quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Três meses!



Olá, amigos!

Boa tarde!

Agora são 14h34min desta quinta-feira, dia 18 de agosto de 2011.

Seis dias que meu esposo está limpo.

Hoje o blog Amando um Dependente Químico está completando três meses! E eu não poderia deixar de vir aqui para agradecer a cada um.

Obrigada a você, amigo(a), com o qual já tenho um vínculo e participo da sua história (e vice-versa).

Obrigada a você, fiel em seus comentários.

Obrigada a você, que prefere ler em silêncio e anonimamente.

Obrigada a você que algum dia passou por aqui e se identificou com a luta narrada nessas páginas.

Obrigada a todos os que fazem parte desta enorme família composta de pessoas que amam dependentes químicos, e que aqui encontraram muitos outros nessa mesma condição, e foram unidos por esse amor, por uma força, e por uma esperança...

Vamos aos números do Blog, para juntos comemorarmos?

Número de acessos:  13.580 !!!

Sendo:

Brasil
12.999
Estados Unidos
488
Alemanha
24
Reino Unido
20
Portugal
14
Dinamarca
3
Índia
3
Itália
2
Áustria
1
República Dominicana
1


Foram 150 postagens (algumas felizes, outras cheias de dor, outras repletas de esperança), e em todas pude sentir o coração de vocês a compartilhar de tantos sentimentos comigo. E isso não há palavras que descreva ou retribua!

Um total de 692 comentários ! Esses enriquecem este blog de forma sem medida, e muitas vezes me fizeram pensar, chorar, sorrir, refletir... Aprendo muito com vocês.

Agradeço ainda aos meus amigos blogueiros que lindamente também batalham nessa causa (ajudar dependentes químicos e seus familiares, e combater as drogas) e que tanto me ajudam com suas experiências, além de colaborarem na divulgação do blog Amando um Dependente Químico.

Pra comemorar, hoje lançarei a terceira enquete do Blog. Mas, não será sobre drogas, nem sobre dor, nem co-dependência ou adicção. Hoje quero falar de VIDA. Vamos?

A enquete é: qual é o sexo do(a) bebê que a Poly está esperando? Menino ou menina? Façam suas apostas que em breve emitirei o resultado real... hehe... Mãe boba rindo sozinha aqui...

Tá vendo como me sinto a vontade com vocês?!!

Além disso, tenho uma novidade!

A novidade que tenho para lhes contar é que estou trabalhando para transformar esse blog em um livro. Pela falta de tempo, isso ainda é um projeto, que está em fase de amadurecimento.

Só pra ter idéia, quem tem interesse em adquirir um livro Amando um Dependente Químico, levanta a mão, por favor... Risos.

A idéia é levar a mensagem a quem não possui acesso diário à internet. E também disponibilizá-la em livro, facilitará a leitura onde quer que você esteja, além de poder presentear a quem precisa... Mas, ainda é um projeto, ok? Mas, um projeto bem adiantadinho...


Espero que tenham gostado.

“Eu seguro a minha mão na sua, e uno meu coração ao seu, para que juntos possamos fazer aquilo que eu não posso fazer sozinha".

Lembrando que:
“Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro...” (Leonardo da Vinci)

Obrigada, companheiros, muito obrigada! Amo vocês!

20 comentários:

  1. parabens,e um presente de deus esse blog,poly voce me mostrou que nao sou sozinha nessa dor da co-dependencia,que existe varias mulheres como eu que um dia percebemos que quem nossos sonhos nao sao realidade,que quem amamos com todas nossas forças sao doentes,que nos adoencem,magoam ,nos fazem chorar e ainda assim estamos la,em suas vidas devastadas pela adicçao.adorei a ideia do livro ,pois ha pouco sobre o co-dependencia nas literaturas,sua ideia e otima ,continue partilhando com a gente suas vivencias,voce nao tem ideia o quando ajuda nesse universo de dor que e a co-dependencia.bjus suely

    ResponderExcluir
  2. Qdo este livro for lançado serei uma das primeiras a comprá-lo... Nem sei qtas vezes li seus posts sabendo que muito do que vc escrevia era exatamente como me sentia naquele momento. Incrível como as vezes me sinto menos "engasgada" qdo leio algo q não tenha sido escrito por mim porém é exatamente aquilo que sinto... Amar um dependente químico as vezes se torna a conspiração do silêncio onde só quem sente isso entende o q o outro quer dizer...

    ResponderExcluir
  3. Querida Suely, muito obrigada. A idéia é justamente essa. Eu também sofri por três anos sem saber que era uma co-dependente, aliás, eu nem sabia o que era essa doença. Estava me destruindo sem saber. Um dia o segredo me foi revelado em uma sala do Nar-Anon, e esse aprendizado e experiências têm que chegar àqueles que sofrem. Estamos juntas, querida. De fato, não estás sozinha! Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Querida Nanda, te entendo perfeitamente. Nos entendemos porque entre nós não há julgamentos, pouco precisamos explicar umas às outras, pois, todas passamos pela mesma dor, pela mesma esperança, pelo mesmo amor... E é isso que nos une! Até as nossas vírgulas são plenamente compreendidas... Muito obrigada! Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Poly, quero te dizer que estou sofrendo muito, se não fosse seu blog já tinha enlouquecido, pois aqui aprendo a lidar com a co-dependência que me fez largar um ótimo emprego, faculdade, etc.Quando acordei já estava no fundo do poço... agora estou tentando restituir tudo e vou conseguir, hoje estou bem mais forte e aprendi no seu blog a lidar com esta realidade tão cruel e devastadora.
    Felicidades ! Raquel

    ResponderExcluir
  6. Poly, gostaria de fazer uma pergunta.
    Já reparou que a maioria dos co-deoendentes são mulheres?
    Certamente somos mais fortes e temos este dom de cuidar...mas aprendi que antes de tudo devemos e merecemos ser mulheres e que também gostamos de ser cuidadas...
    Bjs e parabéns novamente pelo NOSSO Blog..rsrr. Raquel

    ResponderExcluir
  7. eita polly três messes hein: parabes!!! que bom...
    eita que ideia legal, um livro? haaa e eu queeeero, rsrsrs...
    Ha eu que agradeço viu, pois o seu blog me ajudou bastante!!!
    E sobre a enquete muito legal também. Eu quero uma meninaaaa... kkkkk será menina!! lálálálá.. será meniiina!! lálálálá.. kkkk
    PaRaBéééNs...
    bjuss.

    ResponderExcluir
  8. Poly, acho mais do que formidável a idéia do livro, lhe ajudarei com a divulgação com toda certeza...hehehe viu querer um autografado!!!!
    Mas pense mesmo a respeito, nas suas primeiras postagens, vc fala que sempre gostou de escrever e td mais, pois então, escreva e ajude mais pessoas!!! As suas postagens aqui, juntamente com muitos comentários, são de extremo valor!!!
    Beijoss e vamos ver se vai ser um pequeno príncipe ou uma linda princesa...

    ResponderExcluir
  9. Uhulll Parabéns pelos 3 meses, tenho certeza que com suas palavras voce mostra a realidade de ter um companheiro adicto, e que precisamos ser muito forte para aguentar e suportar tudo isso!!!Amei a novidade do livro, não vejo a hora desse projeto estar pronto!! E do baby, sendo menina ou menino sei que vai te fazer muito feliz. Beeijãoo Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelos 3 meses! 3 meses de cura!
    Quanta gente agraciada? :)
    Muito legal isso...
    Quanto ao sexo... aiiinn eu queria que fosse uma menininha... voto na menina! hehe
    Beijoooss da tia gaby

    ResponderExcluir
  11. MENINO.... SÓ PRA CONTRADIZER A MAIORIA POR ENQUANTO....RS...

    AH...EU VOU QUERER UM LIVRO TB VIU.... AUTOGRAFADO TB!!!!!

    LEGAL A IDEIA DO LIVRO.... COMO DISSE O COMPANHEIRO LÁ EM CIMA EXISTE POUCO MATERIAL "INDEPENDENTE" SOBRE CO-DEP (A MAIORIA É DE CODA, NAR-ANON, AMOR-EXIGENTE, MADA E ETC)---- ACHO BACANA, E VC E A GIU REALMENTE TEM O DOM DE TOCAR A GENTE POR DENTRO, REMEXER E ARRANCAR AQUELE CAROÇO QUE ENTALA NOSSA GARGANTA! KKKK.... SUCESSO NA EMPREITADA!

    ResponderExcluir
  12. Parabéns amada!
    O seu blog é um presente pra nós te acompanhamos e uma grande ajuda na nossa recuperação, pois pra mim foi como uma luz em um dia tão escuro, seu blog fez me ver como sou, uma co dependente!
    Amei a ideia do livro e vou entrar na fila pelo autografado!
    Bjus...

    ResponderExcluir
  13. Ah, Raquel querida, quantas escolhas erradas fazemos, e quantas perdas nos permitimos ter em nome do amor, quando,na verdade, estamos adoecidas. Força, querida! Nós que hoje conseguimos enxergar e ter essa percepção, já demos um grande passo. Força, eu sei que você vai conseguir! Quanto a sermos mulheres, realmente não vemos muitos maridos co-dependentes, embora eles existam, eu mesma já conheci alguns poucos, entretanto, o número de pais(homens) co-dependentes é enorme, querida. O homem tende a olhar mais para si próprio, e nós já nascemos com esse instinto materno de cuidar, né. É uma qualidade nossa, desde que haja moderação! Beijos, minha querida!

    ResponderExcluir
  14. Pzinha, minha flor, obrigada pelo estímulo. Confesso que estou ainda mais dedicada no projeto do livro ao ver a reação de vocês... Ôpa, menininha tá ganhando em disparada. hehe.
    Fique com Deus, meu anjo, e cuide-se bem!

    ResponderExcluir
  15. Giulli, querida, muito importante seu parecer quanto ao livro, afinal, já percorreste esse caminho, né? Estou bem motivada com a idéia! Obrigada, minha querida Angel!
    Beijão e bom domingo!

    ResponderExcluir
  16. Pois é, Jé, eu não conheço nenhum livro parecido (além do da Giulli), que mostre os nossos sentimentos, os dois lados do adicto, os nossos altos e baixos, nossa força, nossa esperança, nossas angústias, nossas alegrias, e principalmente que mostre o que é a co-dependência que tanta gente sofre e desconhece.
    Um beijão, minha linda!

    ResponderExcluir
  17. Tia Gabyzinha, com certeza eu fui a primeira a ser agraciada com esse blog. Não sei mais como seria a minha vida sem vocês...
    Beijos, flor!

    ResponderExcluir
  18. Cicie, minha querida, "do contra". hehehe
    Obrigada pela motivação quanto ao livro, se Deus quiser vai dar tudo certo sim! Obrigada por suas palavras ao longo desses três meses!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Minha querida Mari, que bom te ver por aqui. Sinto saudades! Esse blog foi um presente primeiramente pra mim, e ouvir relatos como os seus, e ao ver o seu crescimento, só tenho mesmo que agradecer a Deus!
    Um grande beijo, minha querida.
    Fica na paz de Jesus!

    ResponderExcluir
  20. Querida Poly,
    Parabéns pra você, caramba há 3 meses que te conheço, meu Deus parece que te conheço há muitos anos, rsrsrsrsrs, e por falar no lançamento desse livro, terei o prazer de pegar o avião e ir até ai pra ser uma das primeiras até-lo, e ter conhecer pessoalmente e claro, amiga e pelo minha sobrinha ou sobrinho torço muito por menina, pois papai do céu não me deu uma menina, e eu sou louca por menina, mais o que vier esta bom, que venha com muita saúde e paz, te amo amiga, que você seja muito feliz.
    bjs

    ResponderExcluir