quarta-feira, 14 de março de 2012

Até logo!!!

Bom dia, meus queridos!

02h53min desta quarta-feira, dia 14 de março de 2012!

Meu esposo se mantém limpo há 05 meses e 12 dias! Vivendo um dia de cada vez, ele está conseguindo vencer! Estou muito feliz com suas conquistas, e muito grata a Deus!

Reuniões de NA, medicações com acompanhamento do Psiquiatra, vivência com outras pessoas em recuperação e espiritualidade têm sido os seus suportes de recuperação.

Um companheiro me perguntou se eu havia visto a reportagem do Fantástico, no domingo, sobre a Justiça Terapêutica, confesso que não assisti, mas, vi no site. Vocês viram? Resumindo, fala sobre a troca de prisão por tratamento aos usuários de drogas. Clique aqui e veja. Fico muito feliz que o Brasil esteja, enfim, enxergando a dependência química com outros olhos. Ainda há muito a fazer, mas, ao menos é um início, não é mesmo? Esse tipo de matéria, aos poucos, vai conscientizando a população e reduzindo o preconceito.

Em razão de sua profissão na área da Enfermagem, meu esposo tem ido quase que diariamente à instituição onde esteve internado para prestação de assistência voluntária. Estive lá com ele. E, do carro, pude observar aqueles rapazes. Muitos são bem afeiçoados, de boas famílias. Médico, policial, músico, padeiro, pedreiro... Seres humanos. Todos ali, lutando por uma coisa só: liberdade! Foi bonito de se ver.

Quanto ao meu esposo e eu, temos feito muitas coisas juntos. Ele não me deixa dirigir por causa do barrigão, então resolvemos tudo juntos. Ele ainda está em sua licença pelo INSS, e eu já estou em gozo da minha licença-maternidade, assim, enfim, temos tempo livre para nós.

Vejo sintonia em nós dois nos cuidados dos últimos detalhes para a chegada do nosso bebê, nas idas às reuniões abertas do NA, nas compras no supermercado, nas atividades com as crianças, em nossas conversas, em nossas sessões de filmes no DVD, quando dividimos a cozinha, e até nas faxinas em casa. O que posso afirmar é que a cada dia o amo mais. Não quero dizer com isso que um dependente químico em recuperação seja perfeito, mas sim, que eu o amo, exatamente do jeito que ele é! Ele coloca muitos “não-adictos” no chinelo...

Ontem vimos o filme Quando um Homem ama uma Mulher. É um filme de 1994, protagonizado por Meg Ryan e Andy Garcia. Além de ser um lindo filme de amor, ele trata sobre a adicção e codependência. Simplesmente amei! Fica a dica.

Não vou contar o filme, claro, mas, vou deixar aqui escrito uma partilha de uma companheira de Al-Anon (grupo de apoio a familiares de alcoólatras) que, no filme, fala sobre a violência emocional que ela sofria:

“Eu era cruelmente violentada emocionalmente pelo meu marido, pois eu não era senhora das minhas emoções. Tudo girava em torno das emoções do meu marido. Se ele ficava triste, eu ficava mais ainda. Quando ele estava feliz, eu também estava. Dia após dia, eu tentava saber como ele estaria, para assim descobrir como eu deveria me sentir. Graças ao grupo, hoje tenho minhas próprias emoções e estou aprendendo a lidar com elas. E sou grata por isso.”

Me identifico demais!

Esse tem sido o meu maior aprendizado, a cada dia. Ao longo da minha vida, aprendi a ter um comportamento codependente, e não é fácil reconstruir a mim mesma, mas, sei que é possível, e eu quero. Por isso, luto por minha própria recuperação. E hoje posso dizer que tenho sim as minhas próprias emoções e as aceito.

E por falar em emoções...

Meu parto cesáreo está marcado para a próxima segunda-feira, dia 19/03, às 17 horas. O bebê já está devidamente encaixadinho! Barriguinha baixa, dores... Nem sei se ele vai esperar até lá... 

Diante disso, meus queridos, estarei um pouco ausente. Assim que der, enviarei notícias, e uma foto do nosso pequeno Victor, cujo nome significa Vitória Certa!

Acredito que a missão deste blog esteja quase completa. 

Diante desta tela de PC, chorei e sorri. Sofri com alguns depoimentos e comemorei progressos de recuperação...

Falei das dores que senti durante recaídas do meu esposo, da desesperança, do fundo de poço... Falei do amor, da força, da fé, do tratamento e recuperação... E, principalmente, falei do que é ser uma codependente, não de uma forma teórica, mas sim, do ponto de vista de quem vive isso na pele... Falei sobre a nossa própria recuperação.

Aprendi e ensinei... Trocamos.

Foram 234 postagens. Nunca escrevi nada que não sentia ou que não fosse real. E talvez por isso encontrei tantos amigos que se identificaram com o que eu relatava.

Também me identifiquei com cada um de vocês. Eu oro por vocês. E lhes serei grata sempre pelo carinho e força recebidos por meio deste blog.

Não é uma despedida, de forma nenhuma... Mas, acredito que um ciclo se encerra aqui.

O que desejo a todos vocês, do fundo do meu coração, é que tenham muita serenidade sempre, e que se amem e se valorizem. Somente assim poderemos amar verdadeiramente ao nosso próximo...

“Eu seguro a minha mão na sua, e uno o meu coração ao seu, para que juntos possamos fazer aquilo que sozinha não consigo...”

17 comentários:

  1. Suspiros de emoção com esse post Poly!

    Estou muito feliz por vc, pelo seu marido, pelo Victor que está chegando, nada mais é do que a realização do sonho de Deus, que é família, família feliz!
    E creio que muitas coisas irão surgir ou se reconstruir.

    Eu desejo para vc, que nesse novo ciclo tudo seja melhor do que o primeiro, desejo muito amor, paz, alegria, longanimidade, e que como uma co-dependente que te escreve também continue em sua recuperação.

    Com vc eu aprendi e também aprendo muito!
    E eu tenho que agradecer, que por diversas vezes, meu amado quando estava em crise, eu entrei aqui buscando uma palavra de ajuda, como em outros blogs, e graças a Deus encontrei palavras motivadoras, de correção, que me ajudaram a nunca desistir de mim e do meu amado.
    Graças a Deus por existirem pessoas iluminadas como vc!

    Grande beijo!
    E celebre a vida que está vindo!

    ResponderExcluir
  2. Polly, tenho acompanhado o seu blog e todos os dias ligo o computador com ansiedade para saber do seu dia. É como se eu quisesse saber como a minha historia vai terminar. Choro com você, dou risada com você, fico feliz com você. O amor que você tem pelo seu marido é realmente lindo. Deus escolheu você, assim como me escolheu, e escolheu a muitas mulheres para segurar na mão dos nossos companheiros. É difícil, as vezes quase impossível. Mas somos escolhidas por Deus. Deus te abençoe, abençõe seus filhinhos e principalmente, abençõe o seu marido.
    Salmo 126:6 - Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.

    ResponderExcluir
  3. Oi irmã,

    Já estou com saudades, mais também muito feliz por vocês, esse tempo todo que convivi virtualmente com você, sofri, chorei, amei, sorri, me descobri, aprendi, me identifiquei e acreditei e foi acreditando no Poder Superior que li muitas vezes seus desabafos e acreditei que podemos lutar pelos nossos adictos, e por nós mesmos, sempre acreditei em vocês dois, você sabe disso!!!.
    Amiga, Posso imaginar a alegria que você está sentindo neste momento único de sua vida. Sabendo que esta nova vida que logo vai chegar lhe fará feliz e realizada. Você é abençoada, pois você é a esperança de um novo ser ter a chance de estar entre nós para que realize sua missão na terra. Um espirito que contará com a sua orientação e o seu amor, ajudando-o em seu caminho. Mas saiba que isso é uma tarefa maravilhosa e enriquecedora. Parabéns e sejam muito feliz...

    Victor nós te amamos!!! seja bem vindo...

    Que Deus abençoe vocês sempre...
    Nunca esqueça que juntas somos mais fortes, bjs dos amigos do Rio, Tininha e Mauricio.

    ResponderExcluir
  4. Querida Poly,me emocionei muito lendo essa postagem...parece despedida... e as despedidas são sempre tristes para mim.
    Desejo que teu bebe venha com muita saúde para alegrar teus dias sempre,e fazer companhia para teu outro pequeno.
    Fico feliz,de verdade,por ti e teu esposo estarem tão bem,em recuperação,os dois!!
    Aqui em casa por vezes estamos muito bem,também...E isso já me é o suficiente,pois creio que o "desligamento com amor" seja um caminho sem volta para quem consegue assim como eu.Sou feliz por mim!Vivo em paz!!
    meu marido viu este filme quando internado e se emocionou muito,mexeu muito com ele,que bom que serviu pra vocês também!
    Beijos e que a presença de Deus seja sempre sentida por ti.

    ResponderExcluir
  5. Oiii amiga !!! Muitas felicidades neste momento maravilhoso !!! Ficarei aqui torcendo por vocês, quando puder de um oizinho, fará muita falta !!!

    ResponderExcluir
  6. Como é bom terminar ciclos nao é mesmo amiga? As vezes , enquanto caminhamos certas jornadas diversas vezes achamos que a estrada nao tem fim , nao tem oásis , Mas quando uma estrada termina e estamos prontos para trilhar um novo começo , uma nova direção , olhamos com orgulho dos passos dados até aqui!

    ResponderExcluir
  7. Essa é a hora em que meus olhos se enchem de lágrimas e meu coração começa a bater mais forte. Uma espécie de filme passou pela a minha cabeça agora, relembrando cada postagem sua, desde a primeira, cada comentário seu em meu blog, cada conversa que trocamos, cada desabafo, desespero, alegria, vitória!
    Amada Poly, você é um presente do Universo em minha vida, você me ajudou muito em minha recuperação, é responsável por hoje eu não sentir mais culpa, por eu não me culpar por não ter me afogado... Lembra?
    Assim como a minha princesa Victória, ao nascer, marcou uma nova fase em minha vida, o seu príncipe Victor, trará uma linda nova fase para a de vocês também.
    Eu Acredito em Milagres!!! Obrigada Poly, o seu marido me dá esperanças, você sabe...
    Fique longe o tempo que for necessário, mas, volte, porque precisamos de você!!!
    Beijo grande alma iluminada, que Deus, o Universo, o Poder Superior, o mundo, lhe abençoe nessa hora e a partir dela, tudo mude em sua vida!!!
    Amo você!!!

    ResponderExcluir
  8. oieee um ótimo parto a vc... que seu Victor venha com mta saúde e traga mtas alegrias a vcs!
    Tb tenho um namoro dq... sobro muito, ainda não consegui aceitar mtas coisas, as vezes não consigo me controlar.. com certeza sou uma codependente!
    Mas vai dar tudo certo... já pensei em desistir mtas vezes, mas eu o amo mto tbm... sei o qto é dificil!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  9. Querida Poly, obrigada por ter me citado em seu penultimo post, fiquei mto feliz em saber q minhas palavras e meus pensamentos positivos te ajudaram naquele momento.
    Estou feliz em saber q vcs estão bem, se amando e se cuidando a cada dia.
    Te desejo mta paz e tranquilidade na hora do nascimento do pequeno Victor, esse será um grande momento, uma nova vida nascendo p trazer mtas alegrias e unir ainda mais essa familia tão maravilhosa.
    Não demore mto pra voltar, pois sentirei saudades de suas tão belas palavras q sempre me ajudaram e continuam me ajudando.
    Seu esposo é um ser abençoado, realmente mto diferente de mtos adictos e não adictos, pois ele te ama verdadeiramente. E esse amor é inexplicável, o carinho e afeto que une vcs é surpreendente.

    Que Deus continue abençoando vc e td sua familia sempre.

    Mta serenidade, calma, paciência fique tranquila nesse momento tão mágico.

    Bjos de quem te admira, te respeita e se inspira em vc.

    Aline =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Oi Polly. A pouco tempo acompanho seu blog, e em mtas postagens já chorei, me emociono pois me identifico muito com a sua história, tbm vivo uma mto parecida. Estou gravida de 4 meses e meu namorado e futuro marido é um dependente quimico que está limpo há 20 dias! Estamos juntos hà 7 anos e a droga se tornou parte da nossa história há 5. A luta como sabemos é diária, mas o bom disso é que tenho esperança e acredito que com amor e fé tudo é possível. Boa sorte para vcs e boa hora para seu parto que o Victor venha com muita saúde e seja um motivo a mais para vencerem! bjos Francielle G.P.

    ResponderExcluir
  11. Olá Polly! Só posso te desejar muito sucesso, pouco que acompanho do seu blog dá para saberque vc já é vitoriosa.Eu agora estou nessa luta,meu amor está internado desde a segunda pela milésima vez,mas minha fé é imbativel,e sempre que leio seu blog tento me espelhar em vc.Muita luz para vc e sua família.
    um grande abraço...

    ResponderExcluir
  12. Querida Poly, eu estou bem devagar no blog por conta dos preparativos do meu casamento, e só hj li sua postagem, a essa hora o Victor já esta em seus braços e com certeza mamando muuuiiito !!!!
    Quando eu estava em meio as turbulencias seu blog foi o primeiro que encontrei e a partir daí conheci outros e tive a oportunidade de me aproximar de tantas pessoas maravilhosas podendo dividir tbm minha historia....te agradeço Poly do fundo do meu coraçao, e desejo toda felicidade do mundo nessa nova fase que se inicia !!!
    Beijos no seu coraçao !

    ResponderExcluir
  13. Alguém tem notícias da Polly e do bebê?

    ResponderExcluir
  14. Anônimo e demais companheiras, Victor nasceu às 18:05 do dia 19, com 51cm, e 3,370 kg e eles estão bem! Graças a Deus!

    ResponderExcluir
  15. Oi é a primeira vez que passo por aqui, li apenas a ultima postagem....eu também sou esposa de um dependente químico, em setembro deste ano vai completar 2 anos de cara....eu e ele temos blogs o meu é assuntos variados e o dele é sobre dependência química...sobre o filme que você citou ele já me fez olhar várias vezes, mas é muito bom,...mas não deixa de escrever!
    Este é o blog do meu marido:

    http://teliganomovimento.blogspot.com.br/

    e o meu é:

    http://solteirssimaenumpiscardeolhoscasada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Boa noite!
    Estou muito feliz nesse momento por encontrar pessoas assim como vc,Mulher forte q tem enfretado essa luta com muito amor.
    Estou há algubs meses trabalhando fortemente contra as drogas em meu municipio, idealizei e fundei uma clinica terapeutica, visto que na nossa peqna cidade, há muitos adctos, e portano houve a necessidade de acolher e trabalhar com esse grupo, dia internacional da mulher começamos um mais novo trablho só que dessa vez seriam para as mulheres...a luta é grande e ardua querida e sei hj vendo fortemente o que as drogas tem feiot.mas juntas venceremos Amém
    www.instituto-ser.blogspot.com

    Que Deus a abençoe nesse momento sublime.
    Felicidades!

    gostaria de seu e-mail.ok
    bjocas e felicidades

    ResponderExcluir
  17. Poly,

    Primeiramente fico muito feliz por vc pelo seu esforço que agora lhe dá lindos frutos e com fé em Deus serão eternos!!!
    Bem hoje é um dia muito triste para mim pois depois de 5 anos de casamento sinto que desta vez acabou...
    Durante todo o meu casamento sofri bastante com a dq do meu esposo e fui adoecendo junto sem perceber, e entre alegrias e tristezas e o amor que persisitia fomos levando a vida com recaídas e recomeços...
    Meu espeoso sempre me contava as coisas que via na noite e oque se passava com seus amigos e durante estas conversas ele contou que um dos "amigos" estava traindo a mulher e este tinha dois filhos no casamento e teve uma filha com a amante...Passou um tempo a esposa deste "amigo" me procurou nas redes sociais pois sabia quem era meu marido, então ficamos amigas confidentes nas madrugadas solitárias em que nossos maridos usavam droga juntos na rua, o marido dela sumia por 3, 4 dias e ela tem uma bb de 7 meses então um dia entre uma conversa e depois de ela insistir por muitas vezes EU CONTEI TUDO! Então passei a conviver com este peso na consciência por ter mentido quando meu marido perguntou se eu tinha algo a ver com issso.
    Sabe Poly, meu erro foi ter me colocado no lugar dela, fiquei com dó pois sei que a situação dela é piór que a minha, então ela falou com o marido eles brigaram e ela decidiu levar a vida com ele até aonde der...mas ontem meu marido me ligou dizendo que precisávamos conversar então ele chegou em casa dizendo que o "amigo" descobriu tudo e que gravava as conversas dela do msn...Eu fiquei sem reação depois de alguns minutos falei que havia feito.
    Ontem ele chegou mais ou menos 01 da manhã depois saiu às 03 depois que conversamos...ele disse coisas horríveis e disse que não confia mais em mim e que sou capaz de fazer coisas pióres se fui de fazer isso, sem medir as consequeências...
    O clima ficou péssimo, não dormi e quano foi 07:30 ele chegou me chamou para conversar novamente e disse que só havia voltado pq o mesmo "amigo" pediu para ele ir para casa e não se separar de mim...então ele ligou no trabalho dizendo que não irá mais pois fará um tratamento de saúde e depois me disse que ia se internar e que precisava cuidar dele e que não me garantia nada( referente a nois dois depois) então ele disse para eu cuidar de mim também.
    Ainda estou em casa, expliquei para o meu filho que iríamos embora com todo cuidado e chorei muito pois ele deu um sorriso e disse tudo bem mãe, me abraçou e está mais carinhoso ainda pois vê meu estado.
    Sei que a muito tempo meu casamento não ia bem, mas não queria que terminasse assim, muito menos amando ainda...Nem sei oque fazer Poly, minha vida desabou, adquirimos muitas dividas das quais a maioria estão em meu nome,isso me preocupa e tira o sono pois preciso ter condições de recomeçar a minha vida com meu filho, e não recebo pensão do pai dele.
    Só Deus agora para cuidar de mim e do meu filho, sinto um peso enorme nas minhas costas...

    ResponderExcluir