sexta-feira, 18 de maio de 2018

Nosso Blog completando 7 anos!

Hoje o Blog Amando um Dependente Químico completa sete anos!!!

Eu só quero dizer: MUITO OBRIGADA!!!

PS: Você que ainda não está participando do sorteio de aniversário, veja as instruções na postagem anterior e participe! Inscrições prorrogadas até amanhã!



terça-feira, 15 de maio de 2018

A recaída não dá aviso prévio!



Bom dia, meus amores!

Já se inscreveu no nosso sorteio de aniversário?!

Então para tudo... Antes de ler a postagem de hoje, envia um e-mail para polyp.escritos@gmail.com com seu nome, cidade e informando desde quando você lê esse Blog. Pronto! Já estará concorrendo a um livro Amando um Dependente Químico com dedicatória e um Kit Luar (esfoliante, hidratante e creme para as mãos) que chegará na sua casa! (Seu nome completo será mantido em sigilo).

Tô esperando...

Já se inscreveu? Então tá, agora vamos ao post de hoje...

Dias atrás uma leitora do blog disse que a minha experiência é uma exceção, e eu até respondi contando um pouco das lutas que a adicção trouxe: internações, insanidade, desemprego, coma, overdose, choro, dívidas, sumiços, e por aí vai.

Sinceramente, nem gosto de me lembrar, pois na maioria dessas experiências vividas por ele, eu estava ao seu lado, e sofria demais.

Então se analisarmos bem, não se trata de uma exceção.

Esse blog existe há sete anos, e já ouvi muitas, muitas histórias.

Trabalhei em um projeto para familiares de dependentes químicos, e também conheci de perto muitas histórias.

Frequentei muitas comunidades terapêuticas e grupos de apoio, e estive diante de várias outras histórias.

Não, a história do meu familiar não é uma exceção.

Existem muitos como ele que lutam dia após dia contra essa doença devastadora.

Assim como existem muitos que se entregam, infelizmente.

E o estágio em que seu familiar está hoje, não garante o amanhã... É um dia de cada vez. Lembra?

Então, meus amores, a doença da adicção não muda. Ela tem estágios... Escolhas...

(Lembrei do vídeo abaixo).



Cabe a nós pedirmos a Deus para que eles se mantenham no estágio da motivação e da ação, na maior parte do tempo... ou pra sempre, né?!

Mas se a doença da adicção não muda, o que pode mudar? Nósss! Simples assim!

A recaída não dá aviso prévio. Ela simplesmente vem. E aí? Como reagir a isso?

Não sei.

(Lembrei desse outro vídeo).



Eu mudei meu jeito de reagir. É espontâneo. Não consigo mais me descabelar, gritar, faltar trabalho...

Sinto tristeza. Sinto raiva. Decepção. Mas são apenas sentimentos diante de uma situação da minha vida, entretanto, me permito continuar vivendo e sentindo os outros sentimentos diante das outras situações que vivo simultaneamente a isso...

Entende?

Minha vida não se resume mais à adicção do outro.

Domingo foi dia das mães, dia 22 será meu aniversário, dia 30 será aniversário dele, estamos vivendo super entusiasmados com o resultado do nosso novo negócio no ramo de produtos pessoais, dias super tranquilos... masssssss, ele recaiu ontem.

E aí? Vou parar a vida?

Não mesmo.

Tristeza sim. Por ele. Eu sei o quanto é difícil começar do zero de novo, e colocar o corpo e mente em equilíbrio de novo leva tempo... Massss, é isso aí.

Eu preciso estar bem!

Hoje ele não ia se levantar. Abatido... Eu só disse: “não vai para o trabalho? Melhor fazer uma merda só do que uma sucessão de merdas...” (me desculpem, mas foi o termo que usei mesmo).

Ele levantou, tomou seu banho, vestiu sua blusa branca com a palavra “BELIEVE”, e foi, graças a Deus!

O amanhã a Deus pertence!

E é isso, queridas! Um dia de cada vez! 



Dica de beleza do dia:

Minhas lindas, a dica de hoje é a linha de sabonetes SENSAÇÃO! Cada fragrância mais cheirosa que a outra, numa linda caixinha para quem quiser presentear! CLIQUE AQUI, e visite a lojinha Love Yourself da Poly! Está no link de produtos para o corpo...


Aliás, quero dar uma dica pra você que não tem tempo pra você mesma, pra relaxar... Use o tempo do banho... Use esse tempo, pra pensar, respirar, refletir, analisar os fatos... Sem pressa!

E com os sabonetes dessa linha que estou amandoooo! 

Beijos.

sábado, 12 de maio de 2018

Importante lembrar!



Postagem feita em 09/03/2013, após a morte do Chorão, sobre sua esposa e sobre todas nós!


Inicialmente pensei em não escrever nada sobre o caso do Chorão, mas diante dos acontecimentos, vi que é interessante sim abordar alguns pontos.
Quando cheguei no trabalho ontem, três pessoas disseram ter lembrado de mim ao ver os relatos da Graziela, ex-mulher de Chorão, em um jornal da Globo.
Eu não tinha visto o relato ainda.
Quando vi suas palavras de dor, e até mesmo de codependência, doeu. Deu medo. Fiquei assustada. Até mesmo porque é a mesma droga de uso do meu esposo. Mas, não tive opção a não ser entregar o amanhã nas mãos de Deus, e confiar que meu esposo se manterá nessa nova vida, um dia de cada vez, e sempre.
Mas, o que me levou a fazer esse post foram dois acontecimentos principais: “Chorão passava por depressão após a separação da mulher”, diz o R7, e as palavras de um colega de trabalho a mim: “o negócio é não desistir, Poly, senão a coisa desanda...”
Vocês percebem? A sociedade alimenta a nossa codependência. A depressão do cantor era por sua doença, que é crônica, e fatal se não tratada. Como culpar sua esposa por tê-lo deixado? Vemos suas palavras ainda tão cheias de amor, mas só nós sabemos quando é a hora de deixar o barco, ou de morrer afogadas junto.
E as palavras do meu colega queriam dizer que, quando não conseguimos mais ficar ao lado de nossos adictos, eles se perdem. Meu Deus, e nós? E nossos limites? E nossas vidas?
Queridas, mais uma vez vou colocar aqui a terceira tradição de Narcóticos Anônimos, para que não nos esqueçamos: “Um adicto que não queira parar de usar não vai parar de usar. Pode ser analisado, aconselhado, pode se rezar por ele, pode ser ameaçado, surrado ou trancado, mas não irá parar até que queira parar”.
Não há nada que possamos fazer. O caminho só se abre a nós, quando eles querem. Não está nas nossas mãos. Não estava nas mãos da Graziela.
A sociedade precisa entender isso, nós precisamos entender isso, e parar de alimentar a nossa doença. Infelizmente, não podemos!!!
Só Deus pode... Só eles podem...
Eu não era fã do Charlie Brown Jr. Não conhecia suas músicas. Mas, imagino a dor da família e a sensação de derrota. Espero que eles descubram que não são culpados... Que não existem culpados... Dependência química é uma doença. Uma triste doença que pode sim levar à morte. Só.
Vendo tudo isso, fortaleço o pensamento que defendo de que o primeiro passo que nós familiares precisamos dar é o de nos cuidar, nos tratar.
Até para se separar de um adicto é preciso preparação psicológica, porque pode ser que dê certo, e ele busque ajuda, ou infelizmente, pode ser que dê errado. Então o importante é conseguirmos tirar a culpa de nós. Entender que somos humanos e que temos limites. Que não podemos salvar ninguém. E que nossos amados são responsáveis por suas escolhas. Somente assim seremos livres das amarras da codependência.
Termino esse post com o texto que a Graziela escreveu para o Chorão... Chorei... Que Deus conforte a família dele, e tantas outras que sentem hoje a mesma dor...
Que Deus dê força e uma história bem diferente aos nossos amados...
E que Deus nos dê serenidade, coragem e sabedoria, só por hoje.

"Hoje sou em quem vai te homenagear, meu amor.
As palavras faltam nesses momentos.
O que pode ser dito que teria o poder de sanar tamanha dor, de curar tamanha saudade?
Meu pensamento se volta para Deus para agradecer o privilégio Dele ter me proporcionado viver um grande amor e de dividir minha vida com você por quase 20 anos. Quantas histórias, quantas conquistas, quanta luta!!
Quanto amor, em toque e calor, verso e prosa, que você me deu!
O que ficou está gravado para sempre no meu coração e na memória.
Não só minha, como também na de milhares de fãs.
Através das suas músicas você transformou as nossas histórias em histórias para outros tantos casais Brasil afora.
Não existe forma mais generosa e bonita de se eternizar um sentimento.
Você também falou "vamos viver nossos sonhos, temos tão pouco tempo"!
Foi pouco mesmo, meu amor. Tão pouco...
Obrigada por tudo que você compartilhou comigo, por toda parceria, por ser meu melhor amigo, por ser meu grande amor infinito!
Como você me disse da última vez que nos falamos, eu também vou te amar para sempre, sempre, sempre, sempre...
Da sua, Grazon"






Confira aqui como participar do sorteio de 7 anos do Blog:


Inscrições: 09/05 a 18/05/2018.

Etapa 1: Enviar um e-mail para polyp.escritos@gmail.com com o assunto “Sorteio de 7 anos”. Dentro do e-mail deve constar seu nome e cidade, a quanto tempo você acompanha o blog, e uma frase que resuma o blog Amando um Dependente Químico pra você. Pronto! Viu como é fácil?

Etapa 2: Divulgação do resultado. O resultado será divulgado em 20/05/18, domingo, por meio de vídeo divulgado aqui no blog e nas redes sociais (facebook e youtube). Aproveita e curta a nossa página no Face e se inscreva em nosso canal no Youtube. Ok?

Etapa 3: A sorteada ou sorteado receberá em sua casa um livro Amando um Dependente Químico com dedicatória da Poly, acompanhado de um kit maravilhosooo da Hinode (Hidratante Luar + Esfoliante Luar + Creme para mãos Luar). Daí você se cuida por dentro e por fora!! Vocês merecem!! 






Queridas(os), e tem mais presentinho!! Até o dia 22/05 (dia do meu aniversário), quem entrar na lojinha Love Yourself Hinode da Poly e adquirir QUALQUER ITEM, basta enviar o comprovante do pagamento para o e-mail gi.amorproprio@gmail.com que receberá um ebook exclusivo da segunda edição do livro Amando um Dependente Químico (livro completo que só está disponível em versão impressa), totalmente gratuito!


Sugestão de produto a adquirir na lojinha:



Sabonete íntimo Liz. Ma-ra-vi-lho-so. Gente, esses itens que tenho indicado pra vocês, são os que eu uso no meu dia-a-dia. Esse, por exemplo, não dá pra ficar sem. Além da higiene com sensação refrescante, ele aumenta a defesa natural, protegendo a barreira de defesa primária da pele, ou seja, nos livra daquelas bactérias indesejadas. Testado e 100% aprovado por Dermatologistas. Para adquirir, clica no link da lojinha, e acessa "higiene íntima". 

Amores, pode parecer que esse campo da lojinha não tem nada a ver com o propósito do Blog, mas pode acreditar que tem sim... Tem tudo a ver... Aos poucos quero ajudar cada uma que vem aqui pensando "no outro" a pensar e cuidar de si mesma!
Super beijo!




quarta-feira, 9 de maio de 2018

Sete anos!!

Boa noite, meus amores!!
Já estamos em 09 de maio de 2018, uauuu!!
No próximo dia 18 nosso blog completará SETE anos!!
Já percorri tantos caminhos desde aquele 18/05/2011, e por tantas vezes me perguntava: “por que estou registrando tudo isso aqui?” E por tantas outras vezes pensei em parar com o blog, abandoná-lo, apaga-lo... Mas percebi que esse espaço aqui não é apenas meu... Esse blog tornou-se um lugar de encontro, de proteção, de troca, de aprendizado e de acolhimento para muitos familiares de adictos como eu...

E então, bora comemorar?!
Que tal entrar na festa participando do sorteio em comemoração aos 7 anos de história desse espaço?!


Confira aqui como participar:

Inscrições: 09/05 a 18/05/2018.
Etapa 1: Enviar um e-mail para polyp.escritos@gmail.com com o assunto “Sorteio de 7 anos”. Dentro do e-mail deve constar seu nome e cidade, a quanto tempo você acompanha o blog, e uma frase que resuma o blog Amando um Dependente Químico pra você. Pronto! Viu como é fácil?
Etapa 2: Divulgação do resultado. O resultado será divulgado em 20/05/18, domingo, por meio de vídeo divulgado aqui no blog e nas redes sociais (facebook e youtube). Aproveita e curta a nossa página no Face e se inscreva em nosso canal no Youtube. Ok?
Etapa 3: A sorteada ou sorteado receberá em sua casa um livro Amando um Dependente Químico com dedicatória da Poly, acompanhado de um kit maravilhosooo da Hinode (Hidratante Luar + Esfoliante Luar + Creme para mãos Luar). Daí você se cuida por dentro e por fora!! Vocês merecem!! 




Queridas(os), e tem mais presentinho!! Até o dia 22/05 (dia do meu aniversário), quem entrar na lojinha Love Yourself Hinode da Poly e adquirir QUALQUER ITEM, basta enviar o comprovante do pagamento para o e-mail gi.amorproprio@gmail.com que receberá um ebook exclusivo da segunda edição do livro Amando um Dependente Químico (livro completo que só está disponível em versão impressa), totalmente gratuito!

Sugestão de produto a adquirir na lojinha:


Luva de silicone para as mãos! Gente, essa luvinha é um sucesso! Sei que muitas de vocês já conhecem! Então, ela está disponível na lojinha virtual por apenas R$ 20,90.



E o famoso gel dental clareador... Pensa num sorriso branquinho e lindo desde que descobri esse gel...(Rs). Por apenas R$ 12,00!

Para adquirir qualquer produto CLIQUE AQUI e acesse a lojinha. A luva está nos produtinhos para MÃOS e o gel dental está com os produtos de ROSTO. Ok?

Se você também quer ser um consultor, e deseja entrar na rede da Poly, envie um e-mail para gi.amorproprio@gmail.com e obtenha maiores informações. :)




A primeira postagem do blog, em 18/05/2011.

Hoje escolho ser feliz!

São seis horas da manhã, desta quarta-feira, dia 18 de maio de 2011. Hoje decidi criar esse blog pra registrar o que estou sentindo, na certeza que muitas outras esposas (ou maridos), pais, mães, irmãos e outros familiares ou amigos de dependentes químicos sentem o mesmo que eu.
Ontem, eram exatas 11:45h da manhã quando meu celular tocou. Era ele. Estava com uma voz tão contente e exuberante que até me envolveu. Disse que às 16h estaria em meu trabalho para buscar-me e buscaria nosso filhinho na escola para levá-lo também a fim de que eu mostrasse suas gracinhas aos meus amigos de trabalho.
Fui tomada por uma imensa alegria. Havia apenas quatro dias desde a ultima recaída, mas, naquele momento, acreditei. Comecei a sonhar de novo. A pensar que tudo poderia ser diferente. Que valeria a pena recomeçar.
Fui almoçar com uma amiga. Conversávamos sobre relacionamentos. E era inegável que mais uma vez eu me colocava a sonhar... Comprei biscoitos e pirulitos para meu filhinho, afinal, do meu trabalho até minha casa há um grande caminho a percorrer, e assim ele iria quietinho no carro, distraído.
Eu estava ansiosa. Ao voltar do almoço, liguei para meu marido para saber como estava. Ele não atendeu... As horas foram passando, e nada de atender ou retornar... 15h, 16h, 17h... Nada. Mais uma vez o mundo pareceu desabar sobre mim. Mais uma recaída. Mais uma vez planos e sonhos desfeitos. Mais uma vez a desilusão e a desesperança.
Mas, eu sabia e sei que é preciso continuar. Tenho dois filhos lindos. Tenho um bom trabalho. Não sou responsável nem culpada pelas escolhas do meu marido, mas, sou responsável por minhas escolhas. E hoje escolho ser feliz, apesar de tudo.
Busquei meu filho. Pegamos um táxi até em casa. Brincamos e vimos DVD. Dei um banho gostoso nele. Dei-lhe comidinha. E cantei para ele dormir.
Meu dependente químico chegou em casa por volta das 20h. Sujo. Alienado. Nosso bebê insistia em segui-lo: - Papai, papai! Mas, ele parecia nem ouvi-lo... Dor.
Percebi que nosso aparelho de som não está mais aqui. Perdas.
Mas, hoje é um novo dia. Vou me arrumar para o trabalho. Curtir meus filhos. Conversar com pessoas. Na certeza de que há muita vida lá fora e que não posso me afundar junto com ele, e nem ajudá-lo se ele mesmo não estiver disposto a fazê-lo.