe, tenho pensado muito nessa recaída. Não tinha acontecido nada. Nenhuma briga ou discussão. Nada. Estava tudo bem. Mais uma prova de que não está em nossas mãos.

Hoje vi um texto interessante (Angustia), e parte dele diz: Antes de recair, alguns dependentes químicos podem pedir ajuda. Antes de recair, dá para parar e pensar nas consequências. Antes de recair, também da para fazer uma oração. Antes de recair, dá para conversar sobre o problema. Antes de recair dá para se fazer muitas coisas.” Sei que após um ano limpo, ele poderia ter feito muitas outras escolhas: instituto, Deus, esposa, filhos, companheiros, etc, mas ele recaiu às drogas. E depois da obsessão vem a compulsão, e agora só Deus mesmo pra parar esse trem desgovernado...

Muito triste, minhas queridas, mas vai passar...

Agora é hora de falar com Deus!


Grande beijo!



18 comentários:

  1. Oww minha amiga, já não tenho mais palavras pra dizer nesse momento de dor, apenas, sinta essa dor para que ela passe ok, coloque para fora, você não precisa estar forte o tempo todo, pode chorar até perder o ar se necessário for para lhe fazer se sentir um pouco melhor, você e ele vão renascer das cinzas mais uma vez minha amiga!
    Amo você por tudo o que você é, fez e representa para mim.
    Beijos que o Universo lhe ilumine

    ResponderExcluir
  2. Poly minha querida! Só posso te dizer que você continua no caminho... que apesar de todas as dores, a recuperação é individual e você continua no caminho. Nós, companheiras de dores e alegrias só podemos estar ao seu lado, te amparando e te dizendo para não desistir... estamos com você minha querida! Sinta-se abraçada e acolhida! Continuamos juntas :) , amanhã é um novo dia e o sol voltará a brilhar....

    ResponderExcluir
  3. Poly,querida,posso imaginar o tamanho de teu sofrimento,já passei por inúmeras recaídas de meu marido,mesmo depois de quase cinco anos limpo...
    Que bom que resolveu dividir essa "informação" com tua sogra,talvez fique um pouquinho menos pesado para ti...
    ...eu tenho que confessar que não estou surpresa com essa triste notícia e ao mesmo tempo tinha esperança que contigo fosse diferente,teu exemplo me da força...ânimo para continuar embora muitas vezes(como agora)eu estivesse no meu limite,pedindo coragem para mudar o que posso,no caso,deixar meu amor encontrar sua recuperação sem mim e nossa família...
    Queria poder te ajudar de alguma forma,te abraçar e dizer alguma coisa que fosse positiva...sei lá.
    Vou orar por vocês.
    Bjs no teu coração!

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Poly nada doq disser amenizara sua dor mais saiba que eu seguro minha mão na sua neste momento só Deus para interceder por nós por eles... enfim eu sei bem o qto doí... se precisar é so gritar!!!

    ResponderExcluir
  5. Poly minha querida, Deus tem a capacidade de transformar essa situação. O impossível Ele fará! Porque você é preciosa aos olhos Dele e se tiveres a coragem e a loucura de acreditar, então irás provar que Ele pode muito mais.
    Tenha fé e tuas lagrimas de dor se transformarão em lagrimas de alegria, a tua insônia em um sono gostoso, e tuas preocupações, me desculpe meu irmão(a), tu nem vais lembrar. Fé para passar por tudo isso, e ficar de cabeça erguida! Você não está sozinha!!

    ResponderExcluir
  6. Poly minha amiga, fiqui muito chateada com isso...
    Dói, doí muito... eu sei...
    Mais vai passar, Deus vai lhe dar mais uma vez a serenidade necessária para suportar tudo isso!
    Vou fazer uma oração para que seu esposo volte logo, para que ele perceba que por esse caminho não dá!
    Estamos juntas querida!!
    Força e Fé!

    Um beijo grande}!

    ResponderExcluir
  7. Poly minha grande amiga, força e serenidade. Acabei de ler um capítulo de seu livro em fala sobre continuar seguindo a vida, mesmo em meio a uma recaída a qual vc não tem poder de controlar...Serenidade amiga! Estou em oração por vcs! Deus já está cuidando de vc e com certeza cuidando daquilo que não está em suas mãos. Se precisar de qualquer coisa me liga. Bjs Lili

    ResponderExcluir
  8. oi Poly compartilho a mesma dor meu marido estava limpo a quatro meses e recaiu ficou dois dias fora,engraçado que minha reaçao emocional foi igual a sua ,quero que vc se sinta abraçada por mim e vamos acreditar que essa tempestade que assola nossas familias acabe .um forte abraço. lilian

    ResponderExcluir
  9. Querida Poly, como te disse...fui a igreja hj a noite, e coloquei vc e seu marido na presença do Senhor, Ele com certeza vai tomar a direçao, creia amiga, a compulsão não virá em nome de Jesus, seu marido vai cair em si e vai buscar ajuda.


    "Nao temas porque EU sou contigo, não te assombres porque EU sou teu DEUS, EU te fortaleço, EU te ajudo, EU te sustento com a destra de minha justiça" Isaias 41.10

    Fica bem amiga...bjs

    ResponderExcluir
  10. ÉM primeiro lugar quero que se sinta ABRAÇADA,um abraço daqueles bem forte e demorado, e te falar que sei muito bem como é essa sensação,DOÍ demais já passei por ela algumas vezes,porém tenhamos FÉ em DEUS e acreditemos que seu amor vai cair na real e não virá a compulssão que ele lembre de tudo que já passou inclusive da separação de vocês e que possa voltar ao caminho da recuperação afinal como sabemos é só esse o caminho para o controle dessa DOENÇA maldita...Quando te deixei aquela mensagem tive medo da resposta,pois não queria q tivesse acontecido,porém ontem qdo estava na missa coloquei vc e seu marido nas minhas intenções e assim o faço desde que conheci seu BLOG, e quero te dizer ESTOU AQUI,precisando é só deixar msg no face,email seja como for estarei sempre aqui,para te confortar e dizer que DEUS te ama e vai cuidar de vc minha querida amiga,o que te desejo neste momento é FORÇA,FOCO E FÉ...Beijos fica com DEUS!!!

    ResponderExcluir
  11. É minha querida só Deus mesmo pra nos fortalecer nesse momento, tbm estou em estado de choque, meu esposo a 118 dias limpo recaiu dinovo, chorei um pouco agora pela manhã,onde lembrei,quando um dia nós saímos juntos, e ele me disse que tava tudo tão maravilhoso, que isso que era vida, que ele queria cuidar di mim...é mesmo uma pena ter acontecido tudo dinovo, e eu aqui com essa explosão de sentimentos, mais Deus sabe de todas as coisas, e vai ficar tudo bem, até quando assim Deus permitir, estarei orando por vc e pela sua família, muita paz e serenidade...abraços.

    ResponderExcluir
  12. "Perdoem-me por relatar isso, sei que muitas leitoras alimentavam suas esperanças vendo a nossa história." Que isso menina??? Vc não tem responsabilidade nenhuma linda, e o seu trabalho pra mim não foi dar esperança de que o seu marido ficaria limpo e o que o Ni seguiria o mesmo rumo, mas sim que é possivel viver, se amar e ser feliz amando alguem com a doença dele e o entregando nas maos de Deus. Dar esperança de que o dq pode vencer é para os ex adictos que estao sempre por aqui dando seus relatos e realizando os seus trabalhos, como um dia teu esposo vai tb, pois a luz que emana de seu coraçao é grande e Deus vai se compadecer de suas dores e iluminar as escuridões que envolvem sua vida, mas no tempo Dele. Ontem nao foi um dos seus melhores dias, mas vc tem o conhecimento e todas as ferramentas para tirar tudo isso de letra e nos dar sim esperança de que devemos viver, nos amarmos e sermos felizes diante da adicçao, que desistir nao é a unica saida, mas que aprender a aceitar esperar, se amar e viver, é o caminho... Te amo incondicionalmente e parece que foi com o proprio Ni, o vinculo que estabelecemos com vc's e incrivel. Estou com muito pesar pelo seu esposo tb, pois sei q na hora q ele cair na real e ver q vai ter q começar tudo do 0 não sera fácil, mas assim como vc ele tem o conhecimento, todas as ferramentas e um Deus que o ama incondicionalmente e ele vai conseguir linda, estamos rezando para ele tb. Fika em paz e estamos mais do que juntas nesse momento com vc, tu é abençoada, tem valor e mérito aos olhos de Deus. Vc tem tanta sorte, eu passei por recaidas, por detençoes e ve-lo morando na rua, e as pessoas apenas dizendo: "Larga desse traste que ele nao presta, só vai te passar AIDS e acabar com tua vida". Vc tem milhares de irmãs e irmãos que os amam e estao aqui torcendo pelo desenrolar da sua historia e por mais um capitulo, ou livro dessa serie maravilhosa que tem sido acompanhar vc a amar um dq, e eu tenho orgulho de te-la por aki, de vc participar da minha vida com seus comentarios e de vez em qnd te pegar na lo face pra uma conversa boba...rs Vc é uma Deusa e continue deixando sua luz brilhar. Fica com Deus e tamu junta!

    ResponderExcluir
  13. Poly, querida...
    Não há o que dizer.
    Infelizmente não está em nossas mãos e não há nada que possamos fazer para ajudá-los além de amá-lo e apoiá-los.
    A escolha por não usar só pode vir deles.
    Meu amor já me explicou várias vezes como eles se auto-manipulam e muitas vezes vivem no auto-engano.
    Sempre há uma 'justificativa ou motivo' para o uso.

    Apesar da distância, digo que estou te abraçando.
    Vou orar por você, pois Deus está ao seu lado.
    Fique em paz.
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  14. Nossa estou aqui chorando, não consegui me aguentar, sua história já faz parte da minha sua dor sua alegria tbm Poly, vamos orar que só Deus e seu marido podem mudar o rumo dessa história...
    Te amo muito amiga
    Tamujuntas
    Fique com Deus
    Beeijãoo

    ResponderExcluir
  15. Polly, sua história é como a de todas nós, mudam apenas alguns pequenos detalhes. E nós podemos até tentar prever os próximos acontecimentos, baseadas em nossas próprias experiências.
    Recair faz parte da recuperação...e normalmente acontece qdo eles ficam muito seguros de si. Com a recaída eles aprendem a reconhecer e evitar essa situação no futuro.
    O importante agora é retomar o tratamento. Ele deve voltar para casa nas próximas horas, e vc sabe como agir...ofereça levá-lo para a clinica, não o deixe ficar em casa nessa situação.
    Não é um retrocesso no tratamento, vcs continuam caminhando para frente, recaídas são apenas vírgulas, se soubermos agir nunca serão ponto final, ok. Seu marido ainda está em tratamento, essa é só mais uma etapa. Bjussss e força!!!

    Janete

    ResponderExcluir
  16. Caramba, Poly... É uma angústia ver nossos amados desse jeito. eu tento trabalhar isso em mim, me livrar da co-depend~encia, é difícil, mas aos poucos eu tô conseguindo. Meu esposo me pediu ajuda, vi uns endereços p´ra ele, mas na hora de ir pro grupo do NA, ele sempre arranja uma desculpa. Acho que todas nós entendemos bem isso.
    Fiquei triste por vc, estava muito confiante da recuperação do seu esposo, já o meu, só Deus mesmo. Mas eu tenho fé que esse dia vai chegar. Não perca a fé, enquento há amor, temos que lutar. E eu não vou desistir. Acredito que vcs tb não.

    Fiquem com Deus, meninas.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Nossa Poly, estou vendo só hj este posty... que triste! Mas tenha força querida, esta força que passa para todos nós! Meu marido também na última recaída ficou super mal,como todos i=ficam , mas agora disse q está bem e consegue sozinho, só quer fumar o 'baseadinho' dele... pode isso?? Sabemos que nao é assim e com isso já penso na próxima recaída... é uma bola de neve q não acaba! Vamos ter força até aonde Deus nos permitir! Estamos do seu lado! Paz e serenidade para vc e principalmente para os nossos filhos! bjs

    ResponderExcluir
  18. Estou no serviço mais minhas lagrimas não param de cair torci tanto por vcs assim como torço e peço a Deus por mim e pelo meu esposo era o meu desejo a vcs, espero que ... sinceramente nem sei o que te dizer tenha força e amor proprio isso e sempre o mais importante.Graças a Deus meu esposo esta a 1 ano 1 mes e 3 dias limpo mais o medo da recaida ainda me assombra e comentei sobre o que li hoje com ele espero que seja um alerta pra que ele não ache que é um super homem e que nada vai acontecer com ele.Força...Meu coração bate desesperado estou gravida novamente tenho muito medo de sofrer o que sofri a 2 anos e meio atraz na minha outra gestação que Deus olher por todas nós

    ResponderExcluir