quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Tudo de novo!


“... e viveram felizes para sempre...”

Quantas vezes ouvi histórias que terminavam assim, e me colocava a sonhar. Sempre fui tão romântica e sonhadora. Sempre acreditei no amor verdadeiro e na felicidade.

Mas, a realidade é tão diferente. É tão menos colorida.

Eu não soube o que era ter um pai de verdade. Ele nunca foi à minha escola. Nunca me ligava. Nunca se preocupou comigo ou com minha irmã. Lembro-me de suas brincadeiras conosco, quando viajávamos para a casa da minha avó (onde ele morava), nas férias. E só. Ali terminava o seu papel de pai.

Ele não se importava se tínhamos o que comer ou o que vestir. Ele não se importava se estávamos bem. Ele não se importava com nada.

Não que ele fosse um homem mau. Pelo contrário, ele era dócil e bom. Mas, sua única preocupação era em drogar-se. E assim, um dia, ele se foi. Overdose de drogas injetáveis, e ficamos eu, aos 16, e minha irmã aos 19, sem o nosso pai. Mas, na verdade, nós nunca o tivemos.

E agora, eis que tudo se repete. Meu marido é bom, é bonito, educado. Mas, ele não se importa comigo, nem com nossos filhos. Essa é a realidade. Não se importa com o nosso bem-estar. Não se importa com nada que não seja o prazer que a cocaína pode lhe proporcionar. Dói demais viver tudo isso novamente.

É como se eu tentasse dizer: “Droga, dessa vez eu vou vencer!”

Mas, não é assim que as coisas funcionam. Estou perdendo outra vez.

Hoje meu esposo me ligou várias vezes durante o dia. Ele estava de folga e ficou em casa. Disse que não era necessário que eu trancasse as portas e portões, pois, ele estava bem e centrado. Em suas ligações, ele me relatava o que estava fazendo (tarefas domésticas), e eu em minha correria, não percebi nada de anormal.

Eu passei o dia confiante de que estava tudo bem. Fui trabalhar de carro para chegar mais cedo em casa, e cheguei. Adentrei o portão. As janelas estavam abertas. O chamei pela janela: “Amorrr, amorrr”.

Vazio. Silêncio. Dor.

A casa estava na mais completa desordem. Tudo o que ele relatou que estava fazendo era mentira. Eu não consegui entrar. Agarrei-me às grades da janela, e ali mesmo chorei. “Meu Deus, não pode ser, não pode ser...”

Chorei de dor, uma dor que parece corroer tudo por dentro. Chorei de raiva de mim mesma, por acreditar. Chorei por perceber que minha vida está muito longe do que sonhei. Chorei por ver que mais uma vez estou perdendo alguém a quem amo para as drogas.

Preciso organizar meus pensamentos e sentimentos. Tá tudo fora do lugar em mim. E há um ser inocente aqui dentro sendo gerado. E outros dois seres inocentes que precisam de mim. Preciso de serenidade, preciso colocar um basta nisso.

Orem por mim, por favor.

8 comentários:

  1. Poly estou orando sim por você tá... Nossa, esta piorando, ele está ficando sem controle mesmo, antes ele lutava contra, mas agora, parece que ele ja está dominado...
    Ah querida, sabemos que vc e as crianças são importantes para ele, mas no momento ele n esta em condições de pensar em ninguém, essa é a questão, sei q isso machuca, e muito, mas sei que você saberá qual o melhor caminho no momento a seguir.
    Adoro você e lhe mando daqui uma imensa nuvem de pensamentos positivos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. To orando sim Poly, porque sei que tudo pode dar certo. Mas depende muito mais da sua mudança de atitude que da dele. Não que você seja culpada por nada, muito pelo contrário. Mas o adicto precisa sim encontrar seu "fundo de poço" que para cada um é de uma forma. Mas se você não deixar, ele vai demorar muito, vai perder um tempo precioso para vocês. Solta a corda, Poly.

    Janete

    ResponderExcluir
  3. Minha querida, sinto muito..muito mesmo! Que Deus ilumine suas decisöes e o seu caminho.

    ResponderExcluir
  4. Nossa Poly, mais uma vez sinto com voce essa dor, sei como dói, mas não sei se já te disseram, todo tipo de angustia, dor, sofrimento não é de Deus, sei que somos humanos e diante dessa situação é inevitável não sentir, porém peça Poly, peça com fé uma direção a Deus, só ele e ninguém mais vai te ajudar, sabe Poly no meu caso percebi que as pessoas já sabiam dos meus problemas, o grupo, alguns amigos, então foi quando passei a contar os meus problemas diretamente ao Senhor, e te falo tudo começou a mudar então, conte agora o seu problema a Deus e ele vai te abençoar... oro por vc abraços...

    ResponderExcluir
  5. é incrivel como nossas histórias sao parecidas.

    meu pai tb se drogava... morreu de aids... e era um homem tãooo doce !!!

    e a historia se repetiu comigo tb.. mas Poly, temos a oportunidade de mudar sempre...

    ResponderExcluir
  6. Polly, muito triste...mas estou orando por vc...e tenha fé em Deus q tudo vai dar certo!!
    Creia no Deus que faz nova todas as coisas!!
    Fique com Deus!
    Bjos**

    ResponderExcluir
  7. Amiga.....TAMUJUNTU, visse?
    TAMUJUNTU, amiga!
    TAMUJUNTU....TAMUJUNTU!
    Compreendo perfeitamente sua dor. Sei como estás se sentindo neste momento. Entendo que não posso fazer outra coisa a não ser estender minhas palavras de conforto.
    Mas você também sabe que isso está acontecendo agora, neste momento e, que como momento, passará. Isso certamente passará!
    Sei que é mais fácil para mim falar do que para você aceitar esta realidade. Sei que sua cabeça, neste momento, está pensando mil e uma coisa (talvés a maioria delas pensamentos negativos em relação à relação de vocês)...mas veja bem que neste momento não é interessante que as emoções falem por sí...entenda que a razão é bem mais cabível nesta hora, neste momento.
    E, como eu disse (e você sabe bem), momento são momentos e passam!
    Suas palavras postadas aqui ao longo deste tempo em que seu maravilhoso Blog está em atividade, são palavras de entusiasmo, de coragem, e perserverança, de atitude positivas, que modificaram a vida de várias & várias pessoas no mundo inteiro...inclcusive a sua própria, pois não é a primeira vez que isso acontece.
    Então, por este e outros motivos, continue lutando! Continue firme no seu propósito, na sua recuperação. Lembre-se que sua recuperação independe da dele. Faça apenas a sua parte.
    Se não estou enganado, foi no seu Blog que eu encontrei, uns dias atrás, uma história de uma seguidora sua, onde ela narrava o dia dela, com o esposo na ativa, mas que ela estava fazendo as atividades dela "normalmente", apesar de todo o sofrimento que, inevitavelmente, é peculiar.
    Por isso, amiga, TAMUJUNTU.
    Saibas que não és a única e nem serás a última.
    Por isso, seja forte! Continue caminhando a passos curtos, mas não pare!
    Sua vida não pode e nem deve viver em função de seu esposo quando ele está na ativa!
    Faça a sua parte e continue sua programação, SÓ POR HOJE, UM DIA DE CADA VEZ E,QUANDO UM DIA FOR MUITO TEMPO, TRABALHE APENAS O MOMENTO DE "AGORA", pois momentos são momentos e hão de passar.
    Lembre-se que muitas & muuuuuuuitas pessoas estão se amparando em ti!
    Lembre-se que muitas & muuuuuuuuuuuuuitas pessoas ainda podem tirar forças de suas fraquezas. Lembre-se que é da fraqueza que tirarás as forças necessárias para reerguer-se e continuar caminhando em busca de dias melhores.
    O programa nos diz que a escolha da recuperação é nossa e que cabe à nós fazer ou não o uso desta escolha.
    O seu esposo ainda está no processo de aceitação da doença. Enquanto ele não admitir a inteira e completa derrota, ficará difícil a rendição à todos os processos necessários para permanecer um dia limpo, renovando-os a cada 24hs.
    Do mesmo jeito é você, minha amiga!
    Para que possas encontrar e desfrutar desta SERENIDADE, tens que ACEITAR AS COISAS QUE NÃO PODES MODIFICAR. E digo mais, amiga! Só use a CORAGEM PARA MODIFICAR AQUELAS QUE PODES, quando tiveres a certeza Vontade do PODER SUPERIOR e não a sua.
    Utilize-se da Prece e da Meditação para conseguir um melhor contato com o PODER SUPERIOR, afim de que possas reconhecer, aceitar e realizar a Vontade DELE em todas as suas épocas e lugares, para que só assim, possas continuar desfrutando destas Dádivas de renovados dias de vida, e, certamente, a PAZ, a SAÚDE, a FELICIDADE, a ALEGRIA, as CONQUISTAS, as VITÓRIAS, os SONHOS, farão parte de sua vida.
    Pois está escrito: "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." Mateus 6:33
    Abração, minha amiga!
    Fica na PAZ!
    E lembre-se: TAMUJUNTU!

    ResponderExcluir