terça-feira, 28 de junho de 2011

Triste escolha!



Agora são 17:41 horas deste dia 28 de junho de 2011.

Saí mais cedo do trabalho, porque estava preocupada, conforme relatei no post anterior.

A colega que senta ao meu lado falou: "Vai lá, vai mais cedo curtir o maridão e o filhote".
Bom seria se assim fosse.

Por volta das 15:45 horas eu já estava chegando em casa.

Vi tudo aparentemente normal.

Abri o portão. Destranquei a porta da sala. Avistei meu esposo varrendo a cozinha. Fiquei aliviada ao vê-lo.

“Amor, o que houve com o telefone? Liguei várias vezes e não atende.”

“Não sei.” Ele respondeu com voz estranha.

“O que houve? Você usou aquilo de novo?” Perguntei.

“Claro que não!”

Fiquei meio confusa porque a porta estava trancada.

Mas, ao olhar em seus olhos, ela estava lá. Não tinha como negar. Conheço aquele olhar perdido que por tantas vezes vi. Ela estava com ele, estava nele. Ela o levou de mim mais uma vez.

Ela estava lá, e parecia colocar uma lança em meu peito. Ela estava lá destruindo nossos sonhos, nossos planos... nossa família.

“Essa sua recaída quer dizer muita coisa pra mim.”

Essa foi uma das suas recaídas que mais doeu em mim. Quem acompanha o blog sabe que há dois dias descobrimos um novo tratamento que tem tido resultados positivos na recuperação de dependentes químicos.

Eu estava sonhando acordada com a possibilidade do meu marido ir se tratar. Ontem ele pareceu meio apático diante das boas notícias, mas, pensei que fosse por medo.

Hoje eu vejo que não. Não era medo. Ele não quer deixá-la. Não adianta eu continuar a mentir para mim mesma. Se ele, de fato, quisesse, hoje teria ficado em casa, a se preparar para o tratamento, buscando informações, sonhando com a nova vida que poderia ter.

Mas, ele optou pela maldita droga mais uma vez. Escolheu esconder dinheiro, arrancar os pinos da porta, para encontrá-la.

Para fazer o tratamento é preciso estar limpo há sessenta dias, ele estava limpo há treze, eu já estava fazendo a contagem regressiva. Mas, agora, acabou.

Hoje não consegui conter o choro. Era muita dor. Decepção. Liguei para uma amiga, mas, mal conseguia falar, apenas pedi para ela orar por mim.

Um pouco depois, ficamos ali. Ele sentado em uma ponta da cama, e eu na outra ponta. Olhares perdidos. Silêncio. Dor. Lágrimas.

“Não chora, por favor, não chora.” Ele me pediu.

Agora ele está lá fora. E o vazio aqui dentro de casa é enorme, só não é maior do que o vazio que sinto dentro de mim.

Ele fez a sua escolha. Por mais que seja doloroso aceitar, ele fez nitidamente a sua escolha.

Eu preciso de muita serenidade, coragem e força para fazer a minha.

É hora de buscar meu filho na escolinha. Preciso me fortalecer. E nada melhor do que o sorriso do meu filhote para isso.

Orem por mim. Peçam pra Deus me ajudar e me dar uma direção. Estou me sentindo muito sozinha e confusa.

Para participar do sorteio, clique aqui.

10 comentários:

  1. Minha querida, eu sofro junto com você, pois já passei por isso muitas vezes.

    MESMO ASSIM...


    As pessoas são irracionais, ilógicas e egocêntricas.
    Ame-as MESMO ASSIM.

    Se você tem sucesso em suas realizações,
    ganhará falsos amigos e verdadeiros inimigos.
    Tenha sucesso MESMO ASSIM.

    O bem que você faz será esquecido amanhã.
    Faça o bem MESMO ASSIM.

    A honestidade e a franqueza o tornam vulnerável.
    Seja honesto MESMO ASSIM.

    Aquilo que você levou anos para construir,
    pode ser destruído de um dia para o outro.
    Construa MESMO ASSIM.

    Os pobres têm verdadeiramente necessidade de ajuda,
    mas alguns deles podem atacá-lo se você os ajudar.
    Ajude-os MESMO ASSIM.

    Se você der ao mundo e aos outros o melhor de si mesmo,
    você corre o risco de se machucar.
    Dê o que você tem de melhor MESMO ASSIM.

    TAMUJUNTAS, TE ADORO, FICA COM DEUS, MUITA FORÇA, FÉ, E PAZ DE ESPIRITO, BJS

    ResponderExcluir
  2. Poly, querida amiga, fiquei triste de verdade, afinal, ontem compartilhei com você a alegria de uma nova esperança, mas tenha calma, Deus vai lhe mandar uma luz, você é merecedora!
    Amiga, volto para o post que lhe mencionei em outro comentário. Resista!!!
    Achei perfeito o que a Tininha colocou, e saiba que juntas somos mais forte.

    ResponderExcluir
  3. Ola amada do Senhor!
    Força nessa hora tão difícil, mesmo que seja difícil ter esperança nesse momento, amanha será um novo dia e as misericórdias do Senhor se renovaram.
    Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá. (Salmo 37:5).
    Não posso te abraçar agora embora esse fosse o meu desejo, mas posso orar por você e sei que o Espírito Santo confortará o seu coração.
    "Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz" (Thiago 5:16)
    Te amo em Cristo, força e estamos juntas viu!!!

    ResponderExcluir
  4. Amiga, não sei direito o que te falar agora, nesse momento muito triste, parecia que tudo ia se encaminhando favoravelmente, mas ... Todavia, uma grande curiosidade tomou conta de mim agora: Seu esposo: ele tem conhecimento desse blog?? Ele o está acompanhando também?

    ResponderExcluir
  5. É uma pena que as coisas não estejam tomando a direção que deveriam.
    Força e fé. Peça a Deus que ilumine seus pensamentos e as vidas de vocês.

    ResponderExcluir
  6. encontrei esse post no face... agora vou te dizer uma coisa de um dependente que sou.. talvez seja medo mesmo.. eu tenho medo de tudo oq pode mudar minha vida.. mesmo que seja pra melhor.. .dificuldade em aceitar o novo..Estava numa sala de Amor Exigente.. e de repente.. depois de uma partilha como essa.. o coordenador disse assim.. vc tem duas opcoes.. ou largar ele.. ou, sem reclamar, ajudar no que for possivel.. pensa nisso tah...fique com ELE..

    ResponderExcluir
  7. Poly, sinta se abraçada ador nao é sua é nossa estamos todas ao seu lado nao se sinta sozinha estamos orando por vcs um grande abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Queridos amigos, não tenho o que dizer a não ser OBRIGADA pelas palavras, pela força, pela companhia neste momento de dor. Estou refletindo em cada uma delas.

    André Luiz, respondendo sua pergunta, meu marido sabe sim deste Blog, desde o início, mas acho que ele nunca leu.

    Abraços, companheiros.
    E serenidade, só por hoje, apesar de tudo.

    ResponderExcluir
  9. Olha descubri seu blog por acaso, e admiro a sua coragem de abrir a sua dor sei bem cada dor que voce sente porque passei por isso tbém , hoje meu marido esta limpo aalgum tempo acho que mais de 1 ano pq parei de contar os dias, horas pq só sofria com isso agora só vivo o momento vivo ainda com o fantasma da recaida mas já ñ sofro com isso pq sei q estou com uma pessoa q tem uma doença e q precisa se tratar.
    abraços

    ResponderExcluir
  10. Olá, querida Anônima. Seja bem-vinda!
    Não sei se esse blog foi um ato de coragem, ou se foi o resultado de uma dor tão grande que eu precisava compartilhar com alguém, e com alguém que me entendesse. Deu certo. Aqui estou entre amigos.
    Fico muito feliz por saber que você e seu esposo estão seguindo seus caminhos de recuperação.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir