quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Escalando a montanha!


Boa noite, amigos!

Agora são 23h53min deste 04 de janeiro de 2012, quarta-feira.

96 dias que meu amado esposo segue internado e em recuperação. E o mais importante é que só por hoje ele está bem, está limpo, sem drogas, e isso é razão de sobra para eu estar feliz!

Hoje tive a oportunidade de falar com dois companheiros do grupo de apoio a familiares Nar-Anon do qual faço parte, embora não esteja em condições de ir às reuniões, e por telefone me lembrei o porque dessas pessoas terem mudado a minha vida. Vocês não têm idéia do carinho, amor e força que essas pessoas emanam! Haja gratidão!

Na conversa, ao telefone, dentre outras coisas, falei que meu esposo está internado. É engraçado que as pessoas que não conhecem o problema de perto, quando sabem da internação, e olham para a minha barriga de 7 meses, fazem cara de pena, dizem “sinto muito” ou coisa parecida. Entretanto, esses companheiros, que vivem o mesmo que nós, ao saberem da internação do meu marido, fizeram festa ao telefone! Afinal, eles sabem que o mais importante é isso: hoje meu esposo está bem, está limpo, está se recuperando, enquanto muitos sofrem e morrem nas ruas usando drogas.

Tudo é uma questão do ângulo pelo qual enxergamos as coisas. Vejo a recuperação como o subir em uma montanha. No auge da nossa co-dependência, ficamos tão envolvidos no sofrimento, que não vemos nada de bom na vida, não enxergamos saídas. Entretanto, quando começamos o caminho da nossa própria recuperação, vamos andando passo a passo, escalando essa montanha. Não estou dizendo que o caminho é fácil, pois, de fato não é. Mas, lá de cima, ao vermos a pessoa que tanto amamos na adicção ativa, conseguimos sim, enxergar saídas, e ver o lado bom de tudo o que ocorre conosco. Portanto, vale a pena!

Às vezes deslizamos, é normal. Choramos por nada (ou por tudo), a auto-piedade quer nos dominar, a desesperança... Mas, o que temos a fazer é levantar, sacudir a poeira e retomar o caminho. A cada passo dado nessa escalada, vamos nos tornando mais fortes, e a vista panorâmica vai ficando mais ampla e bonita.

Bom, meus amigos, em novembro do ano passado, postei as histórias de três leitoras do Blog: A História de M.C.L., A História de R.R. e A História de uma Maria. Na ocasião, recebi uma linda mensagem, por meio de uma rede social, da companheira N.R., e hoje, gostaria de compartilhar essas palavras com vocês.

“Oi Polyanna, espero que esteja bem, sempre leio e posto em seu blog e isso me ajuda muito, gostaria de postar algo lá que não posso pois ficou muito grande o comentário, será que pode postar pra mim?

R.R, MCL e Maria, também passo pelo mesmo, também sou co-dependente e também, como a Poly meu amado esta internado. Sou "dependente emocional" assumida, do estilo "mulheres que amam demais".

E estou numa fase MARAVILHOSA da minha vida... mas só cheguei a isso depois de passar por tudo o que vocês descreveram, tudo mesmo, e ainda pior, o meu amado foi preso (por furto) na favela, onde ja estava ha um mes (desaparecido), só fiquei sabendo onde ele estava quando o advogado me ligou avisando da prisão e eu tive que tirar ele (nunca me imaginei ir nem na porta de um presídio). Não é facil, mas aprendi, aaah se aprendi...

Como já disse a Poly vou dizer a vocês, se o amor por ele é um fato, a ação que decorre disso é OPCIONAL, o sofrimento também.

Ele precisa mudar, mas você não vai muda-lo, nem ninguém... Você precisa mudar e só você pode fazer isso, mais ninguém... Mude sua cabeça e principalmente suas atitudes, o planeta dá de volta tudo aquilo que você emana (indico os livros 'O Segredo' e 'Pare de Sofrer'). Comece a sorrir para todos a sua volta e verá como lhe serão ofertados sorrisos que te darão força, no começo é dificil, sentimentos negativos viciam tanto quanto a droga...

Agradeça a Deus a oportunidade maravilhosa de fazer a caridade ao proximo, agradeça pelo seu aprendizado, pelo quanto você melhora espiritualmente. Não faça de suas experiências um sofrimento, faça delas um crescimento, faça com que, apesar de tudo, a sua vida não piore, mas melhore por tudo isso, pois você melhorou, cresceu, ficou mais humilde, aprendeu a aceitar os defeitos dos outros e se valorizar...

Não preciso ver você, mas sei que vc, só por suportar tudo isso, é LINDAAAAA, mostre ao mundo como você é mesmo linda. Comece a pensar em você, em uma mulher forte, linda, sorridente, alegre, que todos querem estar por perto e verá como as coisas vão mudar e até ele vai mudar com você e com o tempo, se for o que você REALMENTE quer, você vai se valorizar tanto que vai conseguir deixa-lo sim, mas se não, não se desepere, AGRADEÇA a Deus a oportunidade de ter conhecido o VERDADEIRO amor, porque a maioria das pessoas sonha em encotrá-lo, mas quando encontra não tem as forças de mantê-lo.

Minha vida esta maravilhosa, apesar da saudade, da carencia e da solidão na minha cama eu estou irradiando felicidade e luz, cuidando da minha aparencia porque engordei 30 kg na ultima gravidez, estudando muuuito na faculdade, ESTOU ME AMANDO ACIMA DE TUDO E TODOS (e olha que eu sozinha "cuido" emocionalmente do meu namorido, minha sogra que também é co-dependente e recusa assumir isso, minha mãe e nossos dois filhos) e quanto mais o tempo passa, mais e mais as pessoas querem ficar do meu lado, mais e mais amigos eu estou fazendo. Sabe, eu me sentia tão sozinha, aí adivinha qual a resposta que o mundo me dava: SOLIDÃO (esse negócio de oposto atrair oposto é mentira, você atrai aquilo que você emana)...”

É isso aí! Obrigada por suas palavras tão positivas, N.R! Demorei, mas, postei! Ajudou a mim, e sei que ajudará a outros também.

Bom, meus companheiros queridos, amanhã (sexta-feira), o maridão virá para casa, para o seu primeiro período de ressocialização. Ai, estou ansiosa... Feliz demais e grata a Deus com os progressos em seu tratamento! Na segunda-feira, pela primeira vez desde o início da gestação, o papai participará da consulta do Pré-Natal... Enfim, poderei ficar dengosa para receber alguns mimos merecidos, não acham? Risos.

Ah, para quem quiser entrar em contato comigo o e-mail é polyp.escritos@gmail.com. Respondo a todos, ainda que demore um pouquinho... Paciência com a “mãezinha” aqui... Rs.

Mensagem de hoje: “A adicção é uma doença e a doença não amedronta nem ama, apenas é... Posso escolher minhas reações.” (C.E.F.E., pág. 174)

Serenidade, queridos, só por hoje!

6 comentários:

  1. Lindo o comentário de nossa amiga N.R.
    Como é bom saber que as pessoas estão cuidando de si, e conseguem olhar para o lado bom das coisas.

    E Poly aproveite muito o maridão, fico muito feliz por vocês!
    Tenho certeza que a hora da colheita chegou pra você, e você terá toda a recompensa pela sua paciência e dedicação.

    Um beijo amiga!
    Tamo Juntas!

    ResponderExcluir
  2. Poly, achei interessante o q vc postou sobre a reaçao das pessoas qdo sabem da internaçao, quem nao entende sobre isso se assusta ao saber da internaçao, olha pra gente com piedade e olhar assustado como quem diz : "Nossa internado, entao a coisa ta feia mesmo", já quem entende e passou ou passa por isso, qdo fica sabendo da internaçao, se exalta de alegria e diz: Nossa que maravilha, glóra a Deus ! Agora sim ! rsrs isso acontece o tempo todo néh?! rs
    Que bom que seu maridinho vai estar ao seu lado uns dias, faça muito dengo viu, tenha desejos kkkkkk aproveita bem dele rsrs
    Um beijo querida !!

    ResponderExcluir
  3. Polly,
    Sobre as reações das pessoas.. ai meu Deus.. sei lá.. eu acho que quando o adicto esta em recuperação e quado a sua copanheira esta bem com ela mesma não tem por que sentir pena ou estar triste. É claro que é ruim esta distante de quem se ama, é ruim passar por um tratamento, mas só em o seu amor esta buscando a recuperação é um grande motivo para estar feliz, pior se ele estivesse na ativa, isso é que é ruim, isso é que faz sofrer. Ao ler essa situação, lembro-me de quanndo falei para uma amiga sobre o tratamento do meu amor, ela sentiu pena também, ficou tão triste por mim, mais ele estava buscando a recuperação polly, e eu estava feliz por isso. Foi logo quando ele chegou da clinica.
    Mas infelizmente ainda acontece isso.
    Há gostei muito das palavras POSITIVAS da N.R. Obrigado por estas palavras N.R. É muito bom quando se ler experiancias como a sua. Essa energia boa, positiva perpassa pra gente.
    Obrigado!
    Bjus e muita serenidade pra todos nós!
    Há polly e bjus no pequenininho que esta ai na barriga viu... rssrrs..

    ResponderExcluir
  4. Oi Querida como é bom lê suas palavras e saber que podemos ter esperança, meu marido esta pela primeira vez sem internação limpo a 23 dias apenas NA todos os dias, e estou tão feliz, voltei a acreditar.
    N.R muito obrigada por suas palavras estou tentando companheira me amar, gostar mais de mim, pensar mais na minha vida..ser feliz "energia positiva 2012 vai ser um bom ano"

    Poly, aproveite muito seu maridão pois eu sei bem o que e ter o marido internado e a cama vazia...ótimo fim de semana você e seus babys merecem...

    Estamos Juntas Companheiras.

    "Maria"

    ResponderExcluir
  5. Muito boa tarde a todas, que a Paz de Cristo Jesus inunde as vossas vidas. Queridas irmãs, que exemplo de supreção e de visão otimista, visão forte e firme de que com Deus é possível sim iniciar de novo. Ei fui dependente do alcool e da nicotina por muitos anos, bati em tanta porta que não me levou alugar algum, e as aflições que voçes passaram , foi a mesma que minha esposa passou. Mas como voçes ela foi crucial na minha virada, ela não desistiu de mim, nunca desista de seu esposo, lute pelo amor de sua vida, acredite nele mesmo que ele nem mesmo acredite mais em si mesmo, apenas lute! Como um instinto de defesa , defenda o seu direito de ser plenamente feliz, Deus te garante isto!! Estarei orando por vossas vidas , mas além de orar , estarei adimiranado os seus testemunhos de vida, e creio piamanente que Deus reescreverá uma nova história para a sua linda Familia!!! A Paz do Senhor Jesus !!!Dc. André Felipe Ribeiro

    ResponderExcluir
  6. Que emocionante,lindo demais tudo!

    Sou responsável por uma clinica para dependentes quimicos e estou emocionada e quero desde já lhe parabenizar, acredito ser o inicio de uma nova,linda amizade que fraternalmente nos dedicaremos, pois gostaria de passar os exemplos mencionados nas reunioes com os familiares dos dependentes.Um grnde abraço e manteremos contato por e-mail.

    ResponderExcluir