quarta-feira, 20 de junho de 2012

Vale a pena saber!


Está em votação, na Câmara, o Projeto de Lei 7663/2010 que altera a Lei 11.343/2006, cujo assunto é a Política sobre Drogas. Dentre as novidades contidas no PL, podemos citar a obrigatoriedade de classificação das drogas (exemplo: traficante que vende maconha x traficante que vende crack) e as condições de atenção aos usuários e dependentes químicos. A gente sabe que dependente químico é doente e não bandido, não é mesmo?

Deixarei o link para quem se interessar em conhecer o PL. Clique aqui

Ou se preferir, clique aqui, e assista ao vídeo da TV Câmara, com entrevista do Dep. Osmar Terra, autor do PL. Acho interessante sabermos disso. Quem quiser opinar a respeito, fique a vontade!

Mudando de assunto, eu sou mãe de três filhos, e estou com minha maternidade ainda mais aflorada com a chegada do nosso caçulinha que fez três meses ontem, e que ainda só mama no peito. Acho que nada nesse mundo é mais forte que esse sentimento de maternidade... Será?

Na semana passada foi veiculada a notícia de uma mulher, aqui do Distrito Federal, que abandonou em casa, suas três filhinhas, uma de dois meses, outra de três anos e a mais velha de cinco anos, sozinhas. Ela é dependente química. Deixou as meninas em casa para ir usar drogas. Um dos vizinhos ouviu o choro das meninas e chamou a polícia. As crianças tinham fome e estavam sujinhas. A mulher foi autuada por abandono de incapaz, e agora o Conselho Tutelar irá realizar entrevistas para encontrar uma família que deve ficar com a guarda das crianças.

Confesso que fiquei chocada com a notícia. Meu Deus, nada nesse mundo me faria deixar meus filhos assim. Mas, a loucura pela droga, o domínio que essa terrível doença (dependência química) exerce sobre a pessoa, faz sim com que ela cometa atos completamente insanos e impossíveis de se entender.

Essa mulher não deveria ser presa, deveria ser internada.

Quanto às crianças, é fato que elas precisam de alguém capaz de cuidar delas, ainda que não seja a mãe... Muito triste isso.

Bom, queridos, apenas queria comentar com vocês sobre essas duas notícias.

Graças a Deus, aqui em casa, está tudo em paz. Arrumando as malas para visitar os pais do meu esposo na bela Santa Catarina!

Maridão limpo há 263 dias (8 meses e 19 dias)! Obrigada, Deus!

Para concluir, deixarei a oração da serenidade completa, que ele (meu esposo) colocou hoje cedo fixada na porta da nossa geladeira:


Concede-me Senhor
A serenidade necessária
para aceitar as coisas que eu não
posso modificar.
Coragem para modificar
aquelas que eu posso
e sabedoria para
distinguir uma das outras.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento de cada vez;
Aceitando as dificuldades como um caminho para alcançar a paz;
Considerando como tu,
Este mundo pecador como ele é
E não como eu gostaria que fosse;
Confiando que endireitarás todas as coisas
Se eu me render à tua vontade,
Para que eu possa ser moderadamente feliz nesta vida e sumamente feliz contigo na eternidade.






Nenhum comentário:

Postar um comentário