terça-feira, 11 de setembro de 2012

Tempo de Travessia!



Bom dia, queridos! Tudo bem com vocês?

Comigo tudo bem, apesar da correria de sempre (três filhos, volta ao trabalho se aproximando, casa, estudos para concurso, blog, livro, marido)! Essa correria é cansativa, mas sabe que eu gosto disso...

Meu esposo segue vivendo um dia de cada vez, limpo há 347 dias (11 meses e 12 dias). Quanto mais longe as drogas ficam, melhor vai se tornando o nosso relacionamento. As lembranças dolorosas e as mágoas vão se apagando e dando lugar a sonhos e realizações.

Ele trabalhou no feriado e no sábado, mas no domingo ficamos juntinhos. Nós dois e as crianças fomos juntamente com um casal de amigos e sua filhinha a um pesque-pague. Tivemos um dia bem agradável.

Ontem ele estava de plantão, saiu bem cedinho, e a noite foi direto para o grupo (NA), chegando em casa às 22:30h. Ele continua buscando a sua recuperação. E isso me deixa feliz demais!

E eu? Eu sigo aqui com vocês (blog), lendo livros e artigos que me ajudam, buscando contato com outras pessoas em recuperação, ou seja, me cuidando e fazendo o que gosto!

Se tudo der certo, haverá uma nova reportagem sobre o blog e o livro, depois falo mais para vocês...

Hoje eu gostaria de falar sobre MUDANÇA...

Sabemos que na vida mudar é preciso, mas por que temos tanto medo do novo? Por vezes percebemos que uma situação já chegou ao final, mas insistimos e insistimos nela, talvez pelo medo de perder o controle quando o novo chegar.

“Coragem para MUDAR o que posso...” (Oração da Serenidade)

Como você está se sentindo em relação à sua vida? Como você se sente diante do seu amado dependente químico? Se você se sente insatisfeita(o) ou infeliz, talvez seja hora de mudar!

Apesar do medo da mudança, eu sempre a encarei e a enfrentei. Em 2006, eu era empregada pública, concursada, já há mais de cinco anos na empresa onde trabalhava, mas me sentia infeliz. Eu me sentia sozinha. Vários pontos da minha vida não me agradavam. E foi quando tive a oportunidade de viver uma experiência diferente nos Estados Unidos. Muitos disseram que eu era louca de ir, mas fui! E os dois anos que lá passei foram incríveis! Além de ter encontrado o amor da minha vida!

Ficar estagnado diante da vida é como deixar de viver. Podemos sempre escolher coisas novas que nos façam sentir vivos.

E não é preciso mudar de país para isso, nem mesmo de cidade. Estou falando de descobrir o que você quer e correr atrás disso.

Leia, estude, faça uma dieta, malhe, ouse, arrisque... Mude.

Esse blog mudou minha vida! O livro que escrevi mudou minha vida! E tudo o que vai renovando a minha rotina acende a minha paixão por viver.

O que eu quero dizer com tudo isso?

Se passa pela sua cabeça pensamentos do tipo: “eu queria ter uma vida diferente”, saiba que somente você mesma(o) pode se proporcionar isso.

Em alguns casos, bastará virar uma página, ou trocar algumas palavras. Em outros casos, será necessário apagar tudo, ou jogar o livro inteiro fora. O tamanho da sua insatisfação indicará o tamanho da mudança.

Vejam esse texto de Fernando Pessoa:
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já tem a forma do nosso corpo;
E esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia...
E se não ousarmos fazê-la,
Teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."

Algumas esposas de dependentes químicos encontraram a mudança que buscavam na separação, no rompimento com o adicto. Outras encontraram essa mudança dentro de si mesmas, no desligamento emocional e no fortalecimento do amor próprio. Cada um é cada um. Apenas não deixe de se sentir viva(o)!

“O que a lagarta chama de fim do mundo, o mestre chama de borboleta.” (Richard Bach)

Olhe para si mesma(o), escute-se, descubra o que você deseja para a sua vida, peça direção a Deus, planeje e execute! Tenha coragem. Sinta-se viva(o)!

Só por hoje!


E então, já está participando da promoção ME AMAR DE VERDADE? Clique aqui, adquira o seu livro Amando um Dependente Químico – Dias de Dor, concorra a uma maquiagem Make B. Miami Sunset, lançamento de O Boticário, e fique ainda mais linda por dentro e por fora! Promoção válida até o dia 20/09. Participe!

30 comentários:

  1. Lindo post Poly!!
    A mudança está dentro de nós mesmas, basta ter coragem! A mudança nao pode ficar apenas em sonhos e planos, deve ser praticada e fazer acontecer!

    Bom dia pra vc ! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Emily. É preciso ação, não é mesmo, querida?
      Uma ótima quarta pra você!
      Bjão!

      Excluir
  2. Se você soubesse o quanto é reconfortante ler as coisas que você posta, postaria a cada 50 minutos!!
    Bom dia, Poly!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô minha linda, obrigada! Fico muito feliz em saber que estou ajudando de alguma forma...
      Beijos!

      Excluir
  3. Olá querida Polly, tenho tentado mudar mas ta difícil saber o que fazer, confiar "nele" ta cada dia mais difícil,cias ainda não sei ao certo qual caminho seguir mas sei que eu e as drogas não podemos seguir juntos com ele no mesmo caminho.. ou é eu ou ela, nós duas não combinamos.. Isso ta mt complicado, seria muito bom se tivesse alem do blog um cantinho para conversar um pk, tipo um chat onde pudessem ser trocadas experiencias, tanto de quem tem um parente dependente químico quanto dos familiares. Não sei como funciona paa fazer isso.. mas fica aí uma sugestão que já procurei pela net e não achei, se alg souber de algo e puder dizer.. um abraço a todos e força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que seria interessante ter um tipo de chat pra dividirmos experiência, alegrias e tristezas.

      Excluir
    2. Eu também gostaria mto disso... pensei nisto um dia desses... Será que existe alguma forma?
      Beijos
      Aline

      Excluir
    3. Bom dia! Catarina, de fato, drogas e família não combinam, juntas machucam demais... Te entendo perfeitamente! Força! E que Deus ilumine seu caminho!

      Meninas, quanto ao chat, quando vi os comentários ontem, instalei um no blog, mas, depois exclui. Fiquei receosa porque as mensagens aparecem para todos, e qualquer um pode usar qualquer nick. Mas, se quiserem, posso instalar novamente.
      O que acontece é que os comentários eu posso moderar, mas o chat não, daí tenho receio de mensagens maldosas... Mas, se quiserem, eu instalo novamente.
      Beijão! E estou amando a participação de vocês!

      Excluir
    4. Acho que seria interessante o chat. Quanto à coisas maldosas só gente infantil pra fazer isso. E cabe a nós absorver e ler o que nos interessa.

      Excluir
    5. Vamos testar... Tá instalado!

      Excluir
  4. Poly, como é bom ler seus posts... me dá tanto mais conforto e segurança em me fortalecer e não desistir do que amo! Muito obrigada por nos proporcionar estes momentos.
    Beijos
    Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que te agradeço, minha querida! E nunca nunca desista de você mesma e do que te faz feliz!
      Grande beijo!

      Excluir
  5. Realmente ler isso parece que nos dá mais força para seguirmos em frente. Mas é dificil, a mudança, o desapego, é difícil, as vezes dá medo. Acho que algumas coisas com o tempo começamos apenas a começar a aceitar, mesmo que isso seja errado. As vezes um pouco de egoísmo da nossa parte seria bom.. ser mais EU. Comecei a aceitar que só ele pode mudar, o máximo que posso fazer é oferecer minha ajuda, nada além disso. Devo deixar de me preocupar tanto com o amanhã, viver mais o HOJE. Isso de ansiedade é uma coisa que me mata aos poucos e faz com que eu deixe de lado os bons momentos. Não sei como lidar com isso, como esquecer as coisas do passado e me não me preocupar com o futuro. Cada vez que me lembro das coisas do passado me machuca muito, me trás tristezas, angustias, falta de confiança, MEDO. Sei que o que importa é que no dia de hoje ele está bem, sem precisar de nenhuma substância que altere o seu comportamento, mas sempre que lembro do passado me machuca, assim como pensar no futuro, no amanhã, também. Não sei como devo lidar com isso.. como viver mais o hoje e deixar o resto de lado..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, é um constante exercício... Um dia de cada vez, um passo de cada vez, sei que você consegue! Quando se perceber sofrendo pelo amanhã ou pelo ontem, converse com Deus: "Meu Deus, tira isso do meu coração, e me ajuda a ver o que tenho HOJE na minha vida", daí tente enumerar as coisas boas que estão acontecendo HOJE e agradeça por elas... Em suas palavras vejo que você conhece bem o caminho, agora é só andar nele... Um beijão e estamos juntas!

      Excluir
  6. é isso ai Polly devemos ir sempre mais além, superar barreiras, parar de reagir e agir...nunca a vida será fácil...principalmente ao lado de um adicto...maaasss....temos essa força...ai meninas...hoje ta dificil, e não sabem por onde ir...uma coisa de cada vez, de passinho em passinho...até parece fácil né eu falando..não é não...minha vida tb tem sido de altos e baixos, altos muito altos e baixos muito baixos...só que o mais importante é que aprendi...a levantar e voltar a caminhar e foi assim que consegui a minha recuperação...bjuuuuuuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, Kelzinha, parar de REAGIR e simplesmente AGIR conforme escolhemos e gostamos... Obrigada por suas palavras!
      Beijos!

      Excluir
  7. Há...e pra vcs meninas vai a musica que eu considero nosso Hino : )

    Ei, dor!
    Eu não te escuto mais
    Você não me leva a nada
    Ei, medo!
    Eu não te escuto mais
    Você não me leva a nada

    E se quiser saber
    Pra onde eu vou
    Pra onde tenha Sol
    É pra lá que eu vou

    (o sol - Jota Quest)

    ResponderExcluir
  8. Não sei se existe chat mais existe

    São Paulo - Naranon

    Linha de ajuda: (11) 3311-7226

    E-mail: comiteareasp@naranon.org.br
    sidsp@naranon.org.br

    Ou procurem mais próximos a vcs nos sites
    www.naranon.org.br
    www.amorexigente.org.br

    com certeza vale a pena...

    ResponderExcluir
  9. Polly, knock knock knock
    Polly, knock knock knock
    Polly, knock knock knock

    Vc por caso se lembra de onde esta esta postagem: Também é importante ressaltar que o uso de drogas não transforma você em um monstro, se ele não estiver dentro de você, ou seja, a droga apenas vai aflorar o que está em seu coração.
    Se for agressividade, você se tornará agressivo; se for maldade, fará coisas más; se for imoralidade, cometerá atos imorais, etc. Mas, um ser humano bom, portador dessa doença que você
    tem, não se tornará mal ou bandido. Bandido é bandido com ou sem drogas. Não é a dependência química o diferencial, mas sim, a maldade que há dentro de você.(Copyrights by Polly..rs)

    Publiquei no blog e se vc se lembrar gostaria de por o link... Grande abraço! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sol! Bom dia! O link é este aqui http://amandoumdependentequimico.blogspot.com.br/2011/11/estupido-preconceito.html , e isso foi dito por uma profissional, viu? Uma Psicóloga, em uma palestra falou sobre a droga apenas aflorar o que está dentro do adicto... Bjão, linda!

      Excluir
  10. Pessoal que gostou da ideia... se não existe porque agente mesmo não cria um chat assim? Seria ótimo trocar experiencias, palavras de esperança... sei lá trazer psicólogos, pessoas que superaram a dependência química, pessoas que ainda sofrem com seus efeitos, parentes, ou seja nós codependentes que também sofremos demais e sem ter como escapar. O que acham? o que acha Poly?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei a ideia, Catarina! Vou me informar direitinho de como fazer isso, de repente eu consiga aqui mesmo no Blog, se vocês quiserem.
      Bjokas!

      Excluir
    2. www.aabr-online.com.br/prochatrooms/
      Ola Poly,meu nome é Eliza,conheci vc na reportagem da tv que passou um dia bem cedinho,desde então venho acompanhando tudo.Sou Dependente em recuperaçao de alcool,e estou limpa a 1 ano e 1 mes graças a Deus e em uma epoca bem complicada em que eu nao pude buscar ajuda no grupo nem em psicologos eu procurei esse site...ai em cima é sala e chat...vale a pena conferir!! espero ter ajudado beijos!! voce é incrivel! =^_^=

      Excluir
  11. Olá companheira, amei conhecer seu blog.Faço parte de um grupo familiar,e no sabado dia 8 fiz uma acolhida e a pessoa me falou do seu blog.Eu pensei que estava ajudando essa pessoa mas, foi ela quem me ajudou. Desede de sabado tenho lido tudo que você escrevee aprendo muito. Indiquei p/ minhas companheiras de grupo.Obrigada por compartilhar suas experiências, forças e esperanças. Sempre acreditei na ajuda do Poder Superior, pois sei que foi através dele que minha vida melhorou.O adicto da minha convivência esta na recuperação dele. SÒ POR HOJE.Quando diminuo minhas expectativas ou simplismente solto- me delas todas, consigo aproveitar e apreciar minha vida. E o adicto com quem convivo, muito mais! Com carinho. Jô

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jô, uma das minhas maiores alegrias é quando uma leitora do blog me diz que foi a um grupo de apoio, pois é o sinal de que as palavras aqui ditas ajudaram para que ela desse um passo em favor de si mesma! Querida companheira, seja muito bem-vinda! Estamos juntas!
      Forte abraço!

      Excluir
  12. Claro Poly, seria maravilhoso que aqui fosse o ponto de encontro se for possível é claro. Assim que tiver novidades por favor fale para gente. Uma ótima semana para vc e para todas as leitoras e pessoas que passam por aqui. Esperança e força para todas nós. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Instalei um CBox no lado direito do Blog, abaixo da capa do livro e acima do campo "Quem Sou Eu", vamos testar?
      Beijos!

      Excluir
    2. Acho que seria bom uma como se fosse um msn. Mas esse já está ótimo!

      Força meninas!!

      Excluir