sábado, 30 de julho de 2011

Positivo!


Bom dia, amigos queridos!

Agora são 04h10min deste dia 30 de julho de 2011, sábado.

Trinta dias que meu esposo está limpo! Felicidade imensa!

Perdoem-me pela ausência, mas, vou explicar-lhes o porquê, e vocês com certeza irão compreender...

No dia 27/07 pela manhã, registrei aqui o post O Maior Presente que Ele me deu!, falando sobre o nascimento do meu filho caçula. Me emocionei  bastante ao escrevê-lo, recordando da minha gravidez e chegada do pequeno.

Ok, ok. Muita sensibilidade materna, não é mesmo?

Ocorre que, após terminar esse post, atentei que minha “regra” estava demorando a chegar. Daí, fui fazer minhas continhas e tal, e vi que havia um atraso de uns dez dias. Além disso, estava me achando meio gordinha. Atentei-me para algumas partes do meu corpo doloridas.

No mesmo dia, resolvi comprar um teste de gravidez de farmácia. Foram os cinco minutos mais longos, até sair o resultado.

POSITIVO! Aqueles dois tracinhos vermelhos no teste me fizeram perder o chão!

Calma, calma, muita calma nessa hora. Afinal, eles só acertam 99% dos casos, posso estar no 1%, não é mesmo?!

Mas, e quanto a esse enjoozinho e demais sintomas? Senti o barulhinho quando a ficha caiu: estou grávida!

Mil pensamentos por segundo na cabeça. Um pouquinho de preocupação. Mas, logo relaxei, e falei a mim mesma que ficaria muito feliz, afinal, esse é o maior presente que podemos receber!

Confesso que não estava nos nossos planos, mas, estava nos planos de Deus, e é isso o que importa! Seja bem-vindo(a) e muito amado(a), anjinho(a)!

Fiquei apreensiva em qual seria a reação do maridão. Não sabia como lhe contar. Medo até mesmo dele recair. Então, com a ajuda da minha filha, armamos um plano.

Compramos um sapatinho verdinho de bebê, colocamos dentro de uma linda caixinha escrita, Paizão você é... (na tampa) e várias virtudes (herói, amigo, querido, etc) na parte debaixo da caixa. Além dos sapatinhos envoltos em papel de seda, coloquei um envelopinho, com a seguinte mensagem dentro:

“Amor,
Fomos agraciados mais uma vez com essa grande bênção de Deus! Tô grávida!!! Parabéns, Daddy!”

Então fomos eu, minha filha e meu filhote, buscar o papai no hospital à noite. Encontrei uma colega dele lá embaixo. Era tudo o que eu precisava! Pedi que ela levasse a caixinha para ele, mas, não dissesse que era minha, apenas entregasse em nome de “alguém”.

Tadinho.

Quando o vi lá embaixo, ele estava simplesmente pálido com a caixinha na mão.

Ele disse que quase enfartou quando abriu a caixinha! Os amigos rindo e parabenizando, e ele sem saber o que pensar.

Meu marido ficou meio introspectivo por dois dias. Eu respeitei. E ainda assim, me mantive em minha felicidade e comemorando junto a familiares e amigos.

Entretanto, ontem ele já se mostrou feliz. Buscou várias informações no hospital quanto ao meu pré-natal e até quanto ao parto.

Fiz o exame de sangue no dia 28 e veio a confirmação.

Ontem tomei o reforço da vacina antitetânica, fiz a primeira ecografia, e alguns exames para dar início ao pré-natal. Está tudo bem comigo e com o(a) bebezinho(a)! Cinco semanas de gestação! Provavelmente nascerá em março de 2012.

Queridos, diante dessa notícia, gostaria de informar que minhas postagens não poderão mais ser diárias, visto que estou sentindo enjôos e muita dor de cabeça.

Mas, sempre que possível, virei aqui relatar nossas caminhadas de recuperação! Afinal, sinto falta de vocês, e preciso disso.

Embora, inevitavelmente, minhas postagens passarão a ter cheirinho de bebê. Risos.

Bom, queridos, é isso. Mesmo diante dessa bombástica notícia, que abala a emoção de qualquer um, meu marido se mantém firme. Quem sabe esse(a) anjinho(a) só vem para somar em sua recuperação, e na minha também, não é mesmo?!

Gostaria de aproveitar para responder uma pergunta que a Dione me fez, se um filho de um adicto tende a herdar essa doença do pai.

Querida, a dependência química envolve três características: a base genética, o meio e o indivíduo. Não somente a base genética. Tanto é que eu e minha irmã tivemos um pai dependente químico, e nunca desenvolvemos a dependência química. Meus avós não eram adictos, mas, meu pai foi. Meu sogro e sogra não usam drogas, e meu marido sofre da dependência química.

Entretanto, se tivermos nossos filhos, que geneticamente são mais favoráveis a desenvolverem a dependência, e somarmos a lares turbulentos, sem diálogo, sem amor, e enlouquecidos pela dependência química de um e a co-dependência do outro, é muito difícil para o desenvolvimento emocional sadio dessa criança.

Já li que filhos de pais dependentes são geneticamente diferentes, porém, só desenvolverão a doença se estiverem em um meio propício, e ainda se apresentarem características psicológicas individuais favoráveis.

Hoje vivemos em um mundo cheio de más influências, não só em relação às drogas, mas, onde vemos pessoas egoístas, pessoas más, desumanas.

Entretanto, não penso que meus filhos serão assim. Primeiramente, porque todos foram apresentados a Deus desde o ventre. Oro por eles diariamente. E busco mostrar-lhes e dedicar-lhes amor e atenção. Diante disso, só tenho em minha mente bons pensamentos para eles três!

Os filhos são herança do Senhor! (Salmos 127:3)

É isso aí, mamãe denovo!!!!

Mãe

É ela o bem mais precioso
Jóia de valor inigualável
Ser divino, amoroso
Dona do colo sempre afável

Guia no caminhar
Refúgio na tempestade
Amparo no tropeçar
Força na adversidade

Ela é musa doce e singela
Possui um frágil coração
Mas, se tocam na cria dela
Tem a força de um vulcão

É ela quem enxuga o pranto
E traz de volta o sorrir
Quem entoa o mais lindo canto
Mesmo cansada, até o filho dormir

Mãe é anjo, é heroína
Merecedora de toda reverência
Seu cuidado constante, fascina
E faz-se presente, mesmo na ausência

Ser mãe
É ter o coração pulsando em outro ser
É esperar ansiosamente por um abraço
É por nem um minuto esquecer
Daquele seu "outro pedaço".

12 comentários:

  1. Oi, Polly ! Acabei de conhecer seu blog e li tudo no final desta madrugada. Me emocionei bastante, visto que sei bem as agruras que nossos familiares passam todos os dias. A rotina de medos, incerteza, apreensão. Não é justo com eles. Se fosse apenas auto-destruição eu poderia até defender o direito que tenho sobre meu próprio corpo, mas a verdade é que levamos todo mundo na enxurrada de lama - onde nos metemos por vontade própria.
    Eu tenho 36 anos, sou advogada, me formei em universidade pública e já vivi em dois países diferentes. Sempre fui compulsiva e gostava de beber com os amigos. De vez em quando fumava um baseado, mas não tinha descontrole algum.
    Até que há dois anos comecei a usar um medicamento chamado Ritalina. Em poucos dias estava viciada. Procurei tutoriais de uso abusivo nos fóruns de drogas e passei a cheirar os comprimidos.
    Algumas semanas depois experimentei a coca, e foi amor à primeira vista. Usava direto no trabalho, e quando saía bebia cerveja para cheirar mais antes de dormir, quando tomava um Rivotril para apagar. Adquiri dependência cruzada de várias drogas. Passei a não ligar para o meu trabalho e aparência pessoal. Depois de muito sofrer, procurei ajuda em janeiro deste ano. Achei um anjo de psiquiatra que me ajudou e ajuda muito.
    Primeiro fiquei 70 dias, recaí um dia e entrei no NA. Fiquei indo direto por quase três meses, mas comecei a cansar e parei de frequentar.
    Semana passada recaí de novo e minha família descobriu. Foi um choque horrivel para todos.
    E sabe o que é pior: assim que pude, saí pra usar.
    Em um ano me transformei em uma pessoa mentirosa, manipuladora e insensível. Sei que preciso parar, sinto remorso quando afeto os parentes e amigos, mas é como se uma força diabólica se apossasse de mim. Só vivendo pra saber a intensidade da compulsão, o desespero da necessidade. Quando bate a vontade, é como se estivéssemos presos em uma câmara sem ar e aquele fosse o único saco de oxigênio.

    Escravidão é isso.
    Penso que seu marido é como eu: sente muita tristeza por ver a vida escorregando ladeira abaixo, mas não consegue abrir mão de verdade por que há alguma lacuna que ele só consegue suprir com as drogas.
    No meu caso, tenho depressão e tag. Como estou cheirando muito, parei com a medicação até minha médica voltar de recesso. Começo outro antidepresivo na quarta-feira e também quero voltar ao NA, mas cadê vontade ? Como eu posso parar de usar se preciso tanto da felicidade artificial que as drogas me trazem ?
    O fato é que seu marido, aparentemente, também não quer parar, assim como eu.

    Viramos monstros egoístas. Viramos cascas secas onde antes só havia bondade. Pode acontecer com qualquer um. Chega uma hora em que nos sentimos dominados.

    Vou começar meu tratamento e - se continuar recaíndo - é internação na certa.

    Falo em nome de todos nós que sofremos desta desgraça maldita: peço desculpas pelo sofrimento enorme que causamos a vocês que nos amam.

    Nós também amamos vocês, mas há algo viscoso que cobre nossa pele e nos impede de fazer esse amor virar real e maduro.

    Não tenha pena: se ele continuar com esse padrão, a tendência é só piorar. Às vezes o fundo do poço é o único lugar que nos faz ter a vontade inabalável de mudar de vida. Eu ainda continuo cavando. Pelo visto, ele também.

    Não se deixe levar junto. Proteja seus filhos. E reze por nós, os que se perderam e precisam achar o caminho de volta.

    Muita força pra você e parabéns pelo novo bbzinho!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Poly!
    A alegria contagia todos nós que somos seguidores seu, e mais ainda aqueles que vos cercam.
    Parabéns ao Paizão que agora terá mais uma responsabilidade, que o ajudará a continuar sua Recuperação.
    Estou super feliz com a notícia e confesso que já estou sentindo a falta que vc vai fazer, por não postar diariamente. Mas acho que esta sua nova fase vai é te motivar aqui a fazer Post's diários, como tens feito, compartilhando cada momento de sua felicidade.
    Agora eu quero, com toda permissão, fazer um comentário à nossa amiga Patrícia, que deixou comentário aqui. Não tem como a gente postar comentários sem que visualize os comentários anteriores, né mesmo? Embora não tenhamos a curiosidade de lermos, ainda assim, fica visível.
    É o seguinte, Patrícia. Eu sei perfeitamente como se sentes. Sei o quanto estás sentindo-se fragilizada e impotente diante de uma recaída. Mas quero te dizer que há uma esperança, há uma solução. E basta que vc queira sinceramente que esta mudança aconteça em sua vida. Você conheceu o NA e sabe que lá acontecem MILAGRES. Eu, por exemplo, sou um deles. Você também diz que seu Psiquiatra é um anjo...e anjo ajudam bastante.
    Esta questão de fundo de poço é bem complexa, entende? Eu fiz um Post no meu blog falando justamente sobre isto. Se tiver interesse, leia DA FRAQUEZA À FORÇA. Acho que vai te ajudar a ver que não necessariamente precisamos ter todas as perdas que um ser humano pode ter, para precisarmos iniciar um recomeço. A primeira coisa que temos que fazer para sair do fundo do poço, é parar de cavar.
    Eu te entendo e sei o quanto as drogas nos proporcionam estes momentos fictícios de alegrias e prazer. Mas eu hoje estou conseguindo desfrutar do verdadeiro prazer e sentir uma imensa alegria por estar Limpo, Só por hoje.
    Estou certo de que estás caminhando no caminho correto, pois não sendo assim, não irias vir aqui partilhar, que é um dos processos importantíssimo para uma Recuperação contínua. Faz parte do nosso Passo Cinco de NA.
    Procure seu Padrinho de Irmandade. Ligue no Linha de Ajuda. Busque forças para ir às Reuniões. Caso deseje conversar, me disponho a isto. Vamos lutar juntos. Sua experiência reforça e muito a minha sobriedade. Um adicto sozinho está em mal companhia. Juntos somos mais fortes. E nada se compara a energia de um grupo de pessoas tentando e conseguindo um mesmo objetivo.
    Abração, minha amiga Patrícia!
    Abração, Poly!
    TAMUJUNTU, amigas!
    SÓ POR HOJE - FUNCIONA!!!!

    ResponderExcluir
  3. QUE SURPREEESAAAA!!! Parabéééééns mamãe, rsrsrs...
    aiii meu Deus quando li a notícia acima parei diante do computador.. kkk
    Mais é uma benção mas um bebezinho na vida de vocês. Fiquei agitada aqui, feliz... kkkk.. isso mexe até com a gente que só te conhece pelo blog. É muito bom acompanhar através do seu blog que o seu esposo está encontrando o caminho da recuperação e agora acompanhar uma notícia dessa... que bom poly, Deus sabe o que faz viu!
    PARABÉÉÉÉÉÉÉÉNS MaMi!
    Bjus.

    ResponderExcluir
  4. QUE FELICIDADE MINHA AMIGA!!!!

    Eu e o meu marido ficamos muito feliz por vocês, esse anjinho(a) que Deus te deu de presente quem sabe não foi para fortalecer a recuperação do seu esposo heim?
    Abençoada seja tua gestação.
    Cada chute do bebê é uma
    nova emoção. É um momento
    engraçado, porém é algo
    inusitado, precisas de muito
    carinho e atenção.
    Que seja abençoado teu parto.
    Que sejas abençoada com este
    lindo ato de amar e ser amada
    Parabéns pela gravidez que
    Nossa Senhora te proteja como protegeu
    O filho JESUS

    SENTIREI SAUDADES...
    O que precisar e só chamar estou aqui pra te apoia no que for preciso tá.
    Juntas somos mais forte.
    tamujuntas sempre
    mil bjs

    ResponderExcluir
  5. Que notícia maravilhosa!! Um bebezinho! Que venha abençoado e que seja um divisor de águas na sua vida! Deus sabe o que faz e nada é por acaso!
    Não esqueça de manter as titias corujas aqui informadas sobre tudo!!!
    To muito feliz por voce, uma nova vidinha que vem chegando, nos mostrando que nunca devemos desisitir, uma vidinha que vem chegando, para nos ensinar a beleza da vida, para nos ensinar que viver vale a pena!!!
    Que alegria Poly...:)
    Muitos beijinhos em vocês!!!
    da tia Gaby

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelas palavras Poly...voce abriu a minha mente...tenho muita vontade de ser mãe,so que as inseguranças são maiores...kkkk. Parabéns pelo Baby... e Deus sabe o que faz...tenho certeza disso..bjusss

    ResponderExcluir
  7. Olá Poly...
    Parabéns!

    Muita Luz a todos os teus.

    ResponderExcluir
  8. Poly, você não imagina o quanto vibrei por você, nesse exato momento, estou lhe enviando em pensamanro tudo o que há de melhor, força, paz, serenidade, saúde e a recuperação do seu maridão. Parabéns, sabemos que Deus sabe o que faz, é uma benção uma nova criança!
    Sentirei muita, mas muita falta sua, espero que pelo menos vc possa dar uma passadinha as vezes, ao menos para nos manter informadas sobre a gestação e tudo mais.
    Torço para que o maridão viva um dia de cada vez e que chegue logo aos 60 dias esperados, torço para que tudo dê certo.
    Ai, quanta nostalgia né, vc não vai nos bandonar, so vai ficar um pouco mais ausente...rs
    Beijos querida Poly, torço por você e obrigada por tudo, você me ajudou muito com as suas postagens e com os comentários nas minhas postagens.
    Estamos juntas!
    Se precisar de algo, é so chamar!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns!!!É, os filhos são a herança do Senhor! Que vocês sejam uma família bendita e que suas vidas tocadas e transformadas pelo Senhor. Continuarei intercedendo por sua vida, de seu esposo e filhos e agora por mais esta vidinha que já faz parte das minhas orações.Sei que vai ser tremendamente abençoada!Fica na Paz!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns Polly que as bençãos do nosso Deus seja sempre derramada em sua vida e sua família. Muita muita felicidade torcendo por vocês.

    Grande beijo ♥

    ResponderExcluir
  11. Parabéns, graças a Deus existem pessoas que utilizam a internet para o bem. Fico feliz em saber que o bem ainda está dentro de muitas pessoas. Como alcoólatra em abstinência há 04 anos, pois na minha concepção não existe a palavra ex-alcoólatra, pois pelo resto dos meus dias não poderei ingerir bebida alcoólica nenhuma, sendo assim, não posso me definir como um ex-alcoólatra, também faço um trabalho voltado a colaborar com pessoas que tem problema com o álcool, pois nesse trabalho eu também me auto-ajudo. O blog é : www.vencendo-o-alcoolismo.blogspot.com
    Um abraço e Deus ilumine você e sua familia.

    ResponderExcluir
  12. Olá amada do Senhor!
    Parabéns, estou muito feliz com a notícia, que Deus o nosso Senho continue te agraciando!
    Mil beijos pra você e para essa linda benção que você carrega dentro de si!
    Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele. Provérbios 22:6

    ResponderExcluir